quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Série Novelistas: Marcílio Moraes, autor de ESSAS MULHERES, VIDAS OPOSTAS e PLANO ALTO

foto: reprodução


O nono capítulo da Série Novelistas é com o autor Marcílio Moraes.

Todo o conteúdo publicado nesta série é uma reprodução autorizada pelo autor, o roteirista Michel Luiz Castellar.

Sua estreia na televisão foi na TV Globo como coautor de um dos grandes sucessos das 20h: RODA DE FOGO. A novela foi escrita com Lauro César Muniz. Trabalharam juntos ainda na belíssima minissérie CHIQUINHA GONZAGA. Marcílio também trabalhou com outros novelistas, como Dias Gomes, com quem fez MANDALA, e desenvolveu o remake de IRMÃOS CORAGEM, escrito pela esposa de Dias, a grande Janete Clair, auxiliando também na leitura do roteiro de ROQUE SANTEIRO, que também foi escrita por Aguinaldo Silva.

Marcílio escreveu sua primeira novela solo em 1993: o remake da novela ÍDOLO DE PANO, da TV Tupi, de autoria de Teixeira Filho. A trama recebeu o título de SONHO MEU, que foi um sucesso de audiência no horário das 18h, embora nunca reprisada pela emissora.

Veio a escrever sua primeira novela como titular, sem ser adaptação, em 2006, mas na TV Record: a novela VIDAS OPOSTAS e trouxe uma temática realista, de crítica social, por meio de uma garota batalhadora, moradora de uma favela dominada pelo tráfico, e um rapaz que vivia uma vida de luxo. A trama obteve bons índices de audiência. Marcílio repetiu quase o mesmo êxito com RIBEIRÃO DO TEMPO, a novela que durou quase um ano no ar, sendo uma das mais longas da emissora.

VIDAS OPOSTAS empatou com PARAÍSO TROPICAL, de Gilberto Braga, como melhor novela no TROFÉU IMPRENSA, de 2007.

Marcou outros sucessos em séries, como A LEI E O CRIME e PLANO ALTO, onde a crítica social e política marcou grande presença.

Marcílio Moraes foi presidente da Associação de Roteiristas, a AR, durante muitos anos.


OPINIÃO

Para mim, o trabalho de Marcílio Moraes mais marcante foi a recente PLANO ALTO. Uma série muito bem escrita, com uma crítica política forte. Destaco também seu trabalho na leitura do roteiro da novela VIDAS OPOSTAS em muitas cenas antológicas, como a tomada do Morro da Milícia onde se passava a trama. Roteiristas preocupado com o quadro sociopolítico do Brasil, Marcílio transfere para seus textos, discussões a respeito do assunto, tendo fugido do tema, apenas em SONHO MEU.


Paulista de São Vicente, Michel Luiz Castellar 
é roteirista com 50 obras registradas

Leia o 8º capítulo

 com o autor

0 comentários:

Postar um comentário

Ofensas não serão publicadas.