Claudia Abreu, Leandra Leal, Luiz Henrique Nogueira e Rodrigo Pandolfo em ‘PI – Panorâmica Insana’

0

PI – Panorâmica Insana: Espetáculo que traça um grande panorama sobre o indivíduo inaugura espaço cênico em São Paulo, o Teatro Novo, preparado especialmente para receber essa montagem de Bia Lessa

Panorâmica Insana
foto Divulgação

 Dramaturgia Bia Lessa, Júlia Spadaccini e Jô Bilac
 
Textos de Júlia Spadaccini, Jô Bilac e André Sant’anna

com citações de Franz Kafka e Paul Auster*
 
Direção e Concepção Bia Lessa

A peça propõe uma lente de aumento sobre a sociedade contemporânea. Temas como indivíduo, civilização, sexualidade, política, violência, nação, miséria, riqueza, gênero e desejo são abordados.

 
O Espetáculo – Panorâmica Insana

O espetáculo é absolutamente contemporâneo e, ao mesmo tempo, atemporal. A dramaturgia do espetáculo foi concebida a partir dos ensaios, e seu resultado é uma escritura cênica e não um texto convencional. O resultado transita entre artes plásticas, teatro e dança.
 
A escolha do Teatro Novo, administrado pela W7 Produções, deu-se por ser um local preparado para receber essa montagem, onde a ideia do inacabado – mesmo estando pronto para essa primeira fase do projeto arquitetônico – está presente, um espaço entre. Entre as ruinas que representam o que o teatro foi, e o futuro que virá com a conclusão da reforma. Assim é o espetáculo, assim é a vida hoje, entre um futuro onde a humanidade superará suas questões estruturais, ou um futuro desastroso.
 
O espaço cênico de 23 X 20 m é composto por 8 mil peças de roupas, onde os 4 atores desenvolvem suas performances. Todas essas roupas serão doadas a instituições de caridade ao final da temporada.
 
“Tudo o que é humano interessa, tudo que é próprio de cada um dos atores tem valor enquanto observação da vida, tal qual ela se apresenta agora.” diz Bia Lessa. 
 
Dando sequência a pesquisa que a diretora vem desenvolvendo a partir do espetáculo Grande Sertão: Veredas, a trilha sonora é desenvolvida em várias camadas onde música, ruídos, ambientes e a voz dos atores (manipuladas tecnologicamente) dialogam entre si.

 
Elenco

O elenco é formado por Claudia Abreu, Leandra Leal, Luiz Henrique Nogueira e Rodrigo Pandolfo, atores de diferentes formações e experiências, que juntos vivem 150 personagens de diferentes nacionalidades.
 
A ficha técnica conta com Sylvie Leblanc no figurino, Dany Roland na pesquisa e trilha musical – parceiros de Bia Lessa há muitos anos. Amália Lima e João Saldanha, profissionais ligados àdança como assistentes de direção, e Bruno Siniscalchi como diretor assistente – parceiro de Bia Lessa no espetáculo Grande Sertão: Veredas. Estevão Casé para a criação da espacialidade sonora e a manipulação das vozes dos atores. Essa sonorização especializada é parte fundamental da encenação, uma vez que cria ambiência compondo paisagens, utilizando-se de som cinema e não de teatro.

 
Claudia Abreu e Luiz Henrique Nogueira

Esse projeto é uma iniciativa e idealização dos atores Claudia Abreu e Luiz Henrique Nogueira e convidaram: as produtoras Selma Morente e Célia Forte, que imediatamente se propuseram a realizar esse projeto, através da Morente Forte, os autores Jô Bilac e Júlia Spadaccini, e Bia Lessa para a concepção e direção – que agregou ao grupo o escritor Andre Sant’Anna, e a equipe acima citada.

*Trecho do livro ACHEI QUE MEU PAI FOSSE DEUS, com organização e introdução do Paul Auster, Companhia das Letras pg. 111

Pi
P
anorâmica insana

Teatro Novo (320 lugares)
Rua Domingos de Moraes, 348 – Vila Mariana
100 metros da Estação Ana Rosa
Informações: (11) 3542-4680
Bilheteria: terça a quinta, das 14h às 19h; sexta a domingo a partir das 14h. Acessibilidade para cadeirantes. Estacionamento conveniado: R$ 20. Flat’s Estacionamento – R. Domingos de Moraes, 343 (em frente ao teatro). Geh Estacionamento – R. Azevedo de Macedo 48 Vila Mariana 
Vendas: www.ingressorapido.com.br
 
Sexta e Sábado às 21h | Domingo às 18h
 
Ingressos: Sexta R$ 50 | Sábado e Domingo R$ 70
 
Duração: 90 minutos
Recomendação: 16 anos
Gênero: Drama
 
Estreia dia 01 de Junho de 2018
Temporada: até 29 de Julho

Ficha Técnica:

PI – Panorâmica Insana

Dramaturgia Bia Lessa, Júlia Spadaccini e Jô Bilac
Textos de Júlia Spadaccini, Jô Bilac e André Sant’anna com citações deFranz Kafka e Paul Auster
Concepção, Direção Geral e Escritura Cênica: Bia Lessa
Elenco: Claudia Abreu, Leandra Leal, Luiz Henrique Nogueira e Rodrigo Pandolfo
Diretor Assistente: Bruno Siniscalchi
Assistentes de Direção: Amália Lima e João Saldanha
Concepção Musical: Dany Roland
Desenho de Som: Estevão Casé
Figurino: Sylvie Leblanc
Assistentes: Julia Barreto e Clara Lessa
Iluminação: Bia Lessa e Wagner Freire
Cenografia: Bia Lessa
Fotos: João Caldas
Programação Visual: Vicka Suarez
Assessoria de Imprensa: Beth Gallo, Dani Bustos e Thais Peres (Morente Forte)
Idealização: Claudia Abreu e Luiz Henrique Nogueira
Produtoras: Selma Morente e Célia Forte
Patrocínio: Marisa, Laboratório Cristália e Porto Seguro
Realização: Morente Forte Produções Teatrais

LEIA TAMBÉM

Espetáculo KANSAS estreia no Teatro Sérgio Cardoso

Homens asfixiados por sua própria humanidade debatem-se em busca de ar em espetáculo com direção e dramaturgia de Gabriela Mellão, que compõe retrato poético da humanidade hoje a partir de uma imersão sensorial no universo dos medos da contemporaneidade

CONTINUE LENDO

Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.