O drama das balas perdidas no Rio de Janeiro é tema do ‘Conexão Repórter’

0

Balas perdidas: o telespectador vai conhecer casos de um problema que virou epidemia e não vê distinção de idade, sexo, posição social, ou conta bancária

balas perdidas
foto Divulgação

No Conexão Repórter da próxima segunda-feira, 17 de setembro, Roberto Cabrini viaja ao Rio de Janeiro para investigar o drama das balas perdidas que deixam um rastro de morte e sofrimento por trás de uma rotina de tiroteios.

Balas perdidas

Em um ambiente de permanente conflito armado, o programa registra uma sociedade anestesiada pela violência. O telespectador vai conhecer casos de um problema que virou epidemia e não vê distinção de idade, sexo, posição social, ou conta bancária.

LEIA TAMBÉM

The Noite com Danilo Gentili alcança 8 pontos e fica à frente da Globo

As vítimas

Cabrini relata a tragédia ocorrida com um chefe de família que carregava seu bebê, um vendedor que ajudava sua filha e sobrinhos a descer do carro e um jovem dançarino de valsa que saía de uma festa.

Estatísticas

As estatísticas frias se transformam em rostos e dramas humanos reais, onde as balas perdidas matam sem parar, principalmente inocentes. O telespectador vai conhecer as vítimas desta triste realidade, o que deixaram para trás e a dor daqueles que sofrem as consequências de uma guerra que não causaram. O jornalista conversa com famílias despedaçadas que clamam por justiça e tornam-se o retrato cruel do abandono e da falência da segurança pública no país.

O Conexão Repórter vai ao ar às segundas, 23h30, logo após o Programa do Ratinho, no SBT. Site oficial:https://www.sbt.com.br/jornalismo/conexaoreporter/

LEIA TAMBÉM

SBT alcança 160 milhões de telespectadores e ‘As Aventuras de Poliana’ registra maior audiência

No último mês de agosto o SBT garantiu o segundo lugar isolado na média das 24 horas no PNT (Painel Nacional da Televisão) com 5,7 pontos de média.

Na mesma faixa horária e período de comparação a Record TV registrou 5,3 pontos. Com isso, o SBT completou quatorze meses consecutivos como a segunda emissora mais vista do país.

CONTINUE LENDO

Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.