Invicto Palmeiras passa pelo Bragantino e Santos decepciona na Vila

0

Invicto, Palmeiras segue líder no Campeonato Paulista

Invicto
Reprodução

Palmeiras: O Invicto

Neste domingo, 28/1, o Palmeiras venceu o Bragantino, no interior, por 2 a 0 e segue invicto no Campeonato Paulista. O Verdão controlou a partida e, com gols de Keno e Dudu, conquistou com tranquilidade a sua quarta vitória na competição estadual em quatro rodadas. O time de Roger Machado é o dono da melhor campanha do Paulistão até o momento, única equipe com 100% de aproveitamento.

O domínio palmeirense foi amplo desde o início do jogo. No primeiro tempo, porém, a superioridade dos visitantes foi mais nos números, já que a enorme superioridade na posse de bola (73% do Verdão) se traduziu em chances claras de gol. Na segunda etapa, Keno precisou de dois minutos para mudar a partida. Depois de sair do banco e entrar no lugar de Borja, aos 16 minutos, ele completou cruzamento de Michel Bastos para abrir o placar. Depois, com mais espaço, Dudu aproveitou ótimo lançamento de Felipe Melo para definir a vitória do Palmeiras, com um belo gol.

O invicto Palmeiras ampliou sua vantagem na liderança do Grupo C do Paulistão. Agora com 12 pontos, o time de Roger Macado tem cinco pontos de vantagem diante do São Bento, que perdeu em casa contra a Ponte Preta. A diferença é a mesma para o Novorizontino, que no sábado venceu o São Caetano. A Ferroviária é a lanterna da chave, com dois pontos, mas entra em campo somente na segunda-feira. Já o Bragantino continua na segunda colocação do Grupo A, com seis pontos e três atrás do Corinthians.

A próxima semana será a primeira livre para os palmeirenses treinarem desde o início do Campeonato Paulista. O invicto verdão volta a campo somente no domingo, quando recebe o Santos na arena, às 17h. Já o Bragantino enfrenta o RB Brasil, em Campinas, no sábado, às 19h.

Invicto
Reprodução

Santos passa sufoco para empatar na vila

A estrela do garoto Rodrygo voltou a brilhar neste domingo. Depois de fazer o gol da vitória do Santos contra a Ponte Preta, o atacante de apenas 17 anos voltou a marcar nos minutos finais (aos 45) e evitou a derrota do Peixe para o Ituano, no Pacaembu – ele quase virou nos acréscimos. O empate por 1 a 1 amenizou as vaias da torcida diante da péssima atuação da equipe dirigida por Jair Ventura.

Disperso, o Peixe foi facilmente dominado no primeiro tempo. O Ituano criou boas chances desde o primeiro minuto até que o volante Baralhas, aos 17 minuroa, chutou de fora da área, a bola desviou em Robson Bambu e enganou Vanderlei.

O rendimento da equipe levou o técnico Jair Ventura ao desespero no banco de reservas e irritou a torcida nas arquibancadas, que passou a vaiar. E o Santos ficou no lucro. O Ituano criou, pelo menos, mais duas boas chances de aumentar a vantagem. O Peixe só assustou no fim, com um chute de fora da área de Copete, que Vagner espalmou.

Jair voltou do intervalo com Jean Mota e Sasha nos lugares de Matheus Jesus e Rodrigão, respectivamente. O time melhorou logo de cara, mas parou em duas ótimas defesas de Vagner, em cabeceio de Sasha e em chute de fora da área de Vecchio.

LEIA MAIS

“Vamos subir para elite” assegura Lenon

Os jogadores do Peixe reclamaram pouco, depois de um pênalti que Arthur Gomes chutou, e a bola bateu na mão de um marcador na área. Os pedidos da torcida pelo garoto Rodrygo foram atendidos por Jair aos 22 minutos. Mas foi Vanderlei quem trabalhou ao salvar a equipe cara a cara com Claudinho.

Quando o Santos já não demostrava ter fôlego para empatar, Rodrygo apareceu, aos 45 minutos. Após desvio de Luiz Felipe, o garoto se antecipou ao goleiro Vagner e tocou de cabeça para as redes, explodindo o Pacaembu. E ele quase virou, aos 48 minutos, mas chutou mascado na pequena área.

Invicto                                                    Reprodução

Clássico com “cara” de clássico

O primeiro clássico do Campeonato Paulista foi movimentado, principalmente na primeira etapa, quando o Corinthians conseguiu construir o placar de 2 a 1 que foi o suficiente para vencer o São Paulo, na tarde deste sábado, no Pacaembu.

Com torcida única, os alvinegros superaram os rivais e chegaram ao terceiro triunfo consecutivo no torneio, enquanto que os tricolores agora somam duas derrotas após quatro rodadas.

O Corinthians precisou de um minuto para abrir o placar no Pacaembu. Em sua primeira investida, o Timão viu Rodriguinho dar bom passe para Jadson, que tocou na saída do goleiro Sidão. Com pouco espaço no ataque, o São Paulo apostou nos chutes de fora da área, e quase empatou com Shaylon, que acertou a trave. O empate tricolor veio com Brenner, após bom passe de Éder Militão. Mas o respiro tricolor durou pouco: sete minutos depois, Balbuena ganhou de Anderson Martins pelo alto e cabeceou forte para definir o placar em 2 a 1.

Depois de uma primeira etapa movimentada e com boas chances dos dois lados, o ritmo das duas equipes diminuiu no segundo tempo. O São Paulo até esboçou uma pressão nos primeiros minutos, sempre com Marcos Guilherme pelo lado direito do ataque tricolor, explorando as costas de Juninho Capixaba. Mas a defesa corintiana levou a melhor contra a pouca inspiração são-paulina na armação das jogadas ofensivas.

Com a vitória, o Corinthians agora soma nove pontos e lidera o Grupo A do torneio. O São Paulo continua com quatro pontos, no Grupo B. Na próxima rodada, o Corinthians enfrenta o Novorizontino no interior, no domingo, enquanto que o São Paulo, o Botafogo, no sábado, no Morumbi. Antes disso, o Tricolor vai até Londrina para enfrentar o Madureira, pela Copa do Brasil, na quarta-feira.

Por Fabiano Guedes

Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.