A GRANDE FAMÍLIA ou o grande humor brasileiro?

0
série A GRANDE FAMÍLIA – TV CRÍTICA

Existe um ditado: o que é bom, dura pouco, será?
A série A GRANDE FAMÍLIA da TV Globo quebrou o dito popular.
Em 2012, o programa está na sua 12ª temporada e com muito
sucesso.
No ar desde março de 2001, a sitcom (comédia de situação),
como é chamada pela emissora, já foi até indicada ao Emmy Awards (*) de 2008, de
melhor ator, pela atuação de Pedro Cardoso.
Esta é a segunda versão. A primeira foi apresentada entre
1972 e 1975, com criação de: Oduvaldo Vianna Filho e Armando Costa, já falecidos.

A HISTÓRIA

Tudo gira em torno dos Silva. 
Uma família de classe-média
baixa brasileira moradora do subúrbio do Rio de Janeiro. 
O patriarca Lineu
Silva, fiscal sanitário do bem, é casado com Irene (Nenê), dona de casa
dedicada.
Eles têm dois filhos: Maria Isabel (Bebel), casada com o
taxista Agostinho Carrara e Artur (Tuco), ator.

O ELENCO

O elenco é caprichado, já passaram pela sitcom: Laura Cardoso, Camila Pitanga, Betty Faria, Francisco
Cuoco, Pedro Paulo Rangel, os saudosos Rogério Cardoso e Francisco Milani, entre
outros.

Há 11 anos grandes nomes como Marco Nanini (Lineu), Marieta
Severo (Nenê) e Pedro Cardoso (Agostinho), esbanjam talento e divertem as noites
de quinta.

Vale destacar a participação por mais de sete anos de Andréa
Beltrão com a sua maravilhosa Marilda, amiga de Nenê e namorada do Paulão.
Além dos citados, está a brilhante Guta Stresser como a
Bebel.

Compõem o time: a veterana e competente Natália Lage, como
Gina, a namorada do Tuco, o afinadíssimo Lúcio Mauro Filho.
Vinícius Moreno de 13 anos, como o filho adolescente de Bebel e Agostinho.
O engraçado Marcos Oliveira, seu Beiçola, o dono da
pastelaria.
O canastrão Evandro Mesquita como ele mesmo, mas com o
pseudônimo de Paulão e, o 
versátil, Tonico Pereira, com o seu Mendonça fecham a “gangue”.

HUMOR GENUINAMENTE BRASILEIRO

Tudo dá certo com A GRANDE FAMÍLIA.
A começar pelo texto: comédia leve, simples e arrebatadora.
Os figurinos são um capítulo à parte e, às vezes, roubam a cena com suas cores bem distribuídas.

Não existe outro seriado na TV brasileira com tanto tempo no
ar e, eficiente.
Rendou até um longa, A
GRANDE FAMÍLIA – o FILME
, dirigido por Maurício Farias e assistido por mais
de dois milhões de expectadores, um recorde de bilheteria em 2007.


Muitos dizem: a fórmula está esgotada, saturada, mas discordo.
Tem ainda uma boa estrada a percorrer.
Mas um dia chegará ao fim, e o que virá em seu lugar? Vai
ser difícil para a Vênus Platinada
substituir um produto com identificação tão forte com seu público e de humor
genuinamente brasileiro.
Beijo e cheiro no coração.
(*) Emmy Awards, prêmio americano concedido pela ATAS (Academia
de Televisão Artes & Ciências), NATAS (Academia Nacional de Televisão,
Artes & Ciências) e IATAS (Academia Internacional de Artes e Ciências da
Televisão).
Considerado o Oscar da televisão mundial.
Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.