O pecado que promete salvar a Record

0

O blog TV a BORDO compartilha uma crítica bem interessante sobre a novela PECADO MORTAL, da Record e da estreia do autor Carlos Lombardi na emissora.


Sabe aquela cara de novela da Record? Aquela com atores medianos, cenários claramente falsos e histórias não tão interessantes assim? Então, essa fase pode estar bem perto do fim, se considerar o primeiro capítulo de PECADO MORTAL. A estreia de Carlos Lombardi na emissora é motivo de festa para o autor, e a história ser tão diferente do que ele proporcionava na Globo é motivo de comemoração para o público.
Na Globo, Lombardi se especializou em tramas de humor com homens descamisados, como em UGA-UGA e KUBANACAN, mas na Record sua novela sofreu um amadurecimento necessário para a faixa das 22h30 (até que enfim, ninguém mais aguentava as novelas leves exibidas tão tardiamente). Embora PECADO MORTAL ainda conte com o recurso dos homens descamisados e das tiradas humorísticas, a novela não circula ao redor disso, trazendo também drama e muita ação.
A primeira fase da história se passou na década de 1940 e mostrou como Michele dominou o tráfico do morro com a morte do chefão anterior. Mal temos tempo para acostumar com isso e Lombardi já segue em ritmo frenético para o presente da trama, a década de 1970, toda colorida e cheia de vida.
Continue lendo…
Postado por Fábio Garcia


Confira entrevista 
com 
Carlos Lombardi

Curta
TVaBordo




Siga
TVaBordo

Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here