Pedro Bial entrevista o vaqueiro pop star, Mano Walter

0

Vaqueiro pop star, Mano Walter atrai multidões e até tem música tocando em raves 

foto Divulgação Globo

As marcas da vida de um vaqueiro se acumulam na pele e se tornam até troféu para quem vive na lida. O que Mano Walter deu a essas marcas – e às memórias da vida no sertão – foi um novo significado por meio das letras que compõe e das músicas que canta. Engenheiro agrícola por formação e vaqueiro por “genética”, o alagoano de 31 anos se encontrou na música e, hoje, é um dos nomes mais importantes do forró, com quase 200 milhões de visualizações em um de seus clipes na internet. “Com 6 anos, meu pai já me levava para o curral e, por ser filho e neto de vaqueiros, aquilo já estava no sangue”, explica o cantor no ‘Conversa com Bial’ desta sexta-feira, dia 15.

Vaqueiro pop star

O programa, que integra uma série de quatro edições especiais sobre o ritmo, exibidos durante as quatro sextas-feiras de junho, apresenta ao público as características do trabalho de um vaqueiro e da vida no sertão, assuntos tão recorrentes nas canções de Mano Walter. No sertão, é possível ouvir, ao longe, o “aboio” desses profissionais, que usam a voz para conduzir o gado ao curral. “O aboio serve para tocar os bois. Acho que é uma sinfonia que acalma os animais, dá tranquilidade a eles”, avalia o artista, ensinando a plateia e Pedro Bial a fazer os sons característicos desta tarefa.

LEIA TAMBÉM

Em junho, o forró embala entrevistas do ‘Conversa com Bial’

Marta

Entre seus milhões de fãs, Walter tem uma admiradora que faz propaganda de sua música até nos Estados Unidos. Por meio de vídeo, a jogadora de futebol Marta faz questão de dizer o quanto gosta do trabalho do cantor, mas não mais que a própria mãe. “Conheci o Mano por causa da minha mãe, que é apaixonada por ele. Uma vez, fiz uma festa de aniversário para ela, contratei uma banda para tocar, mas ela ficou um pouco chateada porque queria que fosse o Mano Walter”, revela a atleta antes de arriscar algumas notas em um violão.

Outro conterrâneo de Mano Walter e de Marta também tem presença garantida no ‘Conversa’: Ed Gama, humorista alagoano que faz uma homenagem ao músico ao apresentar algumas versões para a canção “Não deixo não”. Maria Bethânia, Caetano, Alcione e até Bob Esponja participam desse “show”.

Exibido após o ‘Jornal da Globo’, ‘Conversa com Bial’ tem direção artística de Monica Almeida e direção de conteúdo de Ingo Ostrovsky.

Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.