A SPARTACUS da Record

0
reprodução



Série SPARTACUS – TV CRÍTICA


Uma das grandes estreias da Record em 2014 aconteceu no último domingo, dia 05, às 23h15. Trata-se da série SPARTACUS dos produtores Joshua Donen e Sam Raimi (diretor da trilogia Homem Aranha).

A história

Forçado a lutar diariamente para salvar sua vida, Andy Whitfield estrela o guerreiro e a saga daquele que se revoltou contra Roma, e foi escravizado por Batiatus (John Hannah) e sua esposa, Lucretia (Lucy Lawless). O soldado trácio SPARTACUS mostrará muita força e habilidade, mas a sua luta maior será para voltar aos braços de seu grande amor, Sura. 


Em meio a gladiadores, SPARTACUS torna-se-á uma lenda entre os romanos. Além disso, ele escapará das disputas pelo poder, sobreviverá à ganância sem limites dos inimigos e às complexas relações de sexo e ódio. Com a promessa de liberdade e de reencontrar Sura, Batiatus, manipula Spartacus em prol dos seus interesses.

Cenas picotadas

A primeira temporada da série de 13 episódios é uma das mais ousadas da televisão mundial. Exibida nos EUA entre 2010 e 2013, SPARTACUS começou com muitas cenas de violência e sexo cortadas.


Quem acompanhou a saga do soldado pela TV fechada, não vai gostar muito da versão da Record, pois não traz as inúmeras cenas de sexo, inclusive de nu frontal do ator Manu Bennett, o Crixus. Segundo a assessoria da emissora, os produtores apresentaram a versão oferecida para a televisão aberta.

Visual surpreendente

Mesmo com os cortes, SPARTACUS tem um visual surpreende e agrada aos mais ávidos e fanáticos por lutas, tão em voga com os combates sanguinolentos de Anderson Silva e cia. Os efeitos especiais também são de tirar o fôlego. As cenas em computação gráfica mostrando a arena são perfeitas, percebidas somente para quem tem equipamento em high definition (HD).


Mais duas temporadas foram exibidas com sucesso de público e crítica, mas uma curiosidade triste: o ator principal Andy Whitfield, morreu vítima de um linfoma. Ele foi substituído por Liam McIntire.

O primeiro episódio exibido ontem, dia 5, ficou em quarto lugar na audiência, cravando 5 pontos. Cada ponto equivale a 62 mil domicílios na cidade de São Paulo. Não se sabe ainda se a Record vai liberar as cenas de violência e sexo para turbinar a audiência. É esperar para ver.



Leia crítica sobre


Curta
TVaBordo

Siga
 TV a BORDO 
Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.