segunda-feira, 5 de junho de 2017

"Já levei os meus filhos à cracolândia para eles verem como é aquela realidade", revela João Gordo no 'Programa do Porchat'

foto: Chahestian

Kléber Bambam é o outro 
convidado da noite
de Fábio Porchat

Líder da banda punk Ratos de Porão e também apresentador, João Gordo não esconde de ninguém a vida de excessos que já teve. Pai de dois filhos, ele lança uma biografia na qual fala de sua rotina nos palcos, da experiência de ter comandado programas televisivos e do vício em substâncias ilícitas. “Não me arrependo das cagadas que eu fiz”, desabafa o artista em entrevista a Fábio Porchat, que vai ao ar hoje, dia 05/06, no Programa do Porchat. O músico também comenta como aborda o assunto “drogas” em casa. “Já levei os meus filhos à cracolândia (região central de São Paulo onde viciados em crack ficam concentrados) para eles verem como é aquela realidade”, revela.

João Gordo também fala como é a sua relação com a morte. “Não tenho medo de morrer. Tive derrame, parada respiratória e fiquei três dias em coma... Pesava 210 kg e agora tenho 126 kg”, diz. Diante deste susto, por outro lado, ele resolveu mudar um pouco o seu comportamento. “Virei vegetariano depois que fiz a cirurgia de redução de estômago”, completa o apresentador, que ainda relembra uma história inusitada, de quando foi noticiado que ele havia morrido. “Era um cara que parecia comigo, o João Gordo do forró. Minha tia ligou para a minha mãe... Foi aquele desespero, pois só duas horas depois disso eu entrei em contato com a minha mãe (sem saber o que estava acontecendo)”, diverte-se.

foto: Chahestian

Kléber BamBam com
Fábio Porchat

O outro convidado da noite é Kléber Bambam, que fala com Fábio Porchat sobre fisiculturismo e a vida de celebridade que o ex-Big Brother ainda leva.

O 'Programa do Porchat' é exibido de segunda a quinta-feira na Record TV, à 0h15, com direção de Diego Pignataro e produção da Eyeworks. 

Assista trecho do
João Gordo
no Programa do Porchat




Curta

Siga

0 comentários:

Postar um comentário

Ofensas não serão publicadas.