Série Novelistas: o autor de VALE TUDO, ANOS REBELDES e BABILÔNIA

0
foto: reprodução

O décimo quinto capítulo da Série Novelistas é com o autor Gilberto Braga.

Todo o conteúdo publicado nesta série é uma reprodução autorizada pelo autor, o roteirista Michel Luiz Castellar.

Estreou na TV como autor do Caso Especial DAMAS DAS CAMÉLIAS, baseado na obra de Alexandre Dumas Filho, com Glória Menezes e Cláudio Cavalcanti, em 1972.

Foi colaborador de Lauro César Muniz em CORRIDA DO OURO, e auxiliou vários outros autores como Sílvio de Abreu, que teve que se ausentar em pouco tempo de RAINHA DA SUCATA por problemas pessoais, e Gloria Perez em DE CORPO E ALMA.

Sua estreia em novelas foi em HELENA, adaptação da obra de Machado de Assis, mas só obteve êxito na adaptação de uma obra de Bernardo Guimarães que correu o mundo: ESCRAVA ISAURA. Nessa ocasião, foi chamado a Brasília para se explicar aos censores sobre mensagens no sub-texto do roteiro da novela, que parecia soar contra a Ditadura Militar, já que falava sobre liberdade, sendo aconselhado aliás, a trocar a palavra ‘escravo’ por ‘peça’.

Em 1978, Gilberto escreveria uma outra adaptação literária – a obra SALOMÉ, de Menotti Del Picchia – quando foi chamado para escrever para o horário das 20h, criando DANCIN’ DAYS, um grande sucesso. Ele só voltaria a adaptar uma obra literária, em 1986, com O PRIMO BASÍLIO, de Eça de Queiroz. SALOMÉ só sairia do papel em 1991, sendo adaptada por Sérgio Marques, com quem Gilberto, aliás, trabalhou em outra trama de época – FORÇA DE UM DESEJO – cujo sinopse Alcides Nogueira escreveu nos anos 1980, sendo desenvolvida em conjunto com eles no final dos anos 1990.

Chegou a adaptar também LIGAÇÕES PERIGOSAS, mas a sinopse foi cancelada, e hoje está sendo adaptada por outro autor.

Usou títulos provisórios em ÁGUA VIDA (seria VENTO FORTE), BRILHANTE (JOIAS), CORPO a CORPO (OLHO POR OLHO), PARAÍSO TROPICAL (COPACABANA), VALE TUDO (PÁTRIA AMADA), CELEBRIDADE (FAMA).

Suas novelas VALE TUDO e LOUCO AMOR foram adaptadas para o mercado latino com os títulos de ‘Vale Todo’ e ‘Entre El Amor Y El Deseo’, mas a primeira, ao contrário do que ocorreu no Brasil, não obteve sucesso.
OPINIÃO
Para mim, suas obras mais significativas foram O PRIMO BASÍLIO, pelo texto bem apurado, a minissérie ANOS REBELDES, por ter um caráter intimista sobre experiências pessoais do próprio autor, e as novelas CORPO A CORPO, pela trama bem amarrada, com reviravoltas ao estio novelão, mas pouco lembrada porque aconteceu o grande sucesso ROQUE SANTEIRO, aliado ao fato de nunca ter sido reprisada, sendo aí algo que não entendo o porquê, haja vista que fora um grande sucesso. E ainda CELEBRIDADE, cujo tema central ainda está em voga, e apresentou uma trama onde humor e drama caminharam juntos. 
Paulista de São Vicente, Michel Luiz Castellar 
é roteirista com 50 obras registradas

Leia o 14º capítulo 


com o autor


Curta
 TV a Bordo


Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here