quarta-feira, 27 de junho de 2012

Jorge Amado aprovaria a Gabriela de 2012?

 
foto: reprodução

novela GABRIELA - TV CRÍTICA

No ano do centenário de nascimento DE Jorge Amado, a Globo não poderia ter escolhido obra melhor para homenagear o escrito bahiano: GABRIELA. O romance 'Gabriela, Cravo e Canela' é o livro de maior número de traduções de Amado, tendo sido traduzido para mais de 30 línguas. (Fonte: Wikipédia). 

A história
Ambientada na Ilhéus da década de 20, e vivendo o ciclo do cacau, GABRIELA retrata o universo dos coronéis, jagunços, "quengas" e trambiqueiros da sociedade cacaueira. Uma cidade rica e pacata com vidas cheias de amor para dar, beatas, fofoqueiras, mulheres idealistas, outras sofridas, um turco e a morena de cravo e canela.

O elenco
A Vênus Platinada caprichou no elenco. GABRIELA é uma produção de primeira qualidade, percebe-se no cuidado com a prosódia, ponto forte nesta adaptação. Por ela desfilam nomes como Maitê Proença, Fabiana Karla, Marcelo Serrado (nem de longe lembra o Crô, do sucesso 'Fina Estampa'), Suzana Pires, Genézio de Barros, Chico Diaz, Mauro Mendonça, Ary Fontoura, entre outros.

Não podemos deixar de destacar, os igualmente brilhantes: Leonar Cavalli, Anderson Di Rizzi, Marco Pigossi e a Giovanna Lancellotti. Nessa lista estão Vanessa Giácomo, Gero Camilo, Edmilson Barros e Bete Mendes.

Trio poderoso
Tem mais, um trio poderoso entra e rouba as cenas: Laura Cardoso, José Wilker e Antônio Fagundes. Ao assistir, pela primeira vez, fiquei embasbacado. ACM ressuscitou? Antônio Fagundes, não sei se fez de propósito, mas é o próprio ACM (Antônio Carlos Magalhães, deputado, senador e ex-governador da Bahia já falecido), e o faz com bastante naturalidade. O seu Coronel Ramiro Bastos é um abuso!  José Wilker, brilhante como sempre, faz outro coronel marcante e odioso: Jesuíno Mendonça. A maneira como trata sua senhora é cruel. E dona Laura Cardoso? Uma velha beata com aquela boca horrorosa e pavorosa. Aula de interpretação.

Juliana Paes e Humberto Martins
Por último temos os protagonistas, Juliana Paes e Humberto Martins. Martins está cada vez mais nos surpreendendo em seus papéis. Ponto para a sua escolha de não fazer um turco com sotaque forte, mas com um leve baianêsE a Juliana Paes? Amado aprovaria a sua Gabriela? Não foi à toa que Sônia Braga - eternizada na TV e no cinema como a personagem de cor de canela - entregou um buquê de flores a ela pela escolha da personagem. Encanto, carisma e sensualidade na medida certa.

Ousadia, capricho e licença poética
Com uma fotografia caprichada, elenco afinado, figurinos perfeitos e outros tempos,  a versão 2012 de GABRIELA é bastante diferente do ano da sua primeira adaptação televisiva: 1975 - óbvio.

A começar pela imagem de cinema e a licença poética: após viver num sertão brabo, sem nenhuma gotinha d'água, a nossa cozinheira chega à cidade "grande", com dentes lindos, depilada e levemente maquiada. É sempre mais fácil apelar para a beleza produzida e superficial. Exporta melhor. Quem vai achar sexy uma menina cabeluda, desgrenhada e de dentes careados?

As cenas ousadas com direito a muitos 'nudes' e sexo habitam as sequências quentes do folhetim. Não só de homens, mas de mulheres também. Um bordel chique e glamouroso com fartas garragas de champagne, roupas bem trabalhadas, iluminação de primeira com direito até a show de cantora de axé, fazem parte do Bataclan de Walcyr Carrasco, o responsável por esta adaptação.

Vamos conviver durante os próximos meses com a licenciada e poeticamente beleza da Juliana e as meninas do Bataclan; as bocas pavorosas da Laura Cardoso; os "carinhos" truculentos de José Wilker na frígida Maitê Proença; as receitas saborosas da Gabriela, e os mandos e desmandos de ACM, ou melhor, Antônio Fagundes. Você vai perder?

GABRIELA
De terça a sexta, depois das 23h.
Inspirada na obra de Jorge Amado

Escrita por
Walcyr Carrasco

Colaboração de
André Ryoki
Daniel Berlinsky

Direção de 
André Felipe Binder
Noa Bressane
André Barros

Direção Geral
Mauro Mendonça Filho

Diretor de Núcleo
Roberto Talma 


Leia a entrevista de


Leia a entrevista com o ator

Curta

Siga

2 comentários:

Postar um comentário

Ofensas não serão publicadas.