Botafogo passa vergonha e está eliminado da Copa do Brasil

0
Botafogo
foto reprodução

O Botafogo está eliminado da Copa do Brasil. O time carioca caiu logo na primeira fase ao perder para a Aparecidense, de virada, pelo placar de 2 a 1, em partida realizada na noite desta terça-feira, no Estádio Anibal Batista de Toledo. Com um esquema com três zagueiros, o Botafogo começou bem o duelo, mas caiu de produção e abusou dos chutões. A Aparecidense aproveitou das fraquezas do rival, somado com a expulsão de Pimpão, para classificar. Na próxima fase, enfrentará o Cuiabá.

Um ponto fora da curva do Botafogo

O Botafogo precisou de seis minutos para provar o favoritismo diante da Aparecidense. João Paulo acionou Rodrigo Pimpão em velocidade. O atacante apareceu no meio dos zagueiros e tocou por cobertura para abrir o placar.

Após o gol, o jogo foi um show de lances perdidos pelo Fogão. Aos 36 minutos, Brenner cruzou para Rodrigo Pimpão, que soltou a bomba por cima do gol. Luiz Fernando também tentou, duas vezes, mas sem sucesso.

A zebra e a queda

No segundo tempo, a Aparecidense se encontrou na partida e deixou tudo igual logo aos dois minutos. Everton cruzou, a defesa do Botafogo parou e a bola ficou com Nonato. O veterano cabeceou para o fundo das redes.

LEIA MAIS

Vitória vence fácil na Copa do Nordeste

O time carioca sentiu o gol e dava cada vez mais espaço para a Aparecidense, que pressionou. Aos poucos, porém, o Botafogo foi equilibrando as ações e voltou a atacar. Pimpão foi cruzar, a bola ganhou curva e quase engano Busatto, que fez a defesa.

A situação do Fogão se complicou aos 38 minutos, quando Pimpão foi expulso por reclamação. No lance seguinte, Gustavo Ramos recebeu dentro da área e marcou, de cabeça, o gol da virada da Aparecidense.

Mais um capítulo de fracassos 

A inesperada eliminação do Fogão para a Aparecidense, na noite desta terça-feira, 6/2, em Goiânia, deixou o torcedor muito triste e aumentou o histórico de quedas para equipes de menor expressão na Copa do Brasil. A maior delas, sem dúvida nenhuma, foi a perda na decisão de 1999, contra o Juventude em um Maracanã lotado.

Vitória (1997)

No encontro entre os dois times, na primeira fase de 1997. O Vitória foi ao Rio e despachou o Botafogo por 3 a 0, eliminando, inclusive, a necessidade do jogo de volta. Agnaldo e Gil Baiano, duas vezes, foram os responsáveis pela eliminação precoce do Alvinegro.

Juventude (1999)

O time gaúcho venceu o primeiro jogo, realizado no Estádio Alfredo Jaconi, por 2 a 1. O segundo duelo, no Rio de Janeiro, terminou em um empate sem gols. Com estes resultados, o Juventude sagrou-se campeão da competição pela primeira vez diante de mais de 100 mil pessoas no Maracanã.

Remo (2001)

Depois de perder fora de casa por 2 a 1 (Zezinho fez dois e Alexandre Gaúcho descontou), o Fogão voltou a ser derrotado em casa pelo mesmo placar (Váldson, pelo Alvinegro, e Vélber e Cametá, pelo Remo), em duelo válido pela segunda fase da Copa do Brasil de 2001.

Gama (2004)

No dia 7 de abril de 2004, o Botafogo foi eliminado pelo Gama em pleno Maracanã: 3 a 2. O duelo era válido pela segunda fase da Copa do Brasil. Construíram o placar: Alex Alves (2), pelo Alvinegro, Víctor Santana (2) e Thiago, pelo time de Brasília.

Paulista (2005)

Na estreia do técnico PC Gusmão, em 2005, o Botafogo empatou no Maracanã em 2 a 2, com o Paulista e foi eliminado na segunda fase da Copa do Brasil. Como o jogo de ida terminou 1 a 1, o time visitante se classificou por ter feito mais gols fora de casa.

Ipatinga (2006)

Depois de ter perdido no jogo de ida por 3 a 0, o Botafogo voltou a ser derrotado no Maracanã para o Ipatinga, desta vez por 3 a 1, e saiu mais cedo da competição.

Figueirense (2007)

Em 23 de maio 2007, o Botafogo, mesmo ganhando por 3 a 1, sofreu um duro golpe, ao ver a equipe catarinense se classificar para a final em pleno Maracanã, em um jogo que ficou marcado por erros da bandeirinha Ana Paula de Oliveira. Ela anulou dois gols legítimos do Alvinegro. A partida de ida terminou em 2 a 0 para o Figueirense.

Americano (2009)

Mesmo jogando no antigo Engenhão (hoje, Estádio Nilton Santos), que recebeu um bom público, o Botafogo foi eliminado. Depois de vencer por 2 a 1 no tempo normal, perdeu por 5 a 4 nos pênaltis. Autor do gol da vitória, Maicosuel desperdiçou a cobrança que tirou o time da competição. No jogo de ida, o Alvinegro já havia perdido por 2 a 1.

Santa Cruz (2010)

Gol no fim! Depois de estar empatando por 2 a 2 até os 45 minutos do segundo tempo, resultado que lhe dava a classificação, o Botafogo perdeu para o Santa Cruz por 3 a 2, em casa, e foi eliminado da Copa do Brasil. O Alvinegro havia vencido a primeira partida, no Recife, por 1 a 0.

Figueirense (2015)

Após empate em 2 a 2 no jogo de ida, em Florianópolis, o Figueirense venceu o Botafogo no Rio de Janeiro e eliminou mais uma vez o Alvinegro da Copa do Brasil. Marcão, de letra, marcou aos 47 do segundo tempo e garantiu a classificação.

Por Fabiano Guedes

Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.