No ar, quinta temporada do ÍDOLOS

2
foto: reprodução

 Programa ÍDOLOS – TV CRÍTICA

Estreou na última terça, o programa ÍDOLOS, temporada 2012, na Record. É a quinta edição na emissora da Barra Funda e a sétima no Brasil. As duas primeiras foram exibidas pelo SBT.


O PROGRAMA

ÍDOLOS é uma franquia da produtora FremantleMedia com sucesso em mais de 40 países. O programa deste ano contou com recorde de inscrições, segundo a produção, foram cerca de 100 mil inscritos. Só para se ter uma ideia, em 2011, foram quase 49 mil inscritos.
As audições ocorreram em cinco capitais:  Goiânia, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo, e funcionaram como eliminatórias para as próximas fases, Resort e Concerto.
Na fase Resort, localizada no interior de São Paulo, os participantes ficarão confinados e durante quatro dias, terão provas com a presença de preparadores vocais. Desse confinamento, sairá uma lista com os TOP 15.


Na fase Concerto, um novo desafio: A Mansão. Os Top 15 estarão novamente confinados e, a cada semana, irão se apresentar para o público de casa escolher, o mais novo vencedor do ÍDOLOS.

NOVO APRESENTADOR E OS JURADOS

Rodrigo Faro foi substituído pelo camaleônico Marcos Mion. Atualmente no ar com o programa LEGENDÁRIOS, exibidos nas noites de sábado, Mion empresta seu carisma e sua versatilidade ao reality show, e deu certo. Não poderiam ter escolhido nome melhor.


A estrela da MPB e estonteante, Fafá de Belém, e sua inconfundível risada, juntamente com o maluco e não menos esquisito, Supla, e o veterano, Marcos Camargo, diretor musical da Record, da gravadora e produtora, Captain Music, completam o time do programa.

Marcos Camargo é o mesmo de sempre, áspero, sincero e sem papas na língua. Fafá, nem precisa dizer, canta muito!, e, empresta sua doçura, inteligência e feeling ao programa, mas o Supla? Ele é cantor? Ele é o quê? Sinceramente, o programa perde em credibilidade com a presença dele.


DIVERSÃO E NOVOS TALENTOS

ÍDOLOS é pura diversão. Além de estar em busca de uma nova voz para o cenário musical brasileiro, o humor é garantido. Na fase eliminatória das capitais, aparece cada figura… o programa ZORRA TOTAL, da TV Globo, perde feio com o desfile dos tipos engraçados e caricatos na telinha. 


Não se ouve falar do vencedor de 2011, mas do ator e cantor, Chay Suede, sim. Ele está em alta na novela teen REBELDE. Participou da competição e caiu nas graças dos produtores; não venceu, mas é um sucesso entre as adolescentes e faz bonito no folhetim. 

EM 2012, SURGIRÁ UM NOVO ÍDOLO DA MÚSICA NO BRASIL?
Por que ainda se investe num programa como esse? Você se lembra de algum nome saído vencedor em carreira de sucesso na música? Se souber, posta um comentário no blog. Então, o que leva uma rede de TV a produzir o ÍDOLOS? Pode ser o retorno publicitário, porque a audiência não é. A estreia marcou 6 pontos (*). De qualquer maneira, é sempre bom assistir; surgem candidatos excepcionais e vozes arrebatadoras. É impressionante a quantidade de talentos tupiniquins. Em 2012, surgirá um novo ídolo da música no Brasil? Eu torço positivo, e você?
ÍDOLOS
Terças e quintas
Depois do TUDO A VER.
Direção Geral:
Wanderley Villa Nova 
(*) 1 ponto equivale a 60 mil domicílios num seleto grupo de pessoas na Grande São Paulo. Fonte: IBOPE.




Leia a crítica do ÍDOLOS KIDS.
Acesse o link

Curta TV a Bordo 

Siga TV a Bordo
@tvabordo
Comentários do Facebook

2 COMENTÁRIOS

  1. Acho o Mion infinitamente mais espontâneo que o Faro e me atrai mais como telespectador de um programa como o Ídolos. Mas, contudo, entretanto, porém, rs, não pretendo assisti-lo. Não compro mais essa ideia de descobrir um candidato ao estrelato… Nem mesmo a emissora acredita e investe no vencedor. Faz-se o programa apenas pela audiência e retorno financeiro que o mesmo rendendo, e nada mais.

  2. Acho o miom otimo fez uma bela apresentação, so não gostei da forma como os candidatos foram saindo da mansão pelo publico, os candidatos tem que ser selecionado primeiro pelos jurados e quando estiver ja no top 3 ser selecionado pelo publico onde eles ja vão estar mais conhecidos pelo povo. O que acontece vai para o final candidatos empurados pelo povo e por fim não faz a diferença la fora quando sai do programa idolos. Adorei a simplicidade de Miom e de certa emotivo quanto aos candidatos, gostei da Fafa de Belem sou sua Fa, Marco sempre carancudo mais no fundo e uma pessoa espetacular, e Supra com todo o seu estilo e tambem otimo. Não gostei so do tratamento no inicio do Idolos, quanto aos poblezinhos que não cantam nada mais se acham um idolo, tenha piedade deles e tratem com mais carinho e amor. A musica pra eles tambem e importante. Vamos mudar essa trajetoria do idolos, as vezes para alguns e otimo, mais quanto ao tratamento dos candidatos perde audiencia. E porque os candidatos do top 10 sai de mãos abanando coitados, podia reverter isso tambem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here