sexta-feira, 21 de junho de 2013

Thalles Cabral: "Tenho em mim todos os sonhos do mundo"

entrevista

THALLES CABRAL

 foto: Charlene Cabral


Um talentoso e jovem rapaz tem chamado a atenção do público com a sua personagem. O filho do maquiavélico Félix (Matheus Solano), e da enigmática Edith (Bárbara Paz), o Jonathan, interpretado pelo ator Thalles Cabral, é o primeiro entrevistado da novela AMOR À VIDA para o TV a Bordo, que você confere a partir de agora:

TVaBordo - Você já fez 26 peças de teatro. Lembra quando foi a primeira vez que pisou num palco? Como foi essa experiência? Qual foi o espetáculo mais difícil de fazer?
TC - Lembro de algumas coisas. Meu primeiro espetáculo foi "A Casa de Consertos" (A Bolsa Amarela) e eu interpretava dois personagens. Meus pais me contam que quando eu estava em cena, ficava olhando para o próximo ator que iria dar a fala antes mesmo de o mesmo falar, o que quebrava a espontaneidade do espetáculo, e como eu decorava o texto de todos as personagens, ficava sussurrando as falas de todos enquanto os mesmos diziam, o que não era intencional, claro (risos). A peça mais difícil foi a última que fiz: "Amor aos Pedaços", exigia mais concentração que o normal, pois o elenco inteiro ficava em cena durante todo o espetáculo, e eu participava de cenas de gêneros completamente diferentes: tragédia, comédia e drama.

TVaBordo - Em 2008, você recebeu o prêmio PRIMEIRO PASSO do Festival de Teatro Lala Schneider - como melhor ator coadjuvante, com a comédia-musical "MPB Revista", em que interpretava cinco personagens. O que significou ganhar esse prêmio? Como era "MPB Revista"? Como se preparou para viver essas cinco personagens?
TC - "MPB Revista" era uma comédia-musical. O espetáculo viajava por vários sucessos da MPB e grande parte das falas eram trechos de músicas, o que fazia com que o público reconhecesse algumas e tornava tudo uma nostalgia muito divertida. Para nós, atores, era difícil falar o texto, pois muitas músicas era conhecidas por nós, e no início era impossível não sair cantando o trecho. Essas cinco personagens eram totalmente diferentes, um louco que tinha fugido do hospício; um jogador fanático; um amante profissional; um modelo e um badboy. Era um correria na coxia, pois eu tinha que trocar de figurino em pouquíssimo tempo. Quando eu soube que fui indicado, fiquei muito surpreso e mais ainda quando recebi o prêmio. Fiquei muito feliz pelo reconhecimento. Foi bastante incentivador.

TVaBordo - Você é um dos idealizadores e roteiristas da web série CÁPSULA, Do que se trata e como surgiu a ideia?
TC - CÁPSULA é uma web série de ficção científica que conta a história de Pedro e Clara, dois jovens que acordam presos em uma sala misteriosa. Eles nunca se viram, não fazem a menor ideia de como foram parar ali e muito menos o porquê. A ideia é criar uma web série surgiu no final de 2011. Em parceria com a Larissa Ribeiro, amiga e atriz que interpreta Clara, comecei a fazer um brainstorm. Nós, desde o início, já tínhamos certeza que queríamos fazer um suspense/ficção científica, por ser um gênero que nos identificamos e gostamos de assistir. CÁPSULA começou a ganhar forma no início de 2012. Escrevi um longo episódio. Mais tarde, as ideias foram amadurecendo e esse episódio se transformou em seis, a primeira temporada completa. Cada episódio passou por aproximadamente três tratamentos até chegar no ideal que buscávamos.

foto: Pietra Fontana


TVaBordo - Você compõe suas próprias canções, todas escritas em inglês. Por que escrever em inglês e do que fala suas músicas?
TC - Escrevi minha primeira música de forma totalmente despretensiosa e, quando vi, estava em inglês. Não foi uma escolha, foi natural. Sinto-me mais à vontade compondo em inglês. Minhas músicas são como curtas-metragens, contam uma história e cada uma viaja por um universo diferente.

TVaBordo - O que lhe dá mais prazer, atuar, cantar, compor ou escrever?
TC - Não tem como escolher apenas um. Gosto demais de todas essas funções/profissões.

TVaBordo - Vamos falar de AMOR À VIDA. Como surgiu o convite para fazer o Jonathan?
TC - Não foi um convite. Eu me formei no curso profissionalizante da Escola de Atores do Wolf Maya em setembro de 2012 e logo em outubro fui chamado para fazer o teste. Fiquei muito feliz com a chance - foi meu primeiro teste para uma novela -, mas tentei não criar muita expectativa, pois já fiz vários testes como ator e sei que depende muito do perfil. Recebi a resposta do teste em meados de dezembro e depois foi só alegria. Meu presente de natal (risos).

TVaBordo - Qual foi o maior medo, se houve, ao saber que iria estrear no mais importante horário nobre da TV brasileira e na Globo?
TC - Não houve medo, mas ansiedade. É um privilégio estrear na televisão em uma novela das 21h e ainda mais em um núcleo desse, com atores tão talentosos. É incrível. Cada dia de gravação é uma aula. Aprendo muito com eles e os admiro mais ainda.


foto: Charlene Cabral


TVaBordo - Houve alguma preparação especial para viver a personagem?
TC - Antes das gravações se iniciarem, procurei referências em vários filmes e em estudos sociais sobre relações estremecidas entre pais e filhos. Também tive preparação com o Sérgio Penna e a Silvana Mateussi.

TVaBordo - Qual foi a cena mais difícil que gravou até agora?
TC - A cena em que Félix prende o filho no armário. É a primeira vez em que vemos o vilão castigando o Jonathan e de uma forma terrível.

TVaBordo - Alguma história engraçada de bastidores?
TC - Estávamos gravando uma cena de café da manhã na mansão dos Khoury. Durante a cena, decidi colocar mais açúcar no café. Coloquei umas quatro colheres. Não foi nada legal quando descobri que o açúcar era sal. Estava horrível! Foi difícil não fazer uma careta durante a cena. Quando terminou, o assistente de arte veio falar comigo: "Cara, isso aí é açúcar?, respondi: "Não. É sal" - "E você colocou no café" - "Sim. Me arranja um copo com água, por favor?" (risos). Foi engraçado.

TVaBordo - Como tem sido a repercussão do Jonathan?
TC - Surpreendente. Recebo várias mensagens nas redes sociais de pessoas dizendo que gostam muito das cenas Jonathan x Félix. Como fico na ponte-aérea SP/RIO, vivo nos aeroportos, e algumas pessoas vêm falar comigo e me sugerem outras vinganças que o Jonathan pode fazer. A mais engraçada foi uma senhora que disse assim: "Isso aí. Não deixa barato pro Félix, não! Da próxima vez deixa os dois skates ao lado da cama!", "Boa ideia". "E quebra a perna dele!", "Pode deixar!". (pausa dramática) "Não. Quebra as duas!". (risos)

TVaBordo - O que esperar do Jonathan?
TC - Muita coisa vai acontecer ainda envolvendo a família Khoury. Muitos segredos virão à tona e, consequentemente, irão afetar à personalidade e o psicológico do Jonathan.

TVaBordo - Um convite para assistir AMOR À VIDA.
TC - Continuem acompanhando AMOR À VIDA. Uma novela com texto ágil e inteligente. Muita coisa ainda vai acontecer e muitas tramas interessantes serão desenvolvidas ainda.

foto: Julianne Mestryner


THALLES CABRAL
Porto Alegre,
4 de março de 1994.



JOGO RÁPIDO

Apelido
Não tenho. Meu nome meio que acaba com 
qualquer possibilidade de apelido. :/

Ator
Sean Penn

Atriz
Meryl Streep

Cantor
Thom Yorke

Cantora
Fiona Apple

Novela
A Favorita

Assisto na TV
Quase não assisto TV

Filmes
Os Famosos e os Duendes da Morte; 
Cashback, Inteligência Artificial, A Pele que Habito... 
poderia passar o dia aqui dizendo meus 
filmes favoritos. A lista é grande.

Música da sua vida
A música da minha vida muda a cada semana. 
No momento é "Só Long Summer" (The Chevin). 
Vamos acompanhar qual será a próxima.

Composição preferida
Everybody Dies

Livro de cabeceira
Toda Poesia - Paulo Leminski

Ditado, verso ou frase
"Tenho em mim todos os sonhos do
mundo" Fernando Pessoa

Sonho de consumo
Abrir uma produtora de cinema.

Qualidade 
Criativo

Defeito
Sou bastante mal humorado pela manhã.

No dia do meu aniversário quero ganhar
Nada. Não ligo para aniversários.

Me tira do sério
Pessoas mal educadas.

Comida preferida
Massas

Bebida
Iced tea de pêssego.

Fruta
Passo (risos)

Sobremesa
Bem-casados da padaria aqui perto de casa, 
pois é a melhor que eu já comi na minha vida! 
Parece exagero, mas não é. Talvez um pouco. 
Só um pouco. Juro! (risos).

Sonho
Viver da minha arte.

Se pudesse viajar no tempo...
Iria para um show dos Beatles.

Viagem da sua vida
Nova York em janeiro de 2011.

Futuro
Vejo isso mais tarde.

Thalles Cabral é 
Um cara criativo (ou acho que é).

Mensagem aos fãs
Muito obrigado pelo carinho e pelas mensagens incentivadoras!

Acesse o site de 
THALLES CABRAL

Assista a um episódio da série CÁPSULA



Leia crítica sobre

AMOR À VIDA




Curta




5 comentários:

Postar um comentário

Ofensas não serão publicadas.