Veja como terminou o Brasileirão 2017

0

Quem pensou que a última rodada do Brasileirão 2017 seria meio sem graça, se enganou direitinho! Com direito a gol salvador nos últimos minutos de partida, time que brigava para não cair se classificar para libertadores, e clube que estava com a permanência bem encaminhada, ruindo e caindo. De fato, nos últimos dez jogos da maratona do Brasileirão, não faltaram emoções.

A definição dos times que estarão na próxima Copa Libertadores da América e dos clubes rebaixados aconteceram depois de gols nos acréscimos em partidas entre os times da Chapecoense e do Coritiba, e do Vitória contra o Flamengo. O Atlético-MG ainda sonha com uma vaga no principal torneio do continente no próximo ano. O Galo terá que torcer para o Flamengo vencer a decisão da Copa Sul-Americana. O Brasileirão termina com dois artilheiros empatados: Jô (Corinthians) e Henrique Dourado (Fluminense), com 18 gols cada.

Botafogo (10º) 2 x 2 Cruzeiro (5º)

Na partida, o Cruzeiro começou melhor, mas depois o Botafogo dominou e conseguiu abrir a contagem. Mas seis minutos depois, o Cruzeiro chegou ao empate. Na volta do intervalo, o time mineiro conseguiu a virada logo no início da etapa final. Precisando do resultado, o Botafogo voltou a pressionar e empatou a partida. No final, o time carioca, que não venceu nas últimas cinco partidas do torneio, mesmo com um jogador a mais em campo, não fez o gol da vitória e ficou sem a vaga para a próxima  Libertadores.

Brasileirão
Reprodução

Vasco (7º) 2 x 1 Ponte Preta (19º)

No começo, mesmo com o Vasco tendo mais posse de bola, a Ponte Preta estava mais acertada em campo e criou chances. Depois dos 20 minutos, o Vasco passou a dominar o jogo e perdeu dois bons momentos antes de abrir o placar. Em vantagem, o time vascaíno ainda desperdiçou um pênalti. No segundo tempo, mesmo com a Ponte Preta buscando mais o ataque, o Vasco criava as melhores chances e marcou o segundo gol. A Ponte Preta ainda descontou no final, em uma cobrança de pênalti. Com a vitória, o Vasco está na próxima Libertadores (isso se o Flamengo vencer a Copa Sul-Americana), na fase de grupos.

Vasco vai a libertadores
Reprodução

Atlético-PR (11º) 3 x 0 Palmeiras (2º)

Ainda sonhando com uma vaga na Libertadores, o Atlético-PR começou com um ritmo forte e usando a velocidade, explorando o mau posicionamento da zaga palmeirense e sendo muito eficiente nas finalizações, o Furacão decidiu o jogo na primeira etapa, fazendo 3 a 0 em pouco mais de 30 minutos. O Atlético-PR termina o Brasileirão com uma boa vitória. O Palmeiras, que foi o campeão do Brasileirão do anos passado, mesmo com essa derrota, termina a atual edição como vice-campeão.

Brasileirão
Reprodução

Atlético-GO (20º) 1 x 1 Fluminense (14º)

As primeiras chances foram do time da casa, mas foi o Fluminense que abriu o placar. Dois minutos depois, o Atlético-GO conseguiu o empate. Até o intervalo, foram do Fluminense as duas melhores chances para mudar o marcador. Na fase final, o jogo caiu de ritmo, as duas equipes ainda perderam algumas oportunidades, a mais marcante delas aconteceu no final, quando Alison, do Atlético-GO, salvou o gol que daria a artilharia isolada do campeonato Henrique Dourado. O Atlético-GO foi o lanterna do Brasileiro, mas não perdeu nas últimas cinco partidas. Com a igualdade o Fluminense conquistou uma vaga para a Copa Sul-Americana de 2018.

Brasileirão
Reprodução

LEIA TAMBÉM

Entrevista com o goleiro Deola

“O importante é você não deixar de fazer o que você quer.”

Santos (3º) 1 x 1 Avaí (18º)

O jogo começou com as duas equipes procurando o ataque. O Avaí acertou um chute na trave e o Santos fazia o goleiro catarinense trabalhar. A equipe da Vila conseguiu abrir o placar em um contra-ataque, mas o Avaí descontou um minuto depois, com um lindo chute de Pedro Castro. No segundo tempo, o panorama do jogo não mudou. O Santos perdeu várias chances de marcar o gol que lhe daria o vice-campeonato. Já o Avaí, que não perdeu nas últimas quatro partidas do Nacional, principalmente nos últimos dois minutos, perdeu duas grandes chances para marcar o tento que manteria o time catarinense na Série A.

Reprodução

São Paulo (13º) 1 x 1 Bahia (12º)

No jogo que marcou a despedida do zagueiro Lugano, ídolo da torcida do São Paulo, o time da casa teve o domínio da bola na etapa inicial, mas foi o time baiano que perdeu a melhor chance para abrir a contagem. Depois do intervalo, o jogo melhorou com as duas equipes criando chances, mas foi o São Paulo que fez o primeiro gol. Com a vantagem, o time do Morumbi não decidiu a partida e o Bahia marcou no final da partida, como já tinha feito em vários jogos durante o campeonato. Com a igualdade, as duas equipes não conseguiram vagas para a Libertadores do próximo ano – disputarão a Copa Sul-Americana.

Reprodução

Atlético-MG (9º) 4 x 3 Grêmio (4º)

Com um time recheado de garotos, o Grêmio deu muito trabalho para o Grêmio. O primeiro tempo apresentou muitas chances de gols, chute na trave, grandes defesas dos arqueiros e quatro gols. O time gremista ficou duas vezes em vantagem, mas os mineiros conseguiram a igualdade. Na etapa final, o jogo continuou aberto, com o Grêmio fazendo o terceiro e o Galo empatando mais uma vez. Depois de a partida ficar paralisada por falta de luz, o Atlético-MG fez o da vitória, em mais uma excelente cobrança de falta feita por Otero. Campeão da Libertadores e pensando no Mundial, o Grêmio termina o Brasileiro em 4º lugar. O Galo acabou em 9º lugar e vai precisar que o Flamengo vença a Copa Sul-Americana, para disputar a Libertadores do próximo ano.

Reprodução

Sport (15º) 1 x 0 Corinthians (campeão)

Precisando da vitória e enfrentando o Corinthians escalado com vários reservas, o Sport partiu para o ataque, dominou a etapa inicial e perdeu as melhores chances. O campeão do Brasileiro, mesmo com uma equipe desentrosada ofereceu perigos em alguns lances. O time pernambucano voltou com tudo no início do tempo complementar, fez Cássio trabalhar bem e logo aos 10 minutos abriu a contagem. Com a vantagem, o Sport diminuiu a pressão e recuou, mas segurou a vitória – a terceira consecutiva – que o manteve na Série A. Depois que confirmou o título, na 35ª rodada, o Corinthians não venceu no torneio – foram duas derrotas e um empate.

Reprodução

Chapecoense (8º) 2 x 1 Coritiba (17º)

Precisando da vitória para escapar da degola, o Coritiba começou melhor e abriu o placar no início da partida. Depois de levar o gol, a Chapecoense passou a ter a posse de bola, chegava mais ao ataque e marcou o seu gol, quando Elicarlos arriscou um cruzamento, mas acertou o ângulo da meta defendida por Wilson. Ainda antes do intervalo, o time visitante perdeu boa oportunidade. Na segunda etapa, com os resultados das outras partidas, as equipes precisavam muito do gol – e da vitória. No final, o jogo ficou muito aberto, com os dois time buscando desesperadamente o gol. Nos acréscimos, a Chapecoense fez o segundo, o gol que garantiu o time na próxima Libertadores e também a melhor campanha do returno. O Coritiba, com o tento sofrido, caiu para a Série B.

Reprodução

Vitória (16º) 1 x 2 Flamengo (6º)

O triunfo do Flamengo sobre o Vitória foi outro jogo emocionante (com virada), que decidiu vaga na Libertadores e foi decisivo para definir um time rebaixado. O Flamengo perdeu a primeira grande chance da partida, mas foi o Vitória que ficou mais no ataque, deu trabalho para o goleiro carioca e conseguiu abrir o placar. Para a segunda etapa, o Flamengo voltou melhor e chegou ao empate. Com a igualdade, o Vitória voltou para o ataque e criou chances para marcar o segundo. No final do jogo, aconteceu um pênalti para o Flamengo. Diego bateu e fez 2 a 1. Mesmo perdendo o último jogo e só vencendo três partidas como mandante, o Vitória escapou do rebaixamento. Com o êxito, o Flamengo já tem lugar garantido na fase de grupos da próxima Copa Libertadores da América, mesmo se não conquistar o título da Copa Sul-Americana.

Reprodução

Brasileirão 2017

Confira como ficou a classificação final do Brasileirão 2017 

Reprodução
Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here