Petrônio Gontijo interpreta Edir Macedo no filme ‘Nada a Perder. Contra Tudo. Por Todos’

0

Biografia de Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus, estreia nos cinemas no dia 29 de março, tem direção de Alexandre Avancini e roteiro do americano Stephen Lindsay e, Emílio Boechat

nada a perder edir macedo
foto reprodução

Dirigido por Alexandre Avancini e produzido pela Paris Entretenimento, Nada a Perder revela a história ainda pouco conhecida de Edir Macedo, o homem que enfrentou o poder público, rompeu com os paradigmas religiosos do Brasil e se tornou um de seus maiores líderes. Cercada por percalços e polêmicas, a trajetória – que culminou com sua prisão em 1992 – tem como fios condutores a perseverança e a superação. Nada a Perder chega aos cinemas no dia 29 de março e, em seguida, será lançado na América Latina, África e Estados Unidos. A distribuição é da Paris Filmes e da Downtown Filmes.

O Filme

Com cenas de ação impactantes e uma reconstituição de época que retrata o Brasil nos anos 60, 70, 80 e 90, o filme acompanha as lutas de Edir Macedo desde sua infância em Rio das Flores, no interior do Rio de Janeiro, quando teve que lidar com muito preconceito por conta de um defeito físico de nascença. Anos depois, ele veria o mesmo acontecer com uma de suas filhas. Nada a Perder também conta como foi a fundação da Igreja Universal do Reino de Deus e mostra os bastidores da audaciosa compra da TV Record, quando Edir Macedo bateu de frente com interesses políticos e religiosos.

Com Petrônio Gontijo no papel de Edir Macedo adulto, Nada a Perder também tem no elenco principal Day Mesquita, Dalton Vigh, André Gonçalves, Eduardo Galvão, Marcelo Airoldi, Nina de Pádua e Beth Goulart. Os atores José Victor Pires e Enzo Barone interpretam, respectivamente, Edir Macedo jovem e criança.

Alexandre Avancini

“É uma história e tanto, de um homem que corre atrás de sua convicção. Nenhuma conquista dele foi fácil. Acho que o filme vai interessar a todos que não conhecem a vida do Edir Macedo e o público em geral vai se identificar com os personagens em vários pontos. Quero que o espectador se emocione com essa história”, diz Alexandre Avancini, que em 2017 filmou durante nove semanas em mais de 100 locações no interior de São Paulo, na capital e no Rio de Janeiro. A produção de Nada a Perder contou com mais de 100 atores, 6 mil figurantes e mil carros antigos alugados.

LEIA TAMBÉM

‘Apocalipse’: Moisés e Elias anunciam a falta de chuva na Terra. Confira resumo da semana

Adaptação da trilogia Nada a Perder, escrita pelo jornalista Douglas Tavolaro, a cinebiografia tem roteiro do americano Stephen P. Lindsey – de Sempre ao Seu Lado (Hachi: A Dog’s Tale), com Richard Gere – e de Emilio Boechat. Lançados pela editora Planeta, os três livros são best sellers, com mais de 7 milhões de exemplares vendidos, foram traduzidos para cinco idiomas e lançados em mais de 60 cidades ao redor do mundo.

foto reprodução // Alexandre Avancini dirige Petrônio Gontijo

Recorde de Bilheteria

Nada a Perder já estreia com um recorde: será o filme brasileiro com a maior distribuição internacional de todos os tempos. Legendado em inglês, francês e espanhol, a partir de 26 de abril entra em cartaz em 700 salas de cinema em toda a América Latina, além da África do Sul, Angola e Moçambique, onde será exibido em grandes centros de convenções para mais de meio milhão de pessoas. Nos Estados Unidos e no México, a data prevista de lançamento é 10 de maio. A produção também já tem confirmadas 420 exibições itinerantes em 300 presídios e unidades de recuperação de menores infratores, além de projeções a céu aberto em municípios e vilarejos que não têm salas de cinema.

Márcio Fraccaroli

“A Paris escolheu rodar essa história porque ela tem que ser contada, é sobre um fenômeno sociológico. O filme vai interessar ao público em geral, independente da crença ou religião. Uma licença narrativa junta alguns personagens e épocas diferentes, alguns nomes são alterados, mas tudo o que está no filme aconteceu de fato”, diz Márcio Fraccaroli, presidente do grupo Paris Filmes.

A Trama

Nada a Perder é baseada em fatos reais, o filme revela os episódios mais marcantes da vida de Edir Macedo, o homem que enfrentou o poder público, rompeu com os paradigmas religiosos do Brasil e se tornou um de seus maiores líderes. A história do país nos anos 60, 70, 80 e 90 é pano de fundo para sua trajetória, sempre cercada de momentos difíceis, polêmicos e controversos, como sua prisão em 1992, em São Paulo. Direção: Alexandre Avancini. Com Petrônio Gontijo, Day Mesquita, Beth Goulart, Dalton Vigh, André Gonçalves, Eduardo Galvão, Leonardo Franco, Marcelo Airoldi, César Mello e José Victor Pires. 125 minutos.

Edir Macedo

Nada a Perder. Baseado em fatos reais, o filme revela os episódios mais marcantes da vida de Edir Macedo, o homem que enfrentou o poder público, rompeu com os paradigmas religiosos do Brasil e se tornou um de seus maiores líderes. Sua infância, a juventude e a busca pela fé, o romance e o casamento com Ester, o nascimento das filhas, a fundação de sua igreja, a audaciosa compra de uma emissora de televisão, a perseguição que sofreu do poder público e sua prisão, em 1992, são parte de uma trajetória cercada por momentos conflitantes, que tem como fios condutores a perseverança e a superação. A história do Brasil nos anos 60, 70, 80 e 90 é o pano de fundo do filme. Com Petrônio Gontijo no papel de Edir Macedo adulto, a produção também tem no elenco nomes como Day Mesquita, Dalton Vigh, André Gonçalves, Eduardo Galvão, Marcelo Airoldi, Nina de Pádua e Beth Goulart. Os atores José Victor Pires Enzo Barone interpretam Edir Macedo jovem e criança, respectivamente. Direção: Alexandre Avancini. 125 minutos.

Elenco

Petrônio Gontijo (Edir Macedo) Day Mesquita (Ester Bezerra) Beth Goulart (Dona Geninha) André Gonçalves Barbosa (Ronaldo) Dalton Vigh (Juiz Ramos) Eduardo Galvão (Monsenhor José Maria) Leonardo Franco (Albino) Marcello Airoldi (Henrique) César Mello (Paulo) Raphael Vianna (Evandro) Otávio Martins (Ministro Bittencourt) José Victor Pires (Edir Macedo jovem) Enzo Barone (Edir Macedo criança).

Ficha Técnica

Direção: Alexandre Avancini Roteiro: Stephen Lindsay e Emílio Boechat Direção de Fotografia: Pedro Cardillo Direção de Arte: Frederico Pinto Figurino: Cristina Camargo Maquiagem/Efeitos: Emi Sato e Tayce Vale Som Direto: Jorge Rezende Trilha Sonora: Otávio de Moraes Montagem: Francisco Antunes e PH Farias Supervisão de Pós Produção: Karina Vanes Supervisão de Efeitos Visuais: Marco Prado Produção de Elenco: Renata Kalman Produção Executiva: Renata Rezende

Direção de Conteúdo: Cristiane Cardoso Produção: Marília Toledo, Marcio Fraccaroli, André Fraccaroli e Sandi Adamiu Produzido por: Douglas Tavolaro

Silvio Santos

Em tempo: segundo fontes obtidas por este portal, o apresentador e empresário Silvio Santos não assistiu ao filme e tampouco se emocionou. Ele recebeu o trailer e autorizou ao SBT veiculá-lo gratuitamente na sua grade de programação.

ASSISTA AO TRAILER

Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.