domingo, 3 de setembro de 2017

A semana de 4 a 8 de setembro em BELAVENTURA

foto: Divulgação +RECORD TV 

As emoções na
semana de 28 de agosto
a 1º de setembro

Capítulo 29, segunda, dia 4 de setembro

Enrico tem a espada em riste na direção de Merlino, que está assustado. Pietra ao lado de Enrico e Lizabeta desacordada. Otoniel diz a Mistral que teme perder tudo. Jacques ameaça Severo e diz que se Lizabeta morrer, o pai o terá como um inimigo pelo resto da vida. Arturo diz à Brione que eles precisam apoiar o pai e derrubar o rei Otoniel. Carmona reclama com Cedric que Enrico prefere que Pietra esteja ao lado de Lizabeta do que ela. Otoniel está muito abalado diante de Lizabeta e Enrico o consola. Cedric encontra com Merlino que diz que Enrico o dispensou. Cedric diz que ele precisa ficar no castelo ou vai perder o controle da situação. Gonzalo está por perto e é descoberto por Cedric. Gonzalo corre e se esconde. Corinto aparece ali, carregando um saco de mantimento e resmungando. Gonzalo pergunta a Corinto se sabe o que aconteceu com Jacques. Corinto diz que Jacques ainda não foi punido. Gonzalo pede ajuda para que saia do castelo sem ser visto. Otoniel não concorda que Jacques se case com Lizabeta. Mistral diz a Severo que ele está liberado para sair do castelo e buscar o antídoto para salvar a princesa. Severo diz que não quer guardas no seu encalço. Corinto leva Gonzalo para uma passagem secreta para sair do castelo, mas Cedric aparece e manda prendê-lo. Na floresta, Joniel está escondido atrás de uma árvore e observa Falstaff entregar uma pasta para um homem encapuzado. Joniel aparece diante de Falstaff e o homem. Mais dois homens saem detrás das árvores com foices e facões nas mãos. Joniel se vê cercado. Falstaff diz a Joniel que ele mexeu com quem não devia. Pietra se assusta com a porta se abrindo, é Jacques que já entra ali com Mistral. Jacques faz um carinho em Lizabeta e diz que promete salvá-la. Otoniel dá a espada Redentora a Enrico e diz que ele vai lutar com ela. Gonzalo luta com os guardas. Gonzalo diz que não quer machucar ninguém, e quer apenas sair do castelo, mas Cedric parte pra cima dele, é quando surge Severo e diz que ele está sob sua proteção. Enrico está com Otoniel e pede pra chamar Pietra. Otoniel pede que ouça o que o príncipe tem a dizer. Pietra se surpreende e olha para Enrico, que segura as suas mãos. Enrico pergunta se ela aceita se casar com ele.

Capítulo 30, Terça, dia 5 de setembro

Pietra está muito surpresa diante de Enrico e Otoniel. Enrico fica um pouco desconcentrado. Tiana conversa com Gregor e diz que Gonzalo agiu errado ao entrar no castelo de Valedo vestido de quadrilheiro. Joniel luta com homens na floresta e é observado por Fasltaff. Falstaff tenta fugir mas é alcançado por Joniel. Merlino chega para falar com Fasltaff e Dulcinéa diz que ele não está. Merlino percebe que Dulcinéa não está bem. Falstaff diz a Joniel que os homens que o atacaram são os saqueadores que se organizam para invadir a vila. Cedric reclama com Nodier que o rei está deixando-o fora de todas as decisões importantes. Pietra não aceita o pedido de casamento, pois ele ainda tem compromisso com outra prometida. Jacques avisa Brione que se seu pai não salvar Lizabeta, ele se voltará contra o pai. Pietra comenta com Elia que não pode se casar com Enrico. Tamar conta a Páris que não está decidida a se casar com Enrico, pois está gostando de outra pessoa. Carmona conversa com Lizabeta que ainda está desacordada e diz que sente sua falta. Otoniel ouve tudo sem ser visto e Carmona se emociona. Enrico e Pietra estão ao lado de Lizabeta e reclamam que Severo já deveria ter chegado com o antídoto. Carmona diz a Enrico que aceita Pietra desde que seja feito uma varredura onde ela mora, pois não sabem nada a respeito de sua mãe. Severo chega ao castelo e entra com Marion e encontra Otoniel sentado no trono. Otoniel reclama do atraso e pede o antídoto para salvar Lizabeta. Severo propõe renegociar o acordo antes. Severo encara Otoniel. Severo diz que o duelo entre Enrico e Jacques deve começar imediatamente.

Capítulo 31, Quarta, dia 6 de setembro

Otoniel está furioso diante de Severo e Marion. Mistral e Cedric acalmam os ânimos. Otoniel chama Severo de traidor e Severo diz que mudou de ideia. Jacques quer ver Lizabeta mas é impedido pelos guardas e pede que Nodier o leve até ela. Nodier debocha de Jacques ao dizer que ele tinha passagem livre quando era chefe da guarda. Dulcinéa diz a Tiana que se sente muito fraca, sem vontade de comer e que anda enjoada. Jacques entra no quarto em que está Lizabeta e pergunta porque ela ainda está desacordada. Pietra diz que ninguém surgiu com o antídoto. Carmona ordena que Nodier acompanhe os soldados até a casa de Pietra para que não desconfiem da armação. Nodier beija Carmona.Elia conversa com Pietra no corredor e diz que ela não deve confiar em Carmona. Laurinda aconselha Brione a não sair do castelo para visitar o rei e contar sobre a armação do pai. Severo lê outro pergaminho e diz que concorda com as novas condições. Mistral diz que independente do resultado da luta entre Enrico e Jacques, ele e sua família terão o perdão régio e que poderão viver livremente no reino e participar das reuniões da corte. Enrico concorda, mas diz que tudo isso só acontecerá se antes da próxima lua, Lizabeta esteja acordada, caso contrário, todos serão presos. Otoniel assina o novo acordo. Merlino diz a Leocádia que não há mais como conseguir o antídoto. Os guardas vasculham a casa de Pietra e Nodier chega. Enrico fica furioso com a atitude de Carmona. Brione foge e vai até Gonzalo na oficina e pede abrigo. Bartolion mostra a Enrico alguns pergaminhos com os desenhos das caixas lendárias e que podem tem a resposta para o antídoto. Bartolion deduz que Pietra pode ser a única capaz de salvar a princesa. Nodier se irrita com os guardas que não encontram nada na casa de Pietra. Nodier começa a derrubar tudo e todos se surpreendem quando ele encontra crânios e ossos humanos no local, no espanto de Pietra.

Capítulo 32, Quinta, dia 7 de setembro

Pietra está apavorada diante de Nodier, que tem o crânio com o símbolo na mão. Os dois guardas observam surpresos. Bartolion conversa com Enrico e diz que acredita que Pietra pode saber como preparar o antídoto, pois Lucy está mencionada nos pergaminhos e deve ter lhe ensinado algo ainda que de forma lúdica. Brione conta a Gonzalo o plano de Severo e Gonzalo entende porque a execução de Jacques foi cancelada. Na masmorra, Biniek está inquieto, anda de um lado para o outro. Biniek pensa que Elia está com algo para ele comer. Biniek pergunta a Elia se o seu plano a mando de Carmona para colocar o material de bruxaria na casa de Pietra deu certo. Pietra consegue fugir. Elia sai apressada e encontra Barolion e diz que Pietra caiu em uma armadilha. Nodier e os guardas procuram por Pietra. Otoniel entrega a espada redentora para Enrico. Severo treina Jacques para o duelo. Gonzalo beija Brione. Gonzalo diz à sua mãe que jamais deixará Brione desamparada. Joniel encontra Falstaff e questiona sobre os homens que vivem na floresta e que ele protege. Pietra grita por socorro e é capturada pelos guardas de Nodier. É quando chegam Daros, Gregor e Tácitus. Eles lutam com os guardas e liberta Pietra. Dulcinéa está limpando as mesas do salão e é observada por Falstaff e sente dores na região da barriga. Falstaff diz que Dulcinéa está grávida. Falstaff sorri e Dulcinéa se aproxima cabisbaixa e pede para ir embora. Enrico se aproxima da cama de Lizabeta e diz que vai salvá-la. Pietra diz a Daros que precisa voltar ao castelo. Pietra chora e Daros dá um lenço a ela. Pietra abre o lenço e vê um cordão. Daros diz que encontrou o cordão na mata. Pietra diz que é muito mais que um simples cordão e de repente são surpreendidos por Nodier. Pietra sai correndo e Daros impede Nodier de ir atrás dela. Fernão entrega a caixa para Otoniel mas avisa que não sabe como abri-la. Pietra foge pela mata e ouve os gritos de socorro de Accalon que está preso em uma gruta. Em um casebre, Pietra e Accalon encontram com Bartolion. Pietra diz que foi salva por Accalon e que precisa contar a Enrico que foi vítima de uma armadilha. Bartolion diz a Pietra que ela talvez seja a única que possa salvar Lizabeta.
  
Capítulo 33, Sexta, dia 8 de setembro

Na sala do trono, Otoniel e Severo se encaram diante de todos os presentes. Pietra está espantada diante de Bartolion. Accalon retira algo de sua bolsa, colocando sobre a mesa o frasco e o pergaminho que encontrou num esconderijo na floresta. Na rua, Nodier mostra o crânio a todos e diz que há uma bruxa na vila. Bartolion recebe uma mensagem da guarda real para comparecer ao castelo. Mistral lê o pergaminho com as regras da luta diante de todos os convidados. Jacques aceita as condições. Tiana está preocupada diante de Joniel para saber se o conde Severo autorizaria o casamento de Gonzalo e Brione. Dulcinéa incrédula, chora bastante e leva a mão a barriga. Nodier chega furioso e procura por Pietra. Falstaff diz que ela não está. Dulcinéa ouve toda a conversa sem ser vista. Carmona discute com Tamar que trocou o casamento com Enrico por um homem mais velho. Otoniel pede que Mistral traga as armas. Jacques e Enrico se encaram, ambos com as espadas em punho. Pietra observa os pergaminhos e o frasco e comenta com Accalon que sua mãe nunca contou nada a respeito de venenos e antídotos. Pietra tem alguns pensamentos da infância. Em seguida, já pega o frasco e coloca líquido dentro e pega uma semente e coloca no frasco e põe no fogo. Enrico e Jacques lutam. Pietra observa o líquido mudar de cor ao passar pelo fogo. Accalon está surpreso. Dulcinéa diz a Tiana que está grávida de Fasltaff e se sente envergonhada. Pietra e Accalon voltam para o castelo. Cedric, a pedido de Marion, liberta Fernão da masmorra. Severo arrasta a ponta de sua espada no chão, como se a estivesse afiando, só para provocar Otoniel. Otoniel parte para cima de Severo. No castelo, Pietra está escondida. Pietra paralisa ao ver Fernão e Marion. Otoniel derruba Severo e grita para que ele salve Lizabeta. Severo fecha os olhos, ficando desacordado, na tensão de todos.



Curta

Siga

0 comentários:

Postar um comentário

Ofensas não serão publicadas.