A TV brasileira descobriu um novo sabor: os realities de culinária

0
MATÉRIA ESPECIAL
foto: reprodução
Diz-me o que comes;
eu te direi quem és.”
Anthelme Brillat-Savarin
A frase do famoso cozinheiro francês reflete o momento atual da TV brasileira, ela descobriu um novo sabor: os realities de culinária, que têm gerado uma colossal audiência com efeito impactante nas redes sociais. 

Um pouco de história
Antes dos realities, tudo começou, para variar, nos EUA em 1948 com a chef inglesa Dione Lucas, mas quem popularizou os programas culinários na televisão foi a chef norte-americana, Julia Child. Depois de fazer sucesso em uma emissora em Boston, estreou o programa The French Chef ficando no ar por 11 anos. Sua vida foi retratada no filme estrelado por Meryl Streep, Julie e Julia, de 2009.


No Brasil, em 1958, na saudosa TV Tupi, a culinarista Ofélia Ramos Anunciato estreava dentro do “Revista Feminina”. Dez anos depois, na Rede Bandeirantes, ela tinha seu  próprio programa: Cozinha Maravilhosa da Ofélia, ficando quase 30 anos no ar.


Com a febre dos realities explodindo nas TV’s por assinatura, aqui no Brasil, a partir dos anos 1990, os programas culinários ficaram mais sofisticados e passaram a ocupar mais tempo dentro da programação da TV aberta. A jornalista Ana Maria Braga, com o seu Note e Anote, na Record (1993 a 1999), por exemplo, ficava ao vivo por sete horas e, claro, com muita comida. 

foto: reprodução



Reality show
Hoje, o grande filão da gastronomia televisiva é chamar chefs de renome internacional e fazer com que eles se divirtam em gincanas com anônimos de diversas profissões, e famosos ávidos para aparecer, ensinando seus truques e alquimias.


Quase todos os canais estão investindo nessas produções. Na Globo, Ana Maria Braga, dentro do seu Mais Você, apresenta o Super Chef, aliás, Ana é a pioneira nesse formato. Em 2008, estreou a primeira edição do Super Chef só com pessoas desconhecidas, tendo realizado três edições. A partir da quarta edição lançou o Super Chef Celebridades. O jogador campeão olímpico de voleyball, Giba, foi o vencedor da competição deste ano.


foto: reprodução

Em outubro de 2014, o SBT comprou os direitos do Hell’s Kitchen, e batizou de Cozinha Sob Pressão, comandado pelo chef Carlos Bertolazzi. Diante dos bons índices de audiência e da propaganda positiva nas redes sociais, o programa já vai para a sua terceira temporada com estreia prevista para outubro próximo, e levando o nome original.


Aproveitando o êxito da Cozinha Sob Pressão e dos triunfos nos outros canais, a emissora de Sílvio Santos exibe desde julho o Bake Off Brasil – Mão na Massa, disputa entre confeiteiros sob o comando de Ticiana Villas Boas, dos jurados Fabrizio Fasano Jr. e Carolina Fiorentino. A atração já ocupou algumas vezes o segundo lugar na audiência, aos sábados, e sempre figura entre os 10 assuntos mais comentados do Brasil no Twitter.


O campeão MasterChef Brasil
Todas às terças, a Rede Bandeirantes acertou em cheio e comemora o resultado da vitória do: MasterChef Brasil. A apresentadora e jornalista Ana Paula Padrão é a comandante do reality, auxiliada pelos chefs Erick Jacquin, Henrique Fogaça e Paola Carosella. MasterChef Brasil já está em sua segunda temporada e tem causado um ‘barulho’ ensurdecedor no Twiter, encabeçando os trendings topics desde a estreia. Em relação ao IBOPE, MasterChef chegou a liderar algumas vezes, além de assegurar o segundo lugar absoluto para a emissora com média de 8 pontos. (cada ponto equivale a 67 mil domicílios na Grande São Paulo). 


A finalíssima acontecerá na noite desta terça, dia 15, em grande estilo. Contará com plateia, transmissão simultânea pelas redes sociais e a participação inédita de 180 tuiteiros. Raul e Izabel foram os finalistas, dentre os 10 mil inscritos, 60% a mais que a temporada anterior.  A favorita do público, a chinesa Jiang, apenas assistirá. Mas os telespectadores fanáticos por receitas de dar água na boca, não ficarão órfãos da atração, a Band estreará a partir do dia 20 de outubro, a versão kid, o MasterChef Junior.


foto: reprodução



Batalha dos Confeiteiros Brasil
Para não ficar de fora do burburinho dos realities gastronômicos da telinha tupiniquim, a Rede Record trouxe ao Brasil o badalado Buddy Valastro e a sua Batalha dos Confeiteiros Brasil (Next Great Baker).


Mundialmente conhecido como o Cake Boss, Buddy Valastro comandará o programa que é uma produção da Endemol Shine Brasil, e tem estreia marcada para o dia 30 de setembro. O confeiteiro já gravou alguns episódios e o prêmio do campeão será administrar a primeira confeitaria de Valastro em solo brasileiro. 


por Warlen Pontes
Confira outras
matérias especiais 
do TV a Bordo

Siga
 TV a Bordo
Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here