Felipe Cardoso: “Arioque não é do mal, mas cumpre as ordens sem questionar.”

0
entrevista
Felipe Cardoso
foto: arquivo pessoal

Warlen Pontes
warlenpontes@hotmail.com
O ator Felipe Cardoso deixou de lado a ciência que estuda os seres vivos para interpretar e viver personagens de carne, osso, alma e coração, em 20 anos de carreira no teatro e na televisão. Hoje, ele vive o general Arioque, personagem épico da novela escrita por Paula Richard, com direção geral de Edgard Miranda, ‘O Rico e Lázaro’, uma produção da Casablanca e exibida pela Record TV. 


Nesta entrevista, o caxiense e torcedor do Flamengo, além de falar dos seus últimos trabalhos de sucesso, como o Zelofeade em ‘Os Dez Mandamentos’, revela uma outra paixão: “…é simplesmente meu coração do lado de fora do corpo”, que o faz sorrir e trouxe um novo sentido à vida.


Com vocês, Felipe Cardoso.

TVaBordo – Felipe, por que decidiu trabalhar na televisão? Como tudo aconteceu?
Felipe Cardoso – Sou da turma da oficina de atores da Rede Globo de 1997, momento que considero ser meu primeiro contato com a TV, apesar de já ter feito participações nessa época, mas é, em 2005, que minha carreira torna-se mais evidente com a novela ‘Bang, Bang’ e, logo em seguida, ‘Alta Estação’, na Record TV, em 2006, novela jovem que se passava na faculdade. Eu sempre fiz teatro e sempre amei fazer TV. Mas me sinto começando até hoje.

TVaBordo – Com os altos e baixos de uma profissão tão instável, em que muitos acreditam que vida de ator é puro luxo e glamour, muitas curtidas nas redes sociais e, etc, que conselho valioso daria para aqueles que desejam seguir a carreira artística?
Felipe Cardoso – Não existe uma fórmula mágica, é preciso estudar muito, se dedicar e, principalmente, não desistir! Existe um espaço para cada um. Mantenha-se forte. Dizem que o sucesso leva 10 anos ou 10 mil horas de uma busca intensa!

foto: arquivo pessoal

Felipe Cardoso como Otávio Vêneto
 nos bastidores de ‘Pecado Mortal’, 
Record TV, 2014/2015

TVaBordo – Qual é o melhor e o pior de se estar em evidência na televisão? Você acha que a fama ajuda ou atrapalha?
Felipe Cardoso – Encaro com muita naturalidade. Faz parte da profissão ser reconhecido, ser elogiado e ser criticado. Não vejo como melhor ou pior, mas, sim, como parte do ofício que escolhi e que respeito muito. Logo, a “fama’, é mais uma das partes desse ofício maravilhoso.

TVaBordo – Desde 2011, sua trajetória na Record TV tem sido interpretar, ora personagens contemporâneos, ora figuras épicas. Veio, ‘Sansão e Dalila’; depois, ‘Ribeirão do Tempo’; em seguida, ‘José do Egito’; na sequência, o ótimo Otávio Vêneto, de ‘Pecado Mortal’; o Zelofeade, em ‘Os Dez Mandamentos’ e, agora, o general Arioque, em ‘O Rico e Lázaro’. Se fosse escolher viver uma personagem, prefere de época ou atual? Qual é o mais desafiador?
Felipe Cardoso – O maior desafio é sempre o próximo (risos). O bom mesmo é dar vida a novas personagens, sejam de época ou atuais. Eles sempre se tornam verdadeiras faculdades e me dão amigos maravilhosos, que guardo no coração. Cada uma dessas personagens são amores eternos, e esses trabalhos têm os seus desafios. Nas atuais, normalmente, passamos por viradas emocionais, que mexe muito com cada ator, já nas de época, o lado físico sempre nos desafia com uma exigência de atleta para fazermos algumas cenas. 

foto: arquivo pessoal

Felipe Cardoso em cena da minissérie
‘José do Egito’, Record TV – 2013
TVaBordo – Vamos dar uma pausa na carreira e falar de paternidade, porque sei que você é um pai “babão” (risos). O Enrico (seu filho) veio em um momento em que a novela ‘Os Dez Mandamentos’ estourava de sucesso e o Zelofeade tinha um desejo enorme de ser pai, mas, Abigail (Bianka Fernandes), não podia ter filhos, mas acabou sendo agraciada pela Macla. Como é a sua relação com a paternidade, e em que ela muda a vida de um homem?
Felipe Cardoso – (risos) A paternidade faz nascer um novo homem… é simplesmente meu coração do lado de fora do corpo. Sei que é clichê, mas ser pai não se explica, só sendo! (risos)

foto: instagram

Felipe Cardoso em dois momentos
fofos com Enrico

#OsDezMandamentos

TVaBordo – Antes de falarmos de ‘O Rico e Lázaro’, é inevitável conversar com o Felipe Cardoso e não perguntar sobre o Zelofeade, de ‘Os Dez Mandamentos’. E uma das coisas mais bacanas do elenco era a união de vocês, dentro e fora de cena, como uma família; e como em toda família, sempre tem muitas histórias engraçadas de bastidores, gafes, enfim. Pode contar alguma história bem engraçada que poderia compartilhar com os fãs da novela?
Felipe Cardoso – Os Dez Mandamentos’ é simplesmente inesquecível, acredito que para todos que fizeram parte e, uma das lembranças divertidas que tenho, é que gravávamos em lugares difíceis, desérticos e com um sol causticante, então criávamos vídeos divertidíssimos nos intervalos, o que me deu dois grandes amigos que trago na vida, que é o Paulo Gorgulho e o Heitor Martinez.

foto: arquivo pessoal

Felipe Cardoso, Petrônio Gontijo
e Licurgo nos bastidores de
‘Os Dez Mandamentos’

TVaBordo – Das várias cenas memoráveis que ‘Os Dez Mandamentos’ proporcionou ao público, existe alguma em especial que você guarda com carinho no coração?
Felipe Cardoso – A do nascimento da Macla. O Enrico havia acabado de nascer, e eu estava tendo a oportunidade de fazer uma cena sendo pai pela primeira vez na vida, conhecendo essa emoção de perto. Minha profissão dá esses presentes!

#ORicoeLázaro

TVaBordo – Vamos falar de ‘O Rico e Lázaro’. Como você definiria o general Arioque?
Felipe Cardoso – Um fiel e determinado escudeiro. Trabalho muito com a precisão de Arioque. Estou amando fazer. Ele não é do mal, mas cumpre as ordens sem questionar. 

TVaBordo – Se fôssemos colocar o Felipe e o Arioque, um ao lado do outro, o que tem do Felipe no Arioque e vice-versa?
Felipe Cardoso – Fiel em suas parcerias.

TVaBordo – Este é o seu quatro personagem bíblico, como foi a sua preparação para compor o general Arioque? O que você fez de laboratório, além do workshop oferecido pela Casablanca, produtora da novela?
Felipe Cardoso – Trabalhei muito com as previsões físicas, muito treino aeróbico, além de estudar o texto.

TVaBordo – Em que os folhetins baseados na Bíblia colaboram para a teledramaturgia brasileira?
Felipe Cardoso – Contribui de uma forma muito ampla, além de ser entretenimento de boa qualidade, a oferta de horários e de temáticas diferentes das chamadas (novelas) tradicionais. A possibilidade de assistir algo que foge um pouco da realidade, que muitas vezes não é agradável, e poder escolher o que quer ver é o maior ganho para o público.

TVaBordo – Se fosse criar uma hashtag para ‘O Rico e Lázaro’ e outra para o general Arioque, quais seriam?
Felipe Cardoso – (risos) Não sou bom nisso, mas acho que seria #puraemoção #arioquefocado, kkkkkkkk.

O ator Felipe Cardoso convidou a galera do TV a Bordo para assistir à estreia de ‘O Rico e Lázaro’ no YouTube. Confira:

E agora, ele faz um novo convite para você continuar assistindo à novela ‘O Rico e Lázaro’:
Felipe Cardoso – Não percam ‘O Rico e Lázaro’, nova fase, novas emoções e muito mistério nessa novela linda!

Vamos conhecer um pouco mais do Felipe Cardoso? A seguir, um bate-bola, Jogo Rápido:

foto: arquivo pessoal
Jogo Rápido 

Apelido de infância:
Índio.

Um ator inspirador:
Paulo Autran.

Uma atriz parceira:
Dan Galli.

Uma novela inesquecível:
Que assisti ‘Renascer’,
que fiz, ‘Alta Estação’.

foto: reprodução
Felipe Cardoso como o ‘Pepeu’
em ‘Alta Estação’, Record TV, 2006/2007

Um filme que se deve assistir sempre:
‘Gladiador’, de Ridley Scott.

Uma canção eterna:

A trilha sonora da sua vida:
Todas com a minha mulher, 
normalmente, sertanejo. (risos)

No meu aniversário quero ganhar…
Um dia inteirinho com a minha
mulher e meu filho.

Não tenho habilidade para…
Burocracia.

Se pudesse voltar ao tempo, 
voltaria a viver como em…
1960. Amo as roupas e as músicas.

Gostaria de interpretar a personagem 
da literatura…
Rei Lear.

Gostaria de viver o super-herói…
Wolverine.

Seu desejo é uma ordem:

Arte Lucas Pontes
A parte do corpo que mais gosto…
Pernas.

A parte do corpo que menos gosto…
Mãos.

Estou arrependido de…
Ter perdido tempo com
o que não precisa.

A minha qualidade é…
Dedicação.

Eu tenho um defeito terrível…
Preguiça.

Me tira do sério:
Trânsito.

Me deixa feliz:
Sorriso do meu filho.

Não gosta da palavra…
Desgraça.

Em compensação, a palavra:
Pai, é melodia para os ouvidos.

Um prato que me dar água
na boca…
Japonês.

A melhor sobremesa do mundo é…
Bolo de cenoura com chocolate
da minha mãe.

O…
Flamengo é o meu time do coração.

Tenho saudades de…
Jogar futebol.

Eu sou um cara…
Em paz!

A todos os meus fãs…
Obrigado por todo carinho
e parceria nesses anos de
personagens, que faço com
muito afinco e muito amor
para vocês! Muito obrigado!
Abraços.

#FelipeCardosoNoTVaBordo


Curta

Siga
Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here