Fábio Porchat recebe o craque Zico

0
foto Chahestian

E mais: Porchat recebe os atores Luciano Amaral, Fredy Állan e Cássio Scapin

Nesta quarta-feira, dia 11/10, o Programa do Porchat recebe o craque Zico. O ex-jogador e treinador relembra sua carreira de sucesso no futebol e fala sobre a nova geração do esporte. O ex-atleta pontua as principais diferenças da época em que jogava para os dias atuais. “É sempre bom você ficar no seu país para você ganhar uma certa experiência dentro do próprio futebol. O Neymar, quando saiu, ele já tinha feito tudo no Santos. Já tinha feito uma história aqui e estava preparado para isso (trajetória internacional). Mas a gente cansa de ver uns que vão e voltam logo”, alerta Zico, que atualmente comanda um canal no YouTube. “Está gostoso de fazer”, comemora.

Zico, que durante anos brilhou no futebol japonês, também comenta as escolhas que fez durante sua carreira nos gramados. “Ganhei bem quando fui para o Japão. Aí, pude ter aquele algo a mais na minha vida”, revela.

A atração também exibe mais uma divertida edição do quadro “Emergente Como a Gente”, protagonizado por Paulo Vieira, cujo tema é “gambiarras”.

E na data em que é celebrado o Dia das Crianças, 12/10, o Programa do Porchat recebe os atores Luciano Amaral, Fredy Állan e Cássio Scapin, que interpretaram no programa infantil “Castelo Rá-Tim-Bum” os personagens Zequinha, Pedro e Nino, respectivamente. Diretamente de Buenos Aires, onde mora, Cinthya Rachel, que deu vida a Biba, também participa da conversa.

Os quatro relembram o sucesso da atração, que foi produzida nos anos 1990, e comentam a popularidade que ganharam devido a esse trabalho. “Havia a curiosidade de saber quem era o ator que fazia o Pedro. E as pessoas colocavam muita responsabilidade na gente, parecia que a gente não podia errar, que tinha que ter um comportamento exemplar”, afirma Amaral, protagonista também de “Mundo da Lua”, outro sucesso infanto-juvenil. “As pessoas, até hoje, sorriem para mim quando descobrem que eu sou o Zequinha”, diz Fredy.

Embora trabalhassem cerca de oito horas, de segunda a sábado, Cinthya comenta que o clima das gravações era ótimo e que os atores adultos tinham muita paciência com ela, Luciano e Fredy, os mais jovens do elenco.

Cassio Scapin também fala sobre o desafio de interpretar pela primeira vez um papel de vilão, o Beroso da novela O Rico e Lázaro. Na pele do ambicioso e corrupto personagem, o ator também passou pela experiência de fazer uma novela de época, com figurinos e maquiagem bem específicos. Ele assume que teve medo de ficar marcado em sua carreira apenas por um personagem de sucesso, como o caso do Nino, de “Castelo Rá-Tim-Bum” e garante que teve coragem de sair da zona de conforto. Sobre o Nino, ele só guarda boas lembranças: “Foi divertido fazer… Exercitar um outro modo de fazer televisão”.

O ‘Programa do Porchat’ é exibido de segunda a quinta-feira na Record TV, à 0h15, com direção de Pedro Ianhez e produção da Eyeworks.

Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here