Anselmo Arantes: “É muito gratificante saber que o seu trabalho ajudou a transformar a vida do atleta e dos seus familiares.”

0

Reportagem Especial: Anselmo Arantes

Lado B do futebol. Entenda o papel do agente de jogador

Anselmo Arantes
foto arquivo pessoal

Fim de ano, tempo de descanso, férias, shows pirotécnicos… Porém, também é época das especulações e “cavadas” de transferências de jogadores no mundo do futebol. A mídia esportiva fica frenética com tantas possibilidades, informações, acertos e negativas das movimentações futebolísticas. No meio disso tudo tem uma figura megaimportante: o agente de jogador. Para entender melhor, entrevistamos Anselmo Arantes, advogado especialista em direito desportivo e sócio-proprietário da Arantes Esportes.

Agente de jogador

Sempre que se pensa na carreira de um jogador de futebol é natural que venha a imagem de atletas mundialmente conhecidos, altos salários, carros e mansões. Entretanto, essa visão faz parte de uma parcela muito pequena desse glamoroso mundo da bola.

A figura do agente, agora denominado pela CBF como intermediário, veio garantir estabilidade aos seus representados. Para esses agentes não é incomum encontrar jogadores com problemas de solidão, muita pressão da família e falta de estrutura familiar.  O alto potencial esportivo e o talento, sem um auxílio adequado, desaparecem diante das agruras e dificuldades encontradas ao longo do caminho.

Anselmo Arantes
Anselmo e o goleiro Deola

Além do futebol

O intermediário não aparece somente na hora da venda ou na discussão dos contratos dos atletas. Uma série de trabalhos são desenvolvidos para que o jogador esteja totalmente amparado fora de campo, e possa exercer o melhor dentro dele.

Não é raro o agente ter que se deparar e auxiliar na aquisição de um carro, por exemplo, ou na compra de uma moradia. Os pormenores do dia a dia deixam de existir. A relação é estreitada e o bom desempenho é reflexo nas quatro linhas do gramado.

“O intermediário assume a responsabilidade da carreira do atleta e há outras necessidades que não estão no contrato. É uma demanda natural. É natural que assumamos essa função. Agrega valor ao serviço. Temos que facilitar a vida do cara”, pontua Anselmo Arantes.

Anselmo Arantes

Anselmo Arantes, atuante no ramo, aponta algumas dificuldades de conduzir a carreira de um profissional. “Em primeiro lugar é a exposição rápida aos holofotes, hoje, pobre, amanhã, milionário. Lidar com esse choque emocional não é tarefa fácil, fazer entender que o foco na profissão não pode ser perdido, mesmo após a fama e o dinheiro que a vida midiática lhes oferece”.

Anselmo Arantes
Anselmo e a promessa Guilherme, meio-campo do Palmeiras

Carreira curta

A carreira de jogador de futebol é curta, cerca de 20 anos e, por ser breve, muitos acreditam que uma mudança de estado ou, até de país, irá resolver sua vida. Mas, essa realidade pode esconder um outro perigo. “O agente tem que estar atento ao mercado, manter uma rede de contatos éticos e atualizado. Um erro na decisão da escolha de uma nova equipe pode significar um retrocesso na vida profissional”.

Em relação a esse aspecto, Anselmo Arantes destaca o lado mais prazeroso de atuar nessa atividade. “É muito gratificante saber que o seu trabalho ajudou a transformar a vida do atleta e dos seus familiares. Olhar para atrás e ver que não há manchas na sua carreira, ver que jogadores poderiam consultar outros profissionais, mas continuam fiéis ao seu trabalho e confiam na condução administrativa da carreira, não tem preço”, finaliza.

por Fabiano Guedes

LEIA TAMBÉM

Entrevista com o goleiro Deola

“O importante é você não deixar de fazer o que você quer.”

Deola: “O importante é você não deixar de fazer o que você quer.”

Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.