Gustavo: “O BBB não é só um jogo de competência. É preciso ter sorte também.”

0

BBB19 Gustavo – “Em uma semana nós perdemos tudo, um azar danado. Até sentar em uma cadeira me tirou estalecas”.

BBB19 Gustavo
foto Paulo Belote

Se tivesse ficado mais uma semana no ‘BBB 19’, Gustavo garante que teria um item indispensável para a compra no mercado: sal grosso. “O BBB não é só um jogo de competência. É preciso ter sorte também. E isso faltou para o meu grupo”, conta o médico, relembrando os momentos que ele considera “de azar”. “Em uma semana nós perdemos tudo, um azar danado. Até sentar em uma cadeira me tirou estalecas. Na festa ficamos na pista, enquanto o outro pessoal estava no camarote. Perdemos anjo, perdemos líder, pegamos o monstro. Não é possível!”, conta, agora rindo.

Paredão triplo

Na última terça-feira, dia 29 com Gustavo deixou a casa mais vigiada do Brasil. Ele disputava a permanência no reality com Hariany e Paula, mas foi o mais votado pelo público em um paredão triplo. Saiu com 78,94% dos votos. Na manhã desta quarta, 30, ele falou sobre o jogo, amizades, rotina, seus planos longe do game e a surpresa da eliminação. 

Entrevista  BBB19 Gustavo – segundo eliminado do ‘BBB19’

Como foi esse período em que você esteve no BBB?

Gustavo: Foi incrível, eu amei. Projetava ficar mais tempo, mas tudo o que eu passei lá dentro será inesquecível. Saio do programa triste por não ter ficado mais tempo, mas em paz comigo mesmo, feliz por ter participado e muito grato por ter entrado no BBB, algo que eu sempre quis. 

Por que você acha que foi eliminado?

Gustavo: Lá dentro eu não tinha noção nenhuma. Estava muito confiante que ia continuar. Acho que ninguém da casa imaginava também. Eu não era a primeira opção de voto de ninguém lá dentro. A não ser da Hana. Ela ganhou a prova do líder e mudou o voto em cima da hora, porque ela ia votar na Tereza. E Hana e eu temos energias que não batem. A personalidade dela é muito forte e eu, para não bater de frente, me afastava muitas vezes. Não discutimos, mas ela era uma pessoa que eu não gostava de ficar muito perto. Desde o começo ela deixou bem claro que me via muito focado, jogando, muito concentrado. Quando ela teve o poder na mão, preferiu deixar a Tereza de lado e atacar quem é mais forte. Juntando essa tática dela com alguma coisinha que eu falei na brincadeira, acho que dei azar no jogo.

Essa visão que você diz que a Hana tinha de você, de que estava jogando, muita gente também tinha aqui fora. O que você acha disso?

Gustavo: Eu entrei para jogar mesmo. Entrei focado. E filtrava o que eu falava, evitei ter atrito com as pessoas. Só que duas coisinhas que eu disse, escaparam sem maldade. Foram duas conversas de roda de meninos que acabaram sendo interpretadas mal. 

Qual era a sua estratégia no jogo?

Gustavo: Minha estratégia era prestar atenção em todo mundo, tomar cuidado com as minhas atitudes. Sou médico, tenho minha profissão a zelar. Também tenho uma pessoa aqui fora que eu ia respeitar. Entrei sem falar muito dela e vou continuar não falando para preservá-la. Não queria que nada que eu fizesse lá dentro recaísse sobre ela. Para você ver como lá dentro a gente não tem noção de nada, eu tinha plena convicção de que estaria bem falado entre as mulheres, justamente pelo respeito à essa pessoa, pela minha postura. Mas duas brincadeiras que fiz na roda dos homens pegou mal e eu nem imaginava. 

Nesse período em que esteve no programa acha que deu para fazer amizades? Com quem? Essas amizades se manterão fora da casa?

Gustavo: Com certeza deu para fazer amigos. Tereza é uma grande amiga. Maycon com certeza é a pessoa com quem eu terei mais contato. Ele é muito parecido comigo: brincalhão, meninão. Minha energia é muito parecida com a dele. E ele mora em São Paulo, então vai ser um pouco mais fácil mantermos contato. Diego também é um parceirão, mas mora longe. E as meninas, Carol e Isabella. Não vou ser hipócrita de dizer que terei amizade com todos. Lá no programa mesmo acontece naturalmente uma separação. A gente se une a pessoas que tem mais a ver com nossos hábitos, com a nossa rotina: horário de acordar, estilos de vida, ideias. Não dá para ficar amigo de quem não tem tanto em comum com você. E lá é tudo muito intenso, não dá para forçar amizade. 

Chegou a ter algum conflito com outro participante que te incomodasse? 

Gustavo: Nenhum conflito. Eu só não batia de energia mesmo com a Hana. Aliás, metade da casa não bate. A personalidade dela é muito forte, fala muito alto, é exibida demais. Me incomodava. Mas eu preferia me afastar, e não bater de frente. Mas a energia dela consumia a minha. Quando ela chegava, eu me aquietava demais. 

Você fala dessa energia conflitante com a Hana… Ter sido indicado por ela não foi uma surpresa, então

BBB19 Gustavo: Não foi uma surpresa, mas eu achava que eu seria a segunda ou a terceira opção dela. Apesar de eu, Tereza e Diego não nos darmos bem com ela, a Hana tinha discutido com a Tereza. Elas nem se olhavam! Ela já tinha discutido umas três ou quatro vezes com o Diego. Comigo ela nunca discutiu. Então todo mundo tinha certeza, pelo menos da nossa turma, de que quem iria ao Paredão seria a Tereza. Na hora da declaração ela falou que tinha mudado o voto. E eu tenho certeza que ela foi em mim porque entre os desafetos dela, ela sabia que eu era o mais forte e o mais focado ali. Mas não teve mágoa e falei para ela: “pior do que você me indicar é ficar um clima chato”. Não temos afinidade, mas se respeitando está tudo certo. 

LEIA TAMBÉM

Em janeiro, ‘The Voice Kids’ registra crescimento de audiência no Painel Nacional de Televisão, nas duas principais capitais (SP e RJ) e voa alto na Globo

Você contou que participar do ‘Big Brother’ era um sonho antigo seu. Foi como você esperava? 

BBB19 Gustavo: Ah, não… Ninguém que sai nessa primeira fase do programa sai satisfeito. Saí muito tranquilo, muito em paz, mas eu achava que ia bem mais longe. Entrei ganhando a imunidade, não tinha discutido com ninguém. Eu achava que não estava na linha de frente entre as indicações para sair. Podia estar no pelotão do meio… Mas aconteceu, infelizmente. O azar me fez sair da casa. De todas as pessoas lá de dentro, a única que poderia me colocar no Paredão ganhou a prova do líder. 

Tirando o jogo, o que te surpreendeu na casa?

BBB19 Gustavo: É tudo surreal, um sonho. Você pisca o olho, aperta o botão e a parte externa está com uma megaprodução de festa. Aí vai dormir. Quando acorda, aperta o botão de novo está lá a piscina, como se nada tivesse acontecido. É tudo muito grandioso. 

Você é um cara supervaidoso, cheio de cuidados, especialmente com seu cabelo. Foi fácil manter a sua rotina de beleza na casa?

BBB19 Gustavo: Foi relativamente fácil porque eu não fiquei muito tempo. Seria um problema se meu cabelo tivesse crescido muito e eu tivesse que cortá-lo, por exemplo. Eu ia dar um jeito, mas ia me incomodar. E acho que quando começa a mexer com a estética, mexe com a autoestima automaticamente. Claro que não é algo a ponto de me fazer desistir do programa, mas eu ia me preocupar bastante. 

bbb19 Gustavo
foto Paulo Belote

Como foi a sua rotina esses dias? Como você aproveitava o seu tempo?

BBB19 Gustavo: Eu acordo bem cedo normalmente. Limpava algumas coisas da casa, era uma terapia para mim. Depois era academia, piscina, almoço. Na hora de lavar a louça, a gente inventou “os monstros da cozinha”: eu, Diego, Alan e Maycon. Depois dava uma dormidinha… Minha rotina era mais ou menos essa. 

Essa rotina de cuidar da casa você costuma ter na sua vida aqui fora também?

BBB19 Gustavo: Não. Até brinquei que a minha mãe ia mandar eu ficar um ano no Big Brother. Não sou tão organizado e tão dedicado quanto fui no programa. Mas entrei focado também para ajudar nas atividades diárias. 

Você faria algo diferente no jogo? Ficou algum arrependimento?

BBB19 Gustavo: Depois que a gente sai e sabe do que as pessoas estão falando, dá para repensar algumas coisas. Mas a única coisa que eu faria diferente era não ter feito as brincadeiras, que foram mal interpretadas aqui fora, em relação às meninas. O resto, não tem como mudar muito. Eu sou aquilo. Me diverti muito, respeitei todo mundo, não tive atrito com ninguém. Mas quando eu saí vi que essas duas falas foram deslizes que acabaram culminando na minha saída. 

Agora, fora do jogo, quais são os seus planos?

BBB19 Gustavo: Eu tinha o sonho de ganhar e ajudar outras pessoas. Não aconteceu, mas não é isso que me deixa mais feliz ou mais triste. Eu vou continuar fazendo o meu trabalho, ajudando as pessoas na medida do possível. 

Quem você acha que é o jogador mais forte?

Gustavo: A Elana. 

Vai torcer para alguém lá dentro?

BBB19 Gustavo: Torço para todo mundo do quarto azul, mas acho que quem tem chance do título é o Maycon. Mas, comigo saindo, acho que vai acabar caindo um por vez. De todos nós, acho que o Maycon é um pouco mais forte. Do outro quarto, aposto muito na Elana. Ela é muito querida. 

O ‘BBB19’ tem direção-geral de Rodrigo Dourado e apresentação de Tiago Leifert. O programa vai ao ar de segunda a sábado logo após ‘O Sétimo Guardião’ e aos domingos, após o ‘Fantástico’. 

Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.