Confira resumo da semana de 13 a 17 de julho em ‘O Que a Vida Me Roubou’

0
Confira resumo da semana de 13 a 17 de julho em 'O Que a Vida Me Roubou'
foto reprodução

RESUMO DA SEMANA DE 13 A 17 DE JULHO EM O QUE A VIDA ME ROUBOU

segunda-feira, 13 de julho

 Angélica e José Luis planejam o casamento de Esmeralda e Renato em um lindo jardim. Demétrio pede a Josefina que o acompanhe ao casamento de Renato. Graziela discute com Josefina, a ofende e diz que na festa vai envergonhar seu filho. Carlota convence Josefina a ir ao casamento. Sandro e Graziela estão em um restaurante conversando sobre Josefina e Demétrio. Sandro afirma que os “Mendonça” estão a um passo da falência e, por isso, casaram Demétrio com Josefina. Graziela, irritada, nega que a família tenha problemas econômicos. Durante a cerimônia, ofendem Esmeralda e Renato se enfurece. Alessandro e Montserrat falam do quanto são felizes. Montse, triste, diz que lhe dói muito que Angélica desconheça que expulsaram José Luis da marinha por um grave delito. Amélia nota a filha muito cansada e pede a José Luis que a leve para casa. Montse se aproxima para cumprimentar Angélica e pede que vá vê-la no dia seguinte, pois tem algo muito importante para lhe dizer. Josefina chega ao jardim onde se celebra o casamento de Renato e Esmeralda e, ao entrar, se encontra com Alessandro e Fabiola, perguntando se eles viram Demétrio. Fabíola mostra em que direção ele foi. Josefina encontra seu marido aos beijos com Virgínia. Demétrio, ao ser flagrado, tenta explicar a situação. Indignada, Josefina diz que jamais o perdoará por essa traição. Angélica diz a José Luis que está muito triste por não ter podido dançar com ele, mas seu corpo já não responde a seus comandos. Alessandro e Montserrat comentam o que Demétrio fez a Josefina. Josefina vai ver Graziela e ela tenta descobrir o que aconteceu para deixa-la tão irritada.

LEIA TAMBÉM

Casal Carla e Neto realiza cerimônia em ilha recriada pelo ‘Fábrica de Casamentos’

terça-feira, 14 de julho 

Montserrat chega para visitar Angélica. José Luis diz que Angélica está dormindo e insinua que ela foi até lá para vê-lo. Montserrat sai zangada e pede a José Luis que diga a Angélica que, se realmente deseja falar com ela, será muito bem vinda em sua casa. Fabíola chega de visita à casa de Angélica e elas conversam. Ao final, Angélica pede a Fabíola que, em nome da grande amizade que as une, esteja ao lado de José Luis quando ela morrer. Adolfo vai procurar Josefina na casa dos Mendonça e lhe dá uma flor. Josefina então descobre quem, por muito tempo, anonimamente, lhe dava diariamente uma flor. Alessandro descobre que seu administrador acaba de morrer em um terrível acidente e pede a Montse que o acompanhe para dar as condolências à família. Pedro Medina ordena que Ezequiel pergunte ao padre onde está o bilhete deixado por Joaquim. Prudência, madrinha de Angélica, diz a ela que o medico lhe deu apenas alguns dias de vida.  Angélica conta para a madrinha que comprou o bar “A Escondida”, onde dançava Esmeralda. Amélia diz que essa foi uma grande loucura. Angélica ri e diz que dançou lá em uma ocasião. José Luis chega à casa de Esmeralda e Renato para desabafar pelo que está passando com Angélica. Ezequiel e Carlota anunciam que vão se casar. Montse, com medo, sugere à tia que espere um pouco para ter certeza de seus sentimentos. Carlota diz que não tem idade para esperar. Josefina vai à sua casa e Tomas  diz que a aceita, desde que devolva o dinheiro que pegou das aplicações familiares e saiam de Água Azul o quanto antes. Josefina concorda pois diz se sentir feia, enganada e sozinha. Nádia diz a Montserrat que não deseja ter o bebê que está a caminho, por isso decidiu abortar e ir embora para a capital. Pedro Medina pede a Adolfo que mate o Padre, mas ele se nega a fazer. Pedro insiste e ainda exige que lhe traga uma prova de que eliminou o religioso. Demétrio chega para buscar Josefina. Tomás o expulsa e diz que estão de partida de Água Azul.

quarta-feira, 15 de julho

Macário leva o padre de volta à sua casa e  fala sobre seu casamento com Sofia. Adolfo chega à casa do padre para pedir que ele o acompanhe até onde está Maria, pois Pedro a agrediu e por pouco não a mata. Victor diz a Alessandro que pretende levar Nádia para bem longe de Pedro para que possam começar uma nova vida. Nádia chega à clinica de abortos. Montserrat diz a ela que ainda dá tempo para se arrepender, mas Nádia segue com a enfermeira. Montse vai atrás delas e grita que Vitória é um lindo nome de menina. Padre Anselmo está esgotado e pergunta a Adolfo se falta muito para chegar até onde está Maria. Mas, num descuido de Adolfo, ele percebe que caiu numa armadilha. Adolfo saca uma arma e aponta para o padre. Adolfo entrega uma caixa a Pedro para provar que o padre Anselmo não será mais um problema para eles. Pedro, ao abrir a caixa, se depara com um conteúdo que lhe dá náuseas, e pede a Adolfo que tire aquilo de perto dele. Nádia confessa a Victor que está grávida e planejava abortar. Ele fica surpreso com a decisão que ela tomou sem consultá-lo. Nádia explica seus motivos e se despede, dizendo ser melhor assim. Sandro chega para ver Pedro e o encontra com seu cunhado. Pedro os apresenta dizendo a Sandro ter muitas expectativas quanto a Adolfo e espera que ele siga os seus passos. Demétrio fica horas do lado de fora da casa para falar com Josefina, para explicar o que aconteceu no casamento de Esmeralda e Renato. Josefina não deseja falar com ele, porém com a insistência ela aceita ouvi-lo. Tomás lembra a irmã de que tudo que Demétrio diz é mentira. Pedro vai ver o Juiz Gonzalo e diz que  está ali por um assunto referente a Alessandro Almonte, que suspeita que ele seja filho de uma camponesa, ex presidiária, mantida fora do convívio com a sociedade por ter assassinado um homem chamado Jacinto, com quem planejava se casar. O Juiz questiona o fato de Rosário ter supostamente matado alguém que amava. Pedro responde que possivelmente o falecido flagrou Rosário e Benjamin juntos e precisou ser eliminado. Graziela comenta com Carlota que foram enganadas por Josefina e as rosas que recebia eram de seu namorado, Adolfo, e não de Demétrio, que Josefina é uma hipócrita e ficou feliz por seu filho ter terminado o relacionamento.

quinta-feira, 16 de julho

 Josefina volta chorando e diz a Tomás que quer ir embora de Água Azul o mais rápido possível, pois percebeu que precisa amar a si mesma. Montserrat e Alessandro chegam para se despedir de Angélica. Ela pede aos dois que esclareçam as diferenças e parem de guardar ódio ou rancor de José Luis, que só quer ajudá-los. Demétrio fica pensativo recordando quando negou diante de Virgínia e Amélia que Josefina era sua esposa. Victor diz a Macário que Nádia está grávida e estão planejando fugir de Água Azul para formar uma família. Alessandro e Montserrat voltam para casa e encontram Sofia angustiada, pois levaram Rosário para ser interrogada. Alessandro pergunta se eram policiais, mas Sofia  diz que eles não estavam uniformizados. Alessandro parte atrás de sua mãe, mas é impedido de entrar onde a estão interrogando, por ordem de Pedro Medina. Alessandro pergunta a Pedro por que a odeia tanto, mas Pedro desconversa. Angélica se despede de José Luis, diz que o ama,  fecha os olhos e dá seu último respiro. José Luis chora e se lembra de cada momento vivido a seu lado. José Luis sai para avisar a família de Angélica que ela já está descansando. Fabíola chega e diz a José Luis que vai tirar Montserrat de sua vida. Rosário é interrogada por um juiz e Pedro Medina sobre sua situação legal e a veracidade de seu parentesco com Alessandro e Benjamin Almonte. Adolfo diz a Ezequiel que Pedro está interessado em fazer com que Alessandro perca toda sua herança. Rosário e Alessandro chegam em casa e pegam o testamento onde Benjamin o reconhece como filho e herdeiro. Tomás entrega a Graziela o cheque que combinaram , em troca da separação de Josefina e Demétrio. Graziela agradece Tomás pelo dinheiro extra, nesse momento chega Demétrio e diz não acreditar no que sua mãe está envolvida. Numa calorosa discussão, Demétrio agride Tomás. Graziela tenta detê-lo, mas é impossível. 

 sexta-feira, 17 de julho

Prudência pergunta ao capitão Robledo se não há nada que se possa fazer a respeito da situação de José Luis, pois Angélica acaba de falecer. O capitão responde que já atrasou demais a detenção de José Luis e precisa cumprir a lei. Pedro agride Victor por intervir em uma discussão entre ele e Nádia e proíbe a esposa de voltar a vê-lo, aconselhando que ela procure outro homem que possa engravidá-la. Fabíola chega ao velório para dar suas condolências a José Luis, agradece a ele por ter feito Angélica feliz e o abraça. Nesse momento chegam Montserrat e Alessandro. Graziela vai buscar José Luis e leva consigo a urna com as cinzas de Angélica. José Luis vai à praia e sobe na lancha que Esmeralda e Renato alugaram, pois assim ele deseja se despedir das cinzas de Angélica, no mar, como lhe prometeu. Esmeralda propõe que aproveite para fugir, mas ele se nega. Quando ele volta o capitão Robledo e dois militares esperam para levá-lo para a prisão de Água Azul. 
“O Que a Vida me Roubou”
“O Que a Vida me Roubou” é exibida de segunda a sexta, nas novelas da tarde do SBT.
Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.