Marcos Reis: “Túlio é um grande campeão de Muay Thai, que entra com tudo nessa disputa pra ser o 1º campeão do ‘Rio Heroes’.”

0

Marcos Reis fala de seu personagem na série da Fox Premium 2, ‘Rio Heroes’, para o TV a Bordo

Marcos Reis
foto arquivo pessoal

Criada por Fabio Danesi (‘O Negócio) e dirigida por Pablo Uranga (‘Superbonita’), a série – baseada em fatos reais – RIO HEROES, estreou no último sábado, 24/2, às 22h, no Canal Fox Premium 2.  Produzida em parceria com a Mixer e a NBC Distribuidora Universal, ‘Heroes’ viaja na história de um campeonato clandestino de vale-tudo.

No elenco, um nome chama atenção: Marcos Reis. Na televisão, o ator florianopolitano fez parte de produções na Globo (Alto Astral), Record TV (A Terra Prometida) e HBO (O Negócio), entre outras. Além das participações na telinha, os espetáculos ‘A Cabala do Dinheiro’ e ‘Palavras da Chuva’ se destacam na trajetória teatral.

Nesta entrevista ao portal TV a Bordo, Marcos revela a sua preparação para viver o lutador de Muay Thai, Túlio e, ainda, o que diz sobre os que comparam as lutas de vale-tudo à rinha de galos.

Com vocês, Marcos Reis:

TV a Bordo – Como surgiu o convite para participar de ‘Rio Heroes’?

Marcos Reis – Na verdade, os produtores já conheciam meu trabalho e me indicaram pra esse personagem. Fiz um teste rápido e mais específico pro Túlio, e fechou.

TVaBordo – O Túlio existiu ou foi criado, já que a história é baseada em fatos reais?

Marcos Reis – Parte da história contada do Túlio é real – mas, ao mesmo tempo, o ponto de partida é a inspiração para a criação ficcional sobre esse universo. Túlio é um grande campeão de Muay Thai, que entra com tudo nessa disputa pra ser o 1º campeão do ‘Rio Heroes’.

TV a Bordo – Qual foi o tipo de preparação que vocês tiveram?

Marcos Reis – A preparação foi uma diversão – puxada, mas divertida – sobretudo, pra quem curte desde a infância esse universo das lutas. Fizemos treinamento de várias lutas – desde o chão, com jiu-jítsu, sob coordenação de Rogerio Garbin – discípulo e pupilo de Jorge Pereira (criador do Rio Heroes), até o treinamento de luta em pé com o Muay Thai. No set, as lutas foram todas coreografadas pelo Mestre Dani Hu – especialista em cenas de ação. Era um texto à parte a ser estudado. O texto, enquanto partitura de corpo, de movimento em relação ao corpo do parceiro de cena. Foi uma experiência fantástica!

TV a Bordo – Você é praticante de esportes, acredito que trabalhar numa série que envolva lutas foi fácil, então, quais foram as dificuldades? Se é que existiram…

Marcos Reis – Sou praticante de capoeira há 20 anos e sempre curti esportes radicais e o universo das artes marciais – não só pela ação, mas pela filosofia envolvida. O grande desafio de todo trabalho é conseguir se aproximar ao máximo do verdadeiro e do humano de cada história. Contar sobre esse universo, sem cair nos clichês trazendo humanidade pra cada situação e, ao mesmo tempo, intensidade e verdade às cenas mais fortes, certamente foi um grande desafio. O clima de parceria e cumplicidade dentro do set certamente foi um ingrediente que trabalhou a favor de todos para que superássemos esse desafio.

TV a Bordo – Você participaria de um campeonato como esse, “no rules”, sem luvas?

Marcos Reis – Um atleta que dedica a vida a esse tipo de treinamento busca um aperfeiçoamento constante, busca esse tipo de oportunidade pra aprimorar ainda mais a sua arte. Vejo todos esses atletas como exímios artistas marciais que se colocam em situações reais de combate pra aprimorar sua arte. Como disse antes, sou capoeirista há 20 anos. Busco estar pronto pra toda situação que uma roda de capoeira pode apresentar – e lá também não usamos luvas, nem proteção; treino diariamente pra estar afinado a situações mais pegadas dentro de um jogo de capoeira. Não participaria de um campeonato como esse, porque não treino pra esse tipo de situação. Mas, dentro da minha arte, sempre agradeço a oportunidade desse tipo de situação mais intensa dentro de uma roda.

TV a Bordo – O que você diz sobre as pessoas que comparam esses campeonatos à rinha de galos?

Marcos Reis – É um direito que cada pessoa tem de ver algo sobre determinada perspectiva. Eu vejo como o encontro de exímios artistas na arte do combate. Nem toda arte precisa ser apreciada por todos. Mas as artes tem seus fundamentos que só quem as pratica de fato conhecem, e esses fundamentos precisam ser preservados pra que aquela arte perdure. Um artista marcial trabalha pra disciplinar e dominar a violência, mas o contato com ela faz parte desse estudo. JORGE PEREIRA em nossa première comentou que ter criado o ‘Rio Heroes’ veio de um incômodo que tudo hoje em dia é de mentira – até a luta se torna mentirosa. Tudo é adequado a uma necessidade de comercialização que muitas vezes (pra não dizer em todas as vezes) modifica os fundamentos essenciais do “objeto” comercializado e, portanto, deturpa seu sentido mais amplo e complexo. Nem tudo que existe no mundo serve pra todo mundo.

TV a Bordo – Para encerrar, Marcos, convide a galera para assistir ‘Rio Heroes’ na Fox.

Marcos Reis – Galera está imperdível esse seriado. Muita ação, humor e a história de muita força de vontade e superação!!! Reviravoltas incríveis que certamente vão fazer todos esperarem ansiosamente pela segunda temporada. Que, por sinal, já está confirmada.

Em tempo: Murilo Rosa, Duda Nagle e Priscila Fantin também integram o cast.

Assista ao trailer

GALERIA DE FOTOS

Marcos Reis
foto arquivo pessoal / Duda Nagle, Marcos Reys e o assistente de fotografia da série ‘RIO HEROES’
Marcos Reys
foto arquivo pessoal / Marcos Reys com Priscila Fantim nos bastidores de Rio Hules
foto arquivo pessoal / De olhos no copião

LEIA TAMBÉM

Março no NETFLIX: Estreia das novas temporadas de ‘Jessica Jones’ e ‘Santa Clarita Diet’. Confira outros lançamentos

A maior plataforma de streaming do planeta, a Netflix, divulgou as novidades entre séries, filmes, documentários e especiais que chegam ao seu catálogo em março de 2018.

CONTINUE LENDO

Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.