Romeu Piccoli diante de cobras gigantes, jacarés e tubarões

0
Romeu Piccoli diante de cobras gigantes, jacarés e tubarões
foto divulgação

“De frente com os predadores” – Câmera Record viaja para Austrália e Filipinas

Visitar um vilarejo tomado por crocodilos. Nadar em um tanque cheio de tubarões. Deitar-se numa esteira e ser envolvido por cobras gigantes. O Câmera Record deste domingo (5 de julho)  traz fortes emoções: os repórteres viajam à Austrália e às Filipinas para encontros nada convencionais com alguns dos maiores e mais perigosos animais do planeta.

A invasão dos crocodilos

Nas duas últimas semanas, muita gente se impressionou com a nuvem de gafanhotos que apareceu na Argentina e se aproximou perigosamente do Brasil. Imagine, então, uma cidade invadida por crocodilos de seis metros de comprimento? Foi o que aconteceu em Darwin, no norte da Austrália.

LEIA TAMBÉM

Saudoso Shaolin, Pedro Manso e Leonardo estão na volta do ‘Show do Tom’

Os répteis atacaram o gado das fazendas e passaram a ameaçar também os moradores da região. O Câmera Record mostra imagens incríveis da batalha de Paul Bedard e Mick Pitman, especialistas em resgate de crocodilos, para tentar capturar os animais. 

O tanque dos tubarões

Ainda na Austrália, o repórter Romeu Piccoli mergulhou em um tanque cheio de tubarões de várias espécies. O A aventura é tão perigosa que, antes de entrar, ele precisou assinar um termo que alerta: “A participação nessa atividade pode causar danos e até a morte.”

“No ponto mais profundo do mergulho, o maior tubarão de todos, com três metros de comprimento, vem atrás de mim. Eu percebo, evito olhar nos olhos dele. O dono do pedaço passa muito perto e mostra os dentes. É o pior sorriso que eu já vi na vida,” revela.

A massagem das cobras

Piccoli também foi às Filipinas para receber uma massagem nada tradicional. Deitado em uma esteira, ele é envolvido por quatro cobras da espécie “píton birmanesa”, uma “parente” da nossa sucuri. Os animais são carnívoros, têm entre cinco e sete metros de comprimento e chegam a pesar 100 kg.

“A cara delas é assustadora. Não dá pra olhar. E elas vão torcendo. Imagino que, quando elas pegam um bicho realmente, elas estrangulam e engolem a presa. Porque se elas quiserem, elas acabam comigo,” descreve o repórter.

Esses e outros detalhes estão no podcast do Câmera Record. Piccoli fala sobre os bastidores dessas viagens e o que sentiu ao ficar de frente com os predadores.

Câmera Record

Na TV, o Câmera Record vai ao ar às 23h15, logo após o Domingo Espetacular.

Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.