REI DAVI MARCOU A TV BRASILEIRA

2

REI DAVI deixará saudades.
A superprodução de 30 capítulos marcou a
história da televisão brasileira e a da Record também.
A minissérie conquistou o público e liderou
a audiência por mais de 20 capítulos.
Já havia feito uma crítica sobre REI
DAVI, confira no link abaixo
http://www.tvabordo.com.br/2012/03/minisserie-rei-davi-tv-critica.html
mas é importante ressaltar e observar
outras coisas.
REI DAVI poderia ter ido mais longe se
não fosse o mal desempenho de MÁSCARAS, uma novela equivocada – em breve
apresentarei uma crítica sobre o folhetim.

O último capítulo da minissérie ficou na vice-liderança de audiência e, nos minutos finais de sua exibição, chegou em primeiro lugar nos TTs (*) do twitter.
Na rede social facebook, até o fechamento desta crítica, 97.067 curtiram sua página. 
Um tremendo sucesso!
Se a direção da emissora não agir rápido,
MÁSCARAS comprometerá toda a audiência do horário.
Mas isso não prejudicou por completo REI DAVI.


DESTAQUES
Não tem como deixar de registrar atuações destoantes.
A canastrona (**) Maria Ribeiro e as caras e bocas de Mical, fazia-me chorar de rir com sua atuação digna de: ô dó!
Léo Rosa não convenceu como Absalão.
Faltou muita coisa.
Precisa voltar a estudar imediatamente.
Apesar desses percalços, Edson Spinello com muita competência e
sensibilidade (comenta-se até em uma volta à TV Globo), brindou-nos com cenas
emocionantes, dignas de uma história de sucesso.
E muitas foram essas cenas.
Paulo Figueiredo, veterano da TV,
emprestou sua bagagem para um Aitofel sensacional.
A cena do suicídio foi demais.
Sua personagem era pequena, mas a cada
aparição seu talento brilhava.
A Tirsa de Roberta Gualba foi fantástica!
Sofrimento, tristeza com leveza e verdade no olhar.
Uma das melhores atrizes da emissora, sem
dúvida alguma.
E Renata Dominguez? O que falar de sua
Bate-Seba? Maravilhosa! Além da beleza natural, do seu sorriso encantador, suas
cenas com Davi foram lindas. Recheadas de amor. 
Química perfeita com Brício.
Vai aprendendo com essas feras, Léo Rosa.
Não posso deixar de parabenizar também:
Thelmo Fernandes (Natã), Vitor Hugo (Mefibosete), Cacau Melo (Raquel), Oberdan
Júnior (Josias), Rober Gobeth (Amnon) e Gabriel Gracindo (Husai).
Ah, achei desnecessária outra cena com
apedrejamento. Mais interessante seria, um banho de cachoeira com Rei Davi.
Em 2013 a emissora pretende retratar a
história de José do Egito.
Será a mesma autora de REI DAVI.
Outro sucesso nos aguarda?
Beijo e cheiro no coração.

(*) Trending Topics. Fonte: twitter, sexta, dia 04/05.
(**) Com desempenho que não agrada, sobretudo no domínio da representação. 
Fonte: dicionário 10.
Comentários do Facebook

2 COMENTÁRIOS

  1. Pelo conjunto da obra valeu muito a pena ver Rei Davi. Surpreendeu ao mostrar os detalhes de uma história que muitos achavam que já conheciam.
    Mas uma coisa a Record, como todas as outras emissoras precisam copiar da Globo é uma grade de horário fixa pra programação. Cada dia e cada semana a minissérie ia ao ar num horário, ao bel prazer da emissora pra competir com as outras. E os espectador que espere ou perca o capitulo.
    Na Globo, mau ou bem, agente sabe o que está passando em cada horário.

    • Bem observado, meu caro Regis. A Record não tem um profissional de televisão comandando a programação. É um bispo e ele cometeu um erro imperdoável: reprisou REI DAVI muitas vezes. Quanto à TV Globo você tem razão, mas lá os caras são profissionais há anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here