45 anos no ar: Fantástico celebra com nova abertura e séries especiais

0

‘Fantástico’ – 45 anos no ar: celebração com direito a estreia de duas novas séries

45 anos no ar
Poliana Abritta durante a gravação da série “Fertilidade, Um Projeto de Vida”. Crédito: Globo/ Divulgação

45 anos no ar

As grandes histórias, as novidades, as reportagens investigativas, o extraordinário. Há exatos 45 anos no ar, o show da vida se revela no ‘Fantástico’ a cada noite de domingo. Para marcar a data, o programa deste dia 5 já começa em ritmo de celebração: com uma nova abertura, que mistura tradição e modernidade. A festa continua com a estreia de duas séries: “Fertilidade, Um Projeto de Vida”, com a apresentadora Poliana Abritta; e a nova temporada de “Jornada da Vida”, que terá a China como cenário pelos olhos de Sônia Bridi. E como aniversário também é tempo de pensar no futuro, uma reportagem especial mostra as fronteiras da inteligência artificial, um dos grandes desafios da ciência moderna. Tudo isso embalado pela voz de Ivete Sangalo, que relembra o primeiro musical exibido em cores pelo programa, em 1974.

Bruno Bernardes

“O público procura o ‘Fantástico’ à espera do inédito, do exclusivo, de uma análise mais profunda da semana, de coberturas de intensa repercussão. E nós sempre correspondemos. Sempre haverá interesse por histórias, é intrinsecamente humano, e nisso o ‘Fantástico’ é especialista. Olhando para frente, o Show da Vida continuará sendo de vanguarda, um farol da TV brasileira”, diz Bruno Bernardes, diretor da revista eletrônica dominical.

A primeira edição do ‘Fantástico’, em 5 de agosto de 1973, exibiu uma reportagem sobre criogenia, a técnica de congelamento de corpos. Mais de quatro décadas depois, as matérias sobre as mais recentes descobertas da ciência continuam na pauta. Para mostrar os avanços dos estudos sobre inteligência artificial, o repórter Álvaro Pereira Júnior vai até os Estados Unidos para mostrar que estamos muito perto de ter computadores inteligentes, capazes de aprender e se desenvolver sozinhos.

LEIA TAMBÉM

Novela ‘O Tempo Não Para’ marca maior audiência de estreia às 19h e voa alto na Globo

Fertilidade, Um Projeto de Vida

Na série ‘Fertilidade, Um Projeto de Vida’, Poliana Abritta retrata a realidade de oito milhões de brasileiros que, segundo a Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida, querem ter um filho e não conseguem. “Durante um ano, acompanhamos homens e mulheres nesse caminho cheio de ansiedade, poucas certezas e, muitas vezes, bastante sofrimento. Em quatro episódios, contaremos as histórias da Simone, do André, da Betânia, da Priscila, do Pedro, e um pouco da minha também. Eu me reconheço nos dilemas e angústias dos personagens e divido com eles e com o público o que vivi”, explica Poliana Abritta, hoje mãe de trigêmeos. Cada episódio aborda um aspecto dessa trajetória: a busca por um diagnóstico, as causas de infertilidade de homens e mulheres, os tratamentos, e os avanços da ciência no Brasil e em países como Espanha e Japão.

45 anos no ar
Sônia Bridi mostra rodas de oração que cercam um templo tibetano na série “Jornada da Vida”. Crédito: Globo/ Paulo Zero

Jornada da Vida – China

A nova temporada de  ‘Jornada da Vida’ conta a história do maior rio da Ásia, que se tornou berço de uma civilização: o Yangtzé, na China. A repórter Sônia Bridi e o repórter cinematográfico Paulo Zero viajam mais de seis mil quilômetros desde a nascente, nas montanhas do Tibete, até a foz, no Mar do Sul. Pelo caminho, registram os contrastes entre tradição e modernidade e, no Alto do Himalaia, conhecem as práticas milenares do budismo tibetano. Além da religião, o Yangtzé deu origem a outras manifestações culturais que definem a China, como os bordados em seda, a orquestra tradicional Naxi e a ópera chinesa. “O Yangtsé estava na lista dos rios de civilização que a ‘Jornada da Vida’ vai percorrer e acabou encaixando perfeitamente na celebração dos 45 anos do ‘Fantástico’. É um rio que parte do passado para o futuro e isso fica bem claro quando a série sai do Tibete e termina em Xangai. A China é uma permanente revolução, como pregava Mao Tsé Tung”, conta Sônia Bridi.

45 anos no ar
Ivete Sangalo na releitura do clássico “Gita”, de Raul Seixas. Crédito: Globo/ Felipe Martini

Ivete Sangalo

Tradição do Show da Vida, os musicais históricos do programa são homenageados por Ivete Sangalo e a banda Melim, que fazem uma releitura do clássico “Gita”, de Raul Seixas. A música foi o primeiro grande sucesso apresentado em cores pelo ‘Fantástico’, em 1974.

O programa especial que comemora os 45 anos no ar do ‘Fantástico’ vai ao ar na noite de domingo, dia 5, depois do ‘Domingão do Faustão’.

Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.