Betto Marque: “O Tonho é um cara que só quer espalhar o bem.’

0

O ator Betto Marque faz CHECK-IN no portal TV a Bordo

entrevista Betto Marque
foto Oseias Barbosa

por Warlen Pontes 

Um sonho sonhado e vivido! A “ficha” de Betto Marque, que dá vida ao personagem Tonho, do megassucesso ‘A Dona do Pedaço‘, da Globo, “caiu” quando entrou na rua onde mora, no bairro de Realengo, no Rio de Janeiro, depois de uma gravação: “Fui aplaudido… quando entrei na esquina da minha rua, eles começaram a gritar: “vibrações positivas Tonho!”, comemora.

Betto Marque percorreu um longo caminho até o seu êxito na trama global. Viveu um boxeador, o Stallone, na novela ‘Amigas & Rivais’, do SBT, participou de algumas montagens dirigidas pelo Andre Garoli no projeto “Homens ao Mar”, um grupo em que se apresenta com peças do Eugene O’Neil (autor que Betto anseia revisitar), além de alguns musicais: “Priscilla, a Rainha do deserto”, “Mulheres à Beira De Um Ataque de Nervos”, “YANK!” e “O Homem de La Mancha”, dirigido pelo Miguel Falabella, ah! Marque rodou dois longas, com estreias para dezembro/2019.

Nesta entrevista ao portal TV a Bordo, o ator carioca de 38 anos de idade faz um balanço do seu personagem no folhetim de Walcyr Carrasco, conta sobre a fama repentina, responde ao nosso bate-bola, jogo rápido e, ainda, faz um desafio para quem ler à essa matéria até o final, com direito a uma recompensa energética.

Senhoras e senhores, Betto Marque:

TVaBordo – Imaginou em seus melhores sonhos estar em uma novela no principal horário da televisão brasileira?

Betto MarqueClaro que no sonho, sim. Não vou mentir, quando eu fecho os olhos quero sonhar grande, quero fechar os olhos e imaginar que o amor que sinto pelo meu ofício inspire o maior número de pessoas possível. E sonhar não custa nada, como diz o samba… Mas sempre tive também os pés no chão. Venho de família simples do subúrbio do Rio de Janeiro. A realidade é outra.

TVaBordo – Em que momento a “ficha caiu”?

Betto MarqueEu acho que a “ficha caiu” quando estava chegando em casa da gravação e fui aplaudido na rua que moro há muitos anos. Eu passo há anos na “esquina das piranhas” na rua Helena, em Realengo, e geral me conhece. Mas um dia cheguei dos Estúdios Globo e quando entrei na esquina da minha rua, eles começaram a gritar: “vibrações positivas Tonho!” Eu tirei fotos com todos. E uma moça continuou andando comigo e disse: -“Ficou vermelho moço? Fique não, cê merece, o trabalho tá lindo!”. Então, cheguei em casa e senti uma gratidão imensa, por saber que minha entrega foi verdadeira e, agora, recebo essa energia tão boa das pessoas em qualquer lugar que vou.

Leia também

Walcyr Carrasco “tenho o elenco dos meus sonhos.”

TVaBordo – Passado quase um ano depois que começaram a gravar ‘A Dona do Pedaço’, qual é o balanço que você faz do Tonho? 

Betto Marque O balanço que faço do Tonho é que ele superou todas as minhas expectativas. Apesar de eu sempre sonhar ter muitas cenas numa novela das 21h, não achava que era dessa vez. Achava que era uma preparação, um lugar em que eu deveria aprender como se faz. Ficava observando muito todos aqueles atores incríveis. Aos poucos fui ganhando cenas, uma sequência linda ao lado de Ary Fontoura que trabalha há tanto tempo emocionando todos nós. Gravar com ele foi emocionante!

TVaBordo – Faria algo diferente?

Betto Marque Não sei se faria nada diferente. Eu dei meu melhor, dia a dia, e estou feliz!

TVaBordo – Toda profissão tem seus altos e baixos, e não deve ter sido diferente com você; como fez para superá-los? 
Betto Marque – Já fui garçom, promotor de eventos, vendedor de loja de roupas, me vesti de Super-Homem, Homem-Aranha em festas infantis, já ajudei em obra, já dei aula de educação musical (minha última formação) e, se precisar, passar por isso de novo no futuro, não tenho medo! Sei que isso que estou vivendo com o Tonho tem a duração de um piscar de olhos. É fugaz. Uma hora acaba. O que nunca vai acabar é minha sede por atuar, colocar as ideias dos autores em movimento através do meu corpo e voz!
entrevista Betto Marque
foto reprodução / Betto Marque em cena com Hugo Bonemer no espetáculo musical YANK
TVaBordo: Qual é o conselho então, que você daria para aqueles que desejam seguir carreira artística?
Betto Marque – Bom, acredito que a arte ou é paixão ou é nada. Essa paixão precisa estar acesa. No meu caso o que me move é a necessidade de ampliar minha consciência utilizando os meus personagens. Quero ser muitos outros na ânsia de ser mais que eu mesmo. Isso é o que me faz seguir em frente, entende? Eu perguntaria a você: O que te move? É desse desejo teu, único, potente que a arte nasce, e – meu Deus! – precisamos disso! E sim! O mundo tem espaço para nós!
TVaBordo – Como você tem lidado com a fama repentina? O que de melhor e pior a fama pode oferecer? Ela mais ajuda ou atrapalha? 
Betto Marque – Eu lido com isso de forma leve. Eu acho incrível sentir que as pessoas têm curtido o Tonho. Ah, eu preparei o Tonho com tanto carinho, né? Queria que ele fosse uma homenagem a todo rapaz trabalhador, um cara que só quer o progresso e espalhar o bem. Ver que isso chega e toca o coração de todos, homens, mulheres, crianças, idosos é incrível! Eu curto muito!
Betto Marque (Tonho) em cena com Deborah Evelyn (Lyris) em ‘A Dona do Pedaço’, TV Globo. Foto: Instagram Betto Marque

TVaBordo – Você é muito exigente com a sua interpretação ou segue somente a sua intuição? Como trabalha a ansiedade antes de entrar em cena?

Betto Marque – Eu sou muito exigente. Eu gosto muito de ler, então estou sempre lendo e estudando. Isso cria em mim o irritante hábito de criticar muito o que faço. Eu medito antes de entrar em cena. É uma forma de mandar o Betto crítico embora e confiar no trabalho feito.

TVaBordo – Se fosse escolher uma cena, das muitas que já fez, tem como eleger a mais prazerosa, a mais trabalhosa ou a mais difícil? 

Betto Marque – Acho que a mais difícil foi a primeira com a Lyris, eu queria fazer a televisão pegar fogo, mas eu e a Débora não nos conhecíamos. Lembro de ter dito nesse dia para ela: “eu estou nervoso”. Ela então, muito generosa, olhou nos meus olhos e disse: “-Merda!” (que é como dizemos no teatro). Aquilo me deu uma tranquilidade e ao mesmo tempo uma força!

TVaBordo – Se fosse escrever um final para o Tonho, qual seria? (preferiu não responder)

A seguir, confira um bate-bola, jogo rápido com o ator Betto Marque e, não esqueça, ao final do jogo rápido, uma recompensa:

entrevista Betto Marque
foto Raquel Cunha

Roberto Marques Teixeira nasceu no dia 5/06/1981, no Rio de Janeiro – RJ

Jogo Rápido

Um ator inspirador:

Brad Pitt

Uma atriz inspiradora:

Nicole Kidman

Um filme para se assistir muitas vezes:

Qualquer um do Tarantino

Personagem que gostaria de interpretar:

Um que me colocasse em risco. Que me levasse ao limite, ao meu limite. Eu gostaria de fazer um personagem tipo coringa ou o pacote do filme ‘Bacurau’ no cinema; um Suassuna no teatro e um personagem mais complexo na TV.

Já assisti e indico para assistir as séries (no streaming):

Sintonia, Alta Mar, Handsmaid.

Uma música para se ouvir a toda hora:

Jazz e samba.

Se pudesse viajar no tempo…

Seria um viking kamikaze que ia na frente do exército na esperança de encontrar a morte, mas ele sempre sai vitorioso. Depois seria um cigano vestido de branco e ouro que conversa com o mestre Jesus nas bodas de um grande amigo seu.

A melhor sobremesa do mundo:

Bolo de milho cremoso.

Um bolo da Maria da Paz:

O de cocada.

Um prato que eu comeria 100 vezes:

Pizza e acarajé.

Um prato que não comeria de jeito nenhum, nem por um milhão de reais!:

Por um milhão de reais eu como qualquer prato. Se eu estiver com fome então… kkk

Me tira do sério…

Ficar desempregado. Ver a natureza ser agredida pela nossa ignorância. Injustiça.

Me deixa feliz:

Atuar. Poder investir meu tempo para entender empiricamente, através de meu ofício, o gênero humano. Eu chamo isso de “minha cachacinha”, quando eu consigo deixar de ser eu mesmo e percebo o mundo sobre outro ponto de vista. Nesse momento parece que eu bebi a “minha cachacinha”. Outra coisa que me deixa feliz é meditar. Dedicar algumas horas apenas para olhar para mim mesmo me dá prazer!

No dia do meu aniversário quero ganhar…

… Quero ganhar mais consciência de quem eu realmente sou. Quero ganhar mais estado de presença. Quero ganhar outro bom personagem que me desafie a olhar o mundo sobre outra lente, outra perspectiva…

Tenho saudades de:

Assistir novelas ao lado do meu avô Armando.

Uma frase que norteia a sua vida:

Não existe experiência medíocre para a mente criativa!

Betto é um cara:

Tranquilo. Intenso e afetuoso.

Mensagem aos fãs:

Eu sou muito grato pela energia que vocês me mandam! Espero que esse crescimento do Tonho inspire cada um de vocês a oferecer sua melhor versão ao próximo, através do serviço que você presta, através de sua presença no mundo!

Qual foi a energia que passou ao responder essas perguntas? (risos)

Se liga que eu tô sentindo as vibrações! Uma coisa muito da hora vai acontecer para quem leu essas palavras até aqui. É só se ligar que você vai receber uma notícia boa dentro de três dias!

agradecimento especial à Thais Martinelli

Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.