Marcelo Arnal: “O banquete de Belsazar é uma das cenas mais impactantes da novela.”

0
foto Studio Faya

por Warlen Pontes (warlenpontes@hotmail.com)

A produção bíblica ‘O Rico e Lázaro’ está em sua reta final e, ao longo dos mais de 150 capítulos, aproximadamente 100 personagens passaram pela trama de Paula Richard e direção geral de Edgard Miranda. 

Na multidão de artistas que estamparam as cenas do folhetim da Record TV, o ator Marcelo Arnal, intérprete de Belsazar, destacou-se pelo seu talento nos embates com o soberano Nabudodonosor, vivido por Heitor Martinez. Mas, o melhor está por vir! Uma cena que ainda não foi levada ao ar, o ‘banquete de Belsazar’, é aguardada com grande expectativa pelos fãs da novela. 

Acompanhe agora uma entrevista exclusiva com Marcelo Arnal, e venha conhecer um pouco mais da sua carreira, a sua relação com o futebol e, claro, curiosidades dos bastidores de ‘O Rico e Lázaro’.

Com vocês, Marcelo Arnal:

TVaBordo: De jogador de futebol a ator, conta pra gente, como foi essa virada na sua vida; por que trocou as chuteiras pelos holofotes dos estúdios de televisão?
 Marcelo Arnal: Foi uma virada e uma decisão muito delicada, porém em acordo com a minha família. Pelo fato de ser muito novo e já ser chamado para jogar em outro continente, de certa forma assustou os meus pais, que por sua vez, orgulhavam-se quando me viam na televisão. Apesar dessa decisão ter partido deles, eu acabei comprando a ideia e resolvi focar nos estudos para me tornar um bom ator. Mas confesso que não foi nada fácil.  
 
TVaBordo: Você participou de uma Copa do Mundo Sub-15 na França, e depois foi convidado a jogar na Coreia do Sul. Por que não viajou? Sente algum arrependimento?
Marcelo Arnal: Eu joguei a Copa do Mundo Sub-15 na França, participei da competição normalmente e, depois, fui chamado para jogar na Coreia do Sul, mas a minha mãe não quis deixar eu ir. Me arrependia, hoje não mais; amadureci muito bem todas as questões e consegui superar esse arrependimento. 
Marcelo Arnal na ‘Copa do Mundo sub-15’ na França
TVaBordo: Como e quando aconteceu a sua estreia na televisão?
Marcelo Arnal: Sendo um pouco mais específico, citarei a minha estreia em novela. Foi em 2009, quando eu estava em São Paulo, aguardando para fazer um casting de publicidade e tocou o telefone da minha mãe, pedindo que eu fosse até o SBT fazer um teste. Ali, na hora, eu fiz o teste e em questão de minutos recebi a notícia que estava aprovado. O que era apenas uma participação se tornou algo muito maior. Foram oito meses de trabalho; esse foi meu primeiro trabalho em novela. 
 
TVaBordo: Você integrou o elenco de ‘Totalmente Demais’, uma trama desenhada num universo jovem, uma linguagem moderna, enfim, que acabou se tornando uma novela de grande sucesso na Globo. Conta pra gente como foi essa experiência. O que mudou na sua vida depois de ‘Totalmente Demais’?
Marcelo Arnal: Foi realmente uma experiência incrível! Não tive um personagem de grande importância na trama, mas tentei fazer com que ele se tornasse diferenciado, afinal, nenhum personagem é pequeno, é o ator que dita o tamanho dele. Trabalhar com atores tão incríveis, renomados e grandes ídolos foi com certeza uma experiência que ficará marcada na minha carreira. Olha, acredito que o que tenha mudado foi realmente a valorização e aprendizado como profissional; aprendi muito, desde as preparações até os últimos capítulos que participei. 
 
 foto reprodução
TVaBordo: Vamos falar de ‘O Rico e Lázaro’. Como surgiu o Belsazar na sua vida?
Marcelo Arnal: O Belsazar surgiu através de um teste que fiz na Record TV, a principio, sem saber para qual personagem. Depois de um bom tempo, alguns meses que a novela já estava sendo gravada, inclusive já estava no ar, pediram pra que eu enviasse um vídeo me apresentando e, em seguida, fazendo um texto. Foi quando descobri que seria pra fazer a segunda fase do Belsazar. 
 
TVaBordo: Se inspirou em alguém para compor o vilão?
Marcelo Arnal: Olha, não me inspirei muito em ninguém, mas tive como referência o Príncipe Joffrey, da série ‘Game of Thrones’. 
 
TVaBordo – Se a gente colocar o Marcelo e o Belsazar, um ao lado do outro, quais são as diferenças e as semelhanças entre os dois?
Marcelo Arnal: Nossa! As diferenças são muitas! Eu, Marcelo, não sou nem um pouco arrogante, prepotente, egoísta…enfim. Semelhanças são difíceis de encontrar; acredito que a ligação com a minha mãe é bem parecida; sou meio que o queridinho (risos).
 
TVaBordo – E agora em ‘O Rico e Lázaro’ você está no principal horário de novelas da Record TV, uma trama bíblica, trabalhando com nomes consagrados como Heitor Martinez, Adriana Garambone, Vera Zimmerman, Augusto Garcia… Como tem encarado o desafio e, em algum momento, deu aquele “friozinho” na barriga de estar ao lado desses atores, ou já se acostumou?
Marcelo Arnal: Tenho encarado da forma mais profissional possível. Em relação ao “friozinho” na barriga, é inevitável. Tive algumas cenas muito importantes com o Heitor, cenas difíceis, que exigiram concentração, entrega e consciência. Fiquei muito feliz com o resultado, apesar do frio na barriga, da dificuldade da cena, pude contar a generosidade desse grande profissional. Agora já acostumei (risos).
Sequência entre Belsazar e Nabucodonosor / reprodução
TVaBordo – Vem aí uma cena importante, um evento descrito na Bíblia como o “banquete de Belsazar”. Conta pra gente como foi gravar essa sequência. Você considera a mais importante de sua participação na novela? Por quê? O que foi mais difícil na hora de gravar?
Marcelo Arnal: Considero sim a minha cena mais importante, mesmo porque considero uma das cenas mais impactantes da novela, por se tratar de uma passagem bíblica muito marcante. Foi uma sequência bem complexa, por envolver muitas pessoas, muitos acontecimentos mútuos. Tive que me preparar intensamente para esse momento, física e psicologicamente. Foram dois dias inteiros e intensos de entrega, de concentração, de generosidade entre os profissionais que ali estavam, naquele estúdio completamente cheio. Acredito que o mais difícil de gravar foi o momento da invasão dos persas, onde ocorre a “batalha”, os objetos cênicos, cenário, tudo é praticamente destruído, e tudo tem que ser linkado ao texto, então acaba sendo uma mistura que precisa ser muito bem dirigida, atuada, montada, ensaiada e executada, e graças a Deus, foi incrível! 
 
TVaBordo – Você assiste ‘O Rico e Lázaro’ todos os dias? Como avalia a sua participação? Mudaria alguma coisa? Você é muito crítico com você mesmo?
Marcelo Arnal: Não consigo assistir todos os dias, infelizmente. Eu avalio até agora a minha participação como satisfatória, justamente por ser muito auto crítico. Eu tenho gostado muito das minhas cenas. Olha, acho que mudar alguma coisa vem sempre algo na mente referente a isso, mas acredito que tudo serve de aprendizado, mudanças técnicas serão muito bem vindas para um próximo personagem. 
 
TVaBordo – Qual é a importância das histórias bíblicas para a teledramaturgia nacional? 
Marcelo Arnal: A importância dessas histórias com certeza é bem dividida dentro da sociedade, mas na minha concepção elas servem para que as pessoas saibam um pouco da história da Bíblia, independente da religião, são curiosidades que muitas pessoas têm, não que seja somente essa a importância, mas uma delas. 
 
TVaBordo – Faça um convite para a galera assistir à novela ‘O Rico e Lázaro’:
Marcelo Arnal: Bom, gostaria muito de dar spoiler aqui, por saber sobre a história, mas o máximo que posso fazer é um mega convite para que vocês que estão lendo essa matéria, assistam à reta final dessa linda novela, mesmo sabendo que ficaram com mais raiva ainda do Belsazar. Não percam!
A seguir, vamos conhecer um pouco mais do ator Marcelo Arnal no bate bola, jogo rápido, que você confere a seguir:
 
Jogo Rápido
 
Estado civil
Solteiro.
 
Apelido de infância
Marcelinho.
 
Um ator que lhe inspira
Wagner Moura.
 
Uma atriz que lhe inspira
Camila Morgado.
 
Um cantor que gosta de ouvir
Kane Brown.
 
Na TV assisto
Novela e Jornalismo.
 
E o que não assiste na TV de 
jeito nenhum
Programa infantil.
 
Filme que mais assistiu
As branquelas.
 
Uma canção marcante
Oração.
 
Um livro marcante
‘A preparação do ator’.
 
Personagem do cinema que
gostaria de interpretar
Stu Price (Se beber não case).
 
Time do coração
Corinthians. 
 
Ídolos do futebol
Ronaldo Fenômeno.
 
Mulher ideal
Inteligente, companheira,
carinhosa e compreensiva. 
 
Religião
Evangélico.
 
Um ditado, uma frase ou
 um verso que marcou
 a sua adolescência 
“Você consegue filho”.
 
Tenho saudades do
Meu avô. 
 
Marcelo é um cara
Extrovertido e carinhoso.
 
Mensagem aos fãs
Não sou muito bom para mandar mensagens aos fãs, mas fico muito feliz com o carinho e a criatividade de vocês; uma mensagem ou um desenho, uma música ou um cumprimento, sou muito grato ao apoio de vocês sempre. Continuem me acompanhando e torcendo! Amo vocês♥
#MarceloArnalNoTVaBordo
Matéria em parceria com
Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here