Luciano Huck conversa com Bial

0

Luciano Huck fala do documentário ‘2021: o ano que não começou’ e o livro ‘De Porta em Porta’

Luciano Huck conversa com Bial
Luciano Huck e Pedro Bial / Foto reprodução

O entrevistado do ‘Conversa com Bial’ de hoje, dia 15, é uma figura muitíssimo conhecida dos brasileiros: Luciano Huck. Com 21 anos de carreira na televisão, o apresentador tem uma conversa franca com Pedro Bial sobre a sua vida e seus projetos, num papo que traz respostas para perguntas que geram muita curiosidade.

LEIA TAMBÉM

‘Mestre do Sabor’: chefs se inspiram na culinária japonesa

Luciano Huck

A atração traz também detalhes sobre dois novos “filhos” do apresentador. O primeiro deles, intitulado ‘2021: o ano que não começou’, já está disponível no Globoplay. Na produção, Huck entrevista diversas personalidades e estudiosos acerca do que será o mundo pós-pandemia, suas mudanças e os impactos que atingirão a cada um de nós. Entre os nomes que cederam depoimentos, estão Rutger Bregman, historiador e autor do best-seller “Utopia para Realistas”; Thomas Friedman, vencedor de três prêmios Pulitzer e colunista do jornal “The New York Times”; Yuval Harari, professor de história e autor do best-seller internacional “Sapiens”; e Preto Zezé, presidente da Central Única das Favelas (CUFA). O documentário idealizado por Huck aborda temas como desigualdade, educação, racismo e antirracismo, capitalismo, política, pobreza, tecnologia e família.

‘DE porta em porta’

O segundo é o livro “De porta em porta”, que o apresentador já terminou de escrever e está prestes a lançar. A obra revisita toda sua carreira, “da porta para fora e da porta para dentro”, como define seu autor. “Eu não sou um repentista, não sou um talento da música. Eu sou um homem da comunicação. Estou há 21 anos, literalmente, rodando o país inteiro por causa do ‘Caldeirão do Huck’ e isso me colocou diante de uma realidade muito forte, que é a realidade desse país. A televisão me proporcionou conhecer o país de um jeito muito profundo”, revela Luciano. Ele também conta o que tem aprendido nessa jornada: “A minha relação é com as pessoas. Eu gosto de ouvir, conversar, mergulhar na história. Realmente me envolvo, de verdade. Pode parecer, nos meus programas, que eu estava impactando a vida das pessoas, mas eu posso garantir que o rio corre na direção oposta. O impactado fui eu, eu me transformei”.

‘Conversa com Bial’

Com direção artística de Mônica Almeida, o ‘Conversa com Bial’ vai ao ar de segunda a sexta-feira, após o ‘Jornal da Globo’.

Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.