Sete motivos para amar SETE VIDAS

0
foto: reprodução



novela SETE VIDAS – TV CRÍTICA



Há mais de um mês em exibição, listamos sete motivos para amar SETE VIDAS, e mostramos porque a Globo, em seu cinquentenário, tem razões para comemorar a bem sucedida produção das 18h.

A trama

Antes de listarmos, cabe apresentar a trama da autora Lícia Manzo, que fez de A VIDA DA GENTE, sua primeira novela, a terceira global mais exportada, perdendo somente para AVENIDA BRASIL e DA COR DO PECADO, ambas de João Emanuel Carneiro.



O oceanógrafo e ambientalista Miguel (Domingos Montagner), quando jovem – culpado pelo que aconteceu com sua mãe – vai embora para os Estados Unidos e resolve fazer uma doação de sêmen. Dessa doação são gerados seis, de seus sete filhos. Júlia (Isabelle Drummond) é uma das filhas de Miguel geradas através da inseminação artificial e começa a buscar os seus irmãos por meio da internet. Casualmente, ela conhece Pedro (Jayme Matarazzo), por quem se apaixona sem saber que ele também faz parte do mesmo doador.

Temas, diálogos e gente de carne e osso

O primeiro motivo da nossa lista é a abordagem madura de temas complexos, delicados e bastante atuais. O segundo são os diálogos bem escritos, o texto intimista e bem amarrados por Manzo e Daniel Adjafre; é bem verdade que, às vezes, eles soam com certo didatismo quando se fala de aquecimento global, mas são cheios de refinamento e muita poesia.

O terceiro é o foco na família. Não aquela com personagens histriônicas ou caricatas que parecem até sair de desenhos animados, mas a família composta por gente de carne e osso, vivendo seus sentimentos, seus amores e seus dramas.

Fotografia, direção e elenco

A fotografia é um colírio e o quarto motivo para quem assiste ao folhetim, que teve cenas gravadas na Antártida. Na fase atual, VIDAS brinda-nos também com belíssimas imagens da ilha paradisíaca de Fernando de Noronha.

O competente e experiente diretor Jayme Monjardim PANTANAL e A VIDA DA GENTE, quinto item da nossa lista, mesclou um elenco jovem com uma turma veterana de televisão, que sem movimentos bruscos, pirotecnia e histerismo, figura como o sexto motivo da nossa relação. No time veterano estão Débora Bloch, Ângelo Antônio, Cyria Coentro, Malu Galli, Fernando Eiras, Walderez de Barros, Leonardo Medeiros, Cláudia Mello, Vanessa Gerbelli, Emílio de Mello e Regina Duarte, entre outros.

A vida é o vilão

A última razão para amar SETE VIDAS é que você não vai encontrar um vilão sanguinário e disposto a fazer justiça com suas próprias mãos, porque a vilania fica por conta do próprio rumo que a vida dá, essa sim, cheia de vicissitudes, sutilezas e grandes emoções.


por Warlen Pontes





Conheça a trajetória da autora de 
SETE VIDAS: Lícia Manzo


Leia entrevista com Cyria Coentro,
a Marlene de SETE VIDAS.



Curta
 TV a BORDO





#TVaBordo #SeteVidas 
#RedeGlobo #50anosGlobo
#LiciaManzo #DanielAdjafre
#DeboraBloch #AngeloAntonio
#CyriaCoentro #ClaudiaMello
#VanessaGerbelli #ReginaDuarte
#WalderezdeBarros #FernandoEiras
#MaluGalli #LeonardoMedeiros
Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here