entrevista Ana Hikari: “Tudo que Tina e Anderson passaram valeu a pena.”

0

entrevista Ana Hikari – atriz fala sobre a conturbada fase de Tina em ‘Malhação’ e na série ‘As Five’

entrevista Ana Hikari - atriz fala sobre a conturbada fase de Tina em 'Malhação' e na série 'As Five'
Durante a quarentena, Ana Hikari em casa preparada para rever ‘Malhação: Viva a Diferença’

Tina (Ana Hikari) está vivendo os momentos mais difíceis desde que começou o romance com Anderson (Juan Paiva) e precisou enfrentar sua mãe, que faz de tudo para impedir o relacionamento. Ao descobrir que Mitsuko (Lina Agifu) entregou dinheiro para o namorado sumir de sua vida e a situação o levou a sofrer um acidente de moto, ela decide sair de casa, em cenas que vão ao ar a partir do capítulo desta sexta-feira, dia 11, em ‘Malhação: Viva a Diferença’.

LEIA TAMBÉM

Globo conquista 27 prêmios no Promax Latin America Awards

Na série original Globoplay, ‘As Five’, Tina está casada com Anderson, mas o relacionamento entra em crise justamente depois da morte de Mitsuko, já que a jovem não consegue processar a perda da mãe. Em entrevista, Ana Hikari relembra o momento conturbado da personagem em ‘Malhação: Viva a Diferença’ e comenta a trajetória da personagem até a fase representada na série.

‘Malhação: Viva a Diferença’

‘Malhação: Viva a Diferença’ tem autoria de Cao Hamburger e direção artística de Paulo Silvestrini e vai ao ar logo após o ‘Vale a Pena Ver de Novo’.

Entrevista Ana Hikari

Como foi viver o momento atual de Tina, em ‘Malhação: Viva a Diferença’?

Foi um ritmo de gravações muito intensa, porque as cenas do acidente e do hospital eram de fortes emoções entre todos. Ao mesmo tempo foi uma fase muito legal, porque tinham cenas com muita gente do elenco, e eu amava gravar com o núcleo da família da Ellen (Heslaine Vieira). A Ju Colombo (Das Dores) e a Roberta Santiago (Nena) são atrizes incríveis e muito generosas que criaram um clima lindo para a família Rodrigues. Na época gravamos as cenas no período do Natal e estávamos todos juntos ali como uma família. Foi muito simbólico.

Durante o período de seis anos que se passa entre a vida da personagem na novela e na série As Five, Tina e Anderson ficam juntos. Pode-se dizer então que todo o sofrimento para confrontar Mitsuko valeu a pena? Como você enxerga esse embate entre mãe e filha e de que forma a relação das duas se manteve ao longo desses anos de relacionamento do casal?

Eu acredito que tudo que o casal passou em ‘Malhação: Viva a Diferença’ valeu a pena, porque eles conquistaram o que queriam: trabalhar com produção musical e morar juntos. Eles sempre se amaram muito e enfrentaram todas as dificuldades juntos. E, depois de anos, acho que a mãe continuou com o controle excessivo na vida da filha, mas de maneira diferente. Fica muito evidente na série que a mãe ainda exercia algum tipo de influência na vida da Tina.

Qual a sensação de interpretar a mesma personagem, sob outra perspectiva, e um certo tempo depois?

Essa série foi um desafio para mim como atriz, porque é a mesma personagem, mas muito diferente do que ela era. Esse período da vida é muito cheio de mudanças, então, para fazer a personagem hoje, tive que trazer todas essas transformações. Em especial, porque a Tina passou por uma das maiores transições para a vida adulta: a morte da mãe. São sentimentos e sensações complexas para levar para as cenas e conseguir construir essa personagem adulta.

Como foi o trabalho de composição para a série? E qual o maior desafio?

Eu me aprofundei muito nas sensações que o texto trazia para entender, através das situações, quem é essa nova Tina. É muito mais sobre sentir como ela reagiria do que pensar racionalmente para fazer a cena. Eu utilizei músicas como disparadores para o meu processo de interpretação. O maior desafio foi me distanciar da Tina adolescente. Algumas ações que ela faria na época da novela não cabem mais na trama da série e são escolhas que eu, como atriz, fiz em cena. Ficava me observando para conseguir trazer a personagem para um registro mais adulto.

O que mudou na personagem nos seis anos que se passaram?

Ela está mais independente do que antes, ainda é sonhadora, mas está concretizando mais os seus objetivos. Ela passa por um momento difícil, porque perdeu a mãe, mas não está sabendo lidar com o sofrimento. Ela não quer aceitar a dor e tenta fugir de todas as maneiras, através de festas, drogas, relações… E a fuga só faz ela sofrer mais.

O que acha dessa oportunidade de ter as duas produções (série e Malhação) disponíveis para o público ao mesmo tempo? Como os fãs têm reagido a isso?

É lindo e um privilégio imenso. Infelizmente o momento que estamos vivendo é muito difícil, mas nos sentimos honradas de terem escolhido ‘Malhação: Viva a Diferença’ para fazer companhia ao público. Foi bom porque trouxe à tona temas importantíssimos e pescou o público de volta para a trama dessas amigas, despertando ainda mais a curiosidade das pessoas para a série. Acho que o público tem gostado bastante. Até para comparar as situações das duas histórias, fica super divertido.

Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.