entrevista Xande Valois: “Independente de qualquer coisa, siga firme seus objetivos, suas metas, seus sonhos!”

0

Xande Valois faz CHECK-IN no portal TV a Bordo

entrevista Xande Valois
foto Instagram
por Warlen Pontes
O ator Xande Valois, em apenas oito anos de carreira, já coleciona onze trabalhos na TV, um veterano! Entre novelas, minisséries e realities shows, o carioca encarnou o seu segundo personagem de época, Claudinho, um garoto condenado a uma cadeira de rodas e aos maus tratos de sua madrasta.
A doçura e a sensibilidade vividas por Xande através do seu personagem em ‘Êta Mundo Bom’ foi tamanha, que rendeu a ele, à época da exibição original do folhetim em 2016, o titulo de embaixador mirim da ABBR (Associação Brasileira Beneficente de Reabilitação), e que agora nos brinda mais uma vez, com a reapresentação especial no ‘Vale a Pena Ver de Novo’.
Ao portal TV a Bordo, Xande Valois faz um balanço de sua recente participação na quinta versão do clássico ‘Éramos Seis’, conta curiosidades que envolveram os bastidores na trama de Walcyr Carrasco e revela o que tem feito nestes dias de isolamento.
Senhoras e senhores, Xande Valois:
TV a Bordo – Antes de começarmos a falar sobre ‘Êta Mundo Bom’, qual é o balanço que você faz sobre ‘Éramos Seis’, que foi o seu quinto trabalho de
época, salvo engano, e qual foi o seu maior aprendizado na versão
apresentada pela Globo?
entrevista Xande Valois – Sim, foi meu quinto trabalho de época (‘Jóia Rara’, ‘Êta mundo bom’, ‘Os dias Eram Assim’, ‘Se eu Fechar os Olhos Agora’ e ‘Éramos Seis’). O balanço de ‘Éramos Seis’ foi muito positivo. A primeira fase passou de um mês de exibição e foi bem marcante: havia vários conflitos na família, entre o Julio e os filhos, entre o Carlos e o Alfredo, e Carlos teve a descoberta do primeiro amor. O maior aprendizado foi mais uma vez estar com o Carlinhos (Carlos Araújo), nosso diretor, que me despertou o interesse também pela direção, e junto ao elenco, Glorinha (Gloria Pires) é pura generosidade dentro e fora do set.
 
TV a Bordo – Xande, agora vamos falar de ‘Êta Mundo Bom’, que já foi um sucesso
estrondoso em sua primeira exibição e, agora, voltou a bater recordes de
audiência. Como recebeu a notícia da volta da novela?
entrevista Xande Valois –Êta mundo bom’ foi o trabalho mais marcante na minha carreira! Fiquei muito surpreso e feliz em saber que iria rever Claudinho e toda a sua história.
LEIA TAMBÉM
TV a Bordo – O que mais as pessoas comentam sobre a história com você nas redes sociais? O que mais a encantam?
entrevista Xande Valois No começo elas sentiam muita pena dos maus tratos que o Claudinho sofria da madrasta (Guilhermina Guinle) e, nas redes sociais, foi muito comentada também a cena do tribunal, que na época chegou a ser trending topics do Twitter no dia em que foi exibida.
 
TV a Bordo – Como se preparou para viver o Claudinho e qual é a importância do
Claudinho em sua carreira?
entrevista Xande Valois – O laboratório do personagem foi feito na ABBR (Associação Brasileira Beneficente de Reabilitação). Lá pude conhecer muitas pessoas legais que me ajudaram a compô-lo, dentre elas, o Pedro que se tornou meu amigo. Foi um personagem muito importante pra mim, pois pessoas se sentiram representadas através dele. Esse personagem me presenteou com o titulo de embaixador mirim da ABBR, pela identificação que sentiram com o Claudinho.
 
TV a Bordo – Quais são as cenas do Claudinho que você colocaria num top 3?
entrevista Xande Valois – Cena do Tribunal, Ilde (Guilhermina Guinle) comendo bombom se deliciando na frente do Claudinho e a cena do abraço final entre o pai Araújo (Flavio Tolezanni), o Claudinho e Olga, sua “nova” mãe (Maria Carol Rebello).
entrevista Xande Valois: "Independente de qualquer coisa, siga firme seus objetivos, suas metas, seus sonhos!"
foto reprodução / em cena, Araújo (Flavio Tolezanni), o Claudinho e Olga (Maria Carol Rebello)
 TV a Bordo – O que mais você aprendeu com o Claudinho?
entrevista Xande Valois – A superação! Independente de qualquer coisa, siga firme seus objetivos, suas metas, seus sonhos!
 
TV a Bordo – Contracenar sentado numa cadeira de rodas praticamente durante um ano não deve ser tão legal, e acredito que deve ter proporcionado momentos
de bastidores bastante engraçados. Pode contar algum deles?
entrevista Xande Valois – Por ser uma cadeira de rodas de época, era muito dura e pesada, passávamos momentos hilários quando ela emperrava em alguma parte do cenário ou atolava no jardim.
 
TV a Bordo – Vamos falar do isolamento? Como tem passado esses dias?
entrevista Xande Valois – Sim! Meu isolamento tá sendo bem produtivo. Estou estudando bastante nas aulas online do colégio, assisto a várias lives, de diversos assuntos, tenho assistido também o canal do Eduardo Milewicz, que fala sobre técnicas de atuação, preparação pra videoselfie em testes, e etc.
 
TV a Bordo – Qual é a mensagem que você deixaria para as pessoas neste momento tão difícil de pandemia?
entrevista Xande Valois – Quem puder, fique em casa, e se precisar sair, tome todo o cuidado possível. Vamos nos resguardar para isso passar mais rápido!
 
TV a Bordo – Por último, gostaria que deixasse uma mensagem especial aos fãs de
‘Êta Mundo Bom’ e Claudinho.
entrevista Xande Valois – Quero agradecer o carinho de todos! Fico muito feliz em saber que existem tantas pessoas que se identificaram e gostaram do Claudinho.
Agradecimento especial à Mariana Meirelles
Assista à entrevista que fizemos com o Xande Valois para ‘Éramos Seis’:

Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.