Chayenne e as Empreguetes vão deixar o público cheio de saudades?

1
novela CHEIAS DE CHARME – TV CRÍTICA

Chegou ao fim mais um daqueles folhetins recheados de música, personagens caricatos, humor, dramas, segredos, mocinhas e uma vilã inesquecível.


CHEIAS DE CHARME encerra sua trajetória com a missão cumprida: trazer entretenimento, alegria, lágrimas e sorrisos na medida certa. Ponto para o elenco, direção, texto, figurinos, cenografia, enfim, a novela e toda a sua equipe conquistou o público e deixou a Globo muito feliz com uma ótima audiência.

Há de se destacar algumas cositas em CHARME.
Os clipes lançados no site da globo.com conquistaram internautas e as redes sociais. As passagens de tempo e os flashes back bem montados e produzidos. O trio de protagonistas não deixou a peteca cair. Mesmo com toda a chatice da rechonchuda Rosário (Leandra Leal), a divertida Penha (Taís Araújo) e a doce Cida (Isabelle Drummond), passaram por cima e nos fizeram esquecer das antipatias e do mau humor da estrela.

As estreantes Chandelly Braz (Brunessa) e Totia Meirelles (Socorro), fizeram bonito na telinha e roubaram as cenas. Chandelly é pernambucana e em nenhum momento foi percebido sequer um resquício do seu sotaque. Ponto para atriz. Totia Meirelles não pode ficar marcada pela Socorro, a atriz deve procurar outros caminhos. Na torcida.

Seria injusto da minha parte se não aplaudisse: Ricardo Tozzi, Malu Galli, Tato Gabus Mendes, Alexandra Richter, Rodrigo Pandolfo, Jônatas Faro, Pablo Belini, Simone Gutierrez, Leopoldo Pachedo, Aracy Balabanian, Kika Kalache, Fábio Lago, Dhu Moraes, Tainá Muller, Gustavo Gasparani e Sérgio Malheiros, por suas interpretações.

Mas o grande nome de CHARME foi, indiscutivelmente, Cláudia Abreu e sua Chayenne. TV a BORDO fez um post só com suas pérolas. A sua vilã já está entre as mais engraçadas da história da TV brasileira. Parabéns, Cláudia! (http://www.tvabordo.com.br/2012/07/as-frases-cheias-de-charme-de-chayenne.html

O segredo em torno das personagens do “bonito” Fabian e do tímido Inácio, foi condizente com a trama: colorida, leve e musical. A entrada de Marcos Pasquim como o pai do fraquinho Miguel Roncato (Samuel), deu uma apimentada no final e deixou CHARME com olhar de déjà vu. A reviravolta do Sandro, o excelente Marcos Palmeira, prova as qualidades de um ator ímpar. 

Pontos negativos: não gostei do sotaque do Jayme Matarazzo. Sem dúvida, há um crescimento como ator, mas o sotaque poderia ter sido trabalhado. Houve um excesso em participações especiais com nomes da música, mesmo com todo o universo tratado, poderiam ter dosado melhor. E qual teria sido a maior mancada da produção? Não ter lançado um CD/DVD com as músicas das empreguetes e patroetes, com certeza, o sucesso seria total e envolveria mais ainda os telespectadores de CHARME.

Enfim, nem tudo é perfeito, não é mesmo? Mas, Filipe Miguez e Izabel de Oliveira com sua equipe de colaboradores, mais Denise Saraceni e o diretor Carlos Araújo, estão de parabéns por nos proporcionar momentos deliciosos, recheados de curicas, xumbreguetes, amadinhos e ex my love; se você puser seu amor na vitrine, ele vai valer um e noventa e nove? Cheias de Charme vai deixar saudades?

Beijo e cheiro no coração. 

Curta a nossa página no FACEBOOK
Siga-nos no twitter
@tvabordo 

Leia primeira crítica sobre CHEIAS DE CHARME
Primeiro Clip das Empreguetes
Comentários do Facebook

1 COMENTÁRIO

  1. Novela inesquecivel!!! Sem comparação!!! Cheias De Charme foi um marco histórico na tv brasileira!!!E sem dúvida vai deixar uma saudade enorme no coração de cada noveleiro desse país! Bjos!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here