‘Globo Repórter’ mostra o Egito além de pirâmides, esfinges e faraós

0

De volta ao país depois de 20 anos, o programa mostra personagens e lugares retratados nos livros escolares, mas também vai além de pirâmides, esfinges e faraós

pirâmides
O repórter Dirceu Martins e a equipe do ‘Globo Repórter’ na cidade Deir-el-Medinah. Crédito: Globo/ Divulgação

Conhecido pela rica história, os grandes monumentos e o poderoso Rio Nilo, o Egito é tema do ‘Globo Repórter’ desta sexta-feira, dia 28. De volta ao país depois de 20 anos, o programa mostra personagens e lugares retratados nos livros escolares, mas também vai além de pirâmides, esfinges e faraós. O repórter Dirceu Martins conta histórias com mais de três mil anos em uma coprodução com a EPTV, afiliada da Globo em Ribeirão Preto.

Pirâmides, esfinges e faraós

A cidade de pedra Deir-el-Medinah, de 3.400 anos, ficou coberta de areia durante séculos. No local, arqueólogos brasileiros pesquisam o passado na primeira missão brasileira no Egito. Na superpovoada metrópole do Cairo, até os cemitérios estão sendo invadidos para servir de moradia pela população. E sob as águas quentes e transparentes do Mar Vermelho, um dos melhores pontos de mergulho do mundo, existe uma verdadeira floresta tropical submarina.

Mulheres que fabricam o tradicional pão árabe. Crédito: Globo/ Divulgação

O ‘Globo Repórter’ também apresenta o tradicional pão egípcio, feito com fermentação natural, um dos mais saborosos do mundo, e mostra como os grandes hotéis e resorts de luxo foram afetados pela Primavera Árabe. Enquanto alguns estão abandonados, outros operam com capacidade reduzida. Nesses, é possível alugar um quarto por apenas 30 dólares.

O ‘Globo Repórter’ vai ao ar na noite de sexta-feira, dia 28, depois da novela ‘Segundo Sol’.

VEM AÍ

Vem aí: os sete guardiães têm a missão de proteger o segredo da fonte

Ninguém em Serro Azul consegue entender a ligação deles: por que o prefeito, o delegado, o médico, a cafetina, a esotérica e o mendigo estão sempre juntos? E, na maioria das vezes, reunidos na casa de Egídio (Antonio Calloni), um solteirão que vive sozinho e nunca coloca os pés na rua? À vista do povo, são sete pessoas comuns, que levam suas vidas normalmente. 

CONTINUE LENDO

Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.