Chay Suede e Laura Neiva conversam com Bial

0

Além de Chay Suede e Laura Neiva, o programa também conversa com o ex-jogador de vôlei Serginho, na quarta-feira

Chay Suede e Laura Neiva conversam com Bial
foto divulgação Globo

CHAY SUEDE e LAURA NEIVA

O casal de atores Chay Suede e Laura Neiva são os convidados desta terça-feira, dia 1º de junho, do ‘Conversa com Bial’. Casados há dois anos, eles contam no programa sobre o começo do relacionamento, o rótulo de casal modelo e a parceria que construíram juntos, principalmente durante o último ano: “Além de marido e mulher, nós somos muito amigos. Somos a melhor companhia um para o outro”, diz Laura. Pais da pequena Maria, o casal também fala sobre o crescimento da família e a expectativa para a chegada do segundo herdeiro, um menino. Além da vida doméstica, Chay e Laura contam no programa a respeito da vida profissional, que inclui o desejo de atuarem juntos em um futuro próximo. Sobre o assunto, o ator adianta: “Temos um plano sim, de um projeto meu pessoal, mas ainda sem data”.

Serginho

Já na quarta-feira, dia 2, o programa também traz entrevista do ex-jogador de vôlei Serginho, que revive os melhores momentos de sua carreira durante a conversa com Pedro Bial. Conhecido pelo apelido de Escadinha, o convidado também fala sobre as suas origens e a infância na periferia de São Paulo. Do programa, participa ainda a jogadora Camila Brait, que se inspira em Serginho para tentar disputar os Jogos Olímpicos pela primeira vez.

CONVERSA COM BIAL

Com direção artística de Mônica Almeida, o ‘Conversa com Bial’ vai a ao ar de segunda a sexta-feira, após o ‘Jornal da Globo’.

ASSISTA NA GLOBO

‘Profissão Repórter’ e as UTIs aéreas

A Covid-19 está em todos os cantos do Brasil, mas nem todas as cidades brasileiras têm estrutura para tratar uma grande quantidade de casos graves da doença. No ‘Profissão Repórter’ de terça-feira, dia 1º de junho, as videorrepórteres Nathalia Tavolieri e Sara Pavani embarcam em 32 voos, por quatro estados, para acompanhar pacientes de algumas das cidades mais isoladas do Brasil que precisavam ser transferidos para hospitais com mais estrutura por UTIs aéreas.

CONTINUE LENDO

Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.