‘Esporte Espetacular’ celebra os 60 anos de Diego Armando Maradona

0

Programa conversa com nomes como os jornalistas Pedro Bial e Ernesto Paglia, e o publicitário Washington Olivetto para analisar a carreira de Maradona

'Esporte Espetacular' celebra os 60 anos de Diego Armando Maradona
foto reprodução

O aniversariante ilustre desta sexta-feira, dia 30, é um dos revolucionários que aportaram no futebol. Polêmico, falastrão e midiático, Diego Armando Maradona transformou o esporte, a ponto de ser considerado um dos maiores jogadores de todos os tempos. Para celebrar os 60 anos do craque argentino, o ‘Esporte Espetacular’ deste domingo, dia 1, conversa com nomes como os jornalistas Pedro Bial e Ernesto Paglia, e o publicitário Washington Olivetto para analisar a carreira do craque e projetar como seria se Don Diego atuasse na era das redes sociais. Biógrafo de Maradona, o jornalista argentino Ariel Palácios mergulhou na história do campeão mundial de 1986 para entender os fatores que levaram El Pibe a desenvolver sua forte e controversa personalidade.

Railson

Em abril de 2011, um menino de 12 anos foi personagem do ‘Esporte Espetacular’. Após ser acolhido em um abrigo, Railson teve a oportunidade de conhecer o centroavante Fred nas Laranjeiras e ganhou uma camisa do ídolo. Após voltar a morar com a mãe, o garoto retornou às ruas, perdeu o presente e, quis o destino, acabou virando funcionário do clube de coração nas categorias de base, em Xerém, anos mais tarde. “Trabalhar é muito bom, mas trabalhar com uma coisa que você ama não tem explicação. Eu vim da rua. Hoje tenho uma casa para morar”, afirma Railson, novamente personagem do programa, antes de receber outros dois presentes de Fred: uma camisa nova e uma mensagem por vídeo.

Esporte Espetacular

O ‘Esporte Espetacular’ deste domingo começa logo depois do GP de Emilia-Romagna, 13ª etapa da temporada 2020 da Fórmula 1.

LEIA TAMBÉM

‘GP de Ímola’: Fórmula 1 volta à Itália depois de 14 anos

Por 14 anos, o autódromo Enzo e Dino Ferrari esteve fora do calendário da Fórmula 1, mas por causa da pandemia de coronavírus, foi confirmado como sede de uma etapa já com o campeonato em andamento. O GP de Emilia-Romagna, nome dado em homenagem à região Norte da Itália onde fica o circuito, é bem conhecido dos brasileiros. Era batizado anteriormente como GP de San Marino, ou simplesmente de Ímola, e ficou marcado pelo acidente fatal de Ayrton Senna, em 1994

CONTINUE LENDO

Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.