Rodrigo Galvão, presidente da Oracle no Brasil, é o entrevistado do ‘Show Business’

0

Rodrigo Galvão: “Oracle registrou crescimento de mais de 50% e o Brasil não ficou para trás”.

Rodrigo Galvão
foto reprodução

A jornalista e colunista Sonia Racy entrevista neste sábado (16/12), às 0h15, pela Band, durante o programa Show Business, Rodrigo Galvão, presidente da Oracle, empresa de tecnologia que desenvolve hardwares e softwares, fundada nos Estados Unidos em 1977 e que chegou ao Brasil no ano seguinte.  Hoje, tem mais de 450 mil clientes no mundo, cerca da metade no Brasil. Só aqui no País, conta com mais de 1.800 colaboradores. De acordo com Galvão, a “Oracle registrou crescimento de mais de 50% e o Brasil não ficou para trás”.

Rodrigo Galvão

O investimento em pesquisa e no desenvolvimento de funcionários da empresa é significativo. Por ano, ultrapassa os 5 bilhões de dólares. “Apostamos muito nas pessoas e em sua capacitação. Procuramos, também, trazer jovens que estão concluindo o ensino superior. Eles recebem treinamentos específicos e são avaliados pelos gestores. Quando escolhidos, recebem uma premiação, que são visitas à Oracle dos Estados Unidos”.

Galvão também comentou sobre a crise no País, os trabalhos sociais que a Oracle desenvolve, além do futuro da inteligência artificial.

Sobre o Show Business – O Show Business vai ao ar pela Band para todo o País, na madrugada de sábado para domingo, à 0h15, logo após o Top Cine, com reapresentação na madrugada de domingo, à 1h15. Na NGT, o programa tem reprise às quintas-feiras e aos sábados, às 20hs e às 21hs, respectivamente.

Leia também

André Loureiro, diretor geral do Waze Brasil, é entrevistado no ‘Show Business’

André Loureiro

O executivo explicou como o trânsito é controlado. “O mapa do Waze é construído com a colaboração dos usuários. No começo era apenas uma página em branco e, conforme as pessoas percorriam as vias, construíam os caminhos. Essa metodologia foi aplicada pela empresa no mundo todo”. O gerenciamento dos percursos é feito de três formas: por editores de mapas, que veem as mudanças nas ruas; por profissionais que auxiliam com os alertas, apontando se há buracos nas vias, polícia à frente, entre outras informações; e por todos os usuários do Waze.

CONTINUE LENDO

Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here