Reencontro de Luna e Helena, em ‘Salve-se Quem Puder’, bate recorde de audiência no Rio de Janeiro e voa alto na Globo

0

Reencontro de Luna e Helena iguala recorde de audiência na Grande São Paulo e também voa alto na Globo

Reencontro de Luna e Helena, em 'Salve-se Quem Puder', bate recorde de audiência no Rio de Janeiro e voa alto na Globo
foto GShow / arte TVaBordo

RJTV bateu recorde de audiência e participação em 2021

O capítulo de ontem, 5 de julho, em que foi exibida a sequência do reencontro de Luna e Helena, mãe e filha, vividas por Juliana Paiva e Flávia Alessandra, respectivamente, em ‘Salve-se Quem Puder’ bateu recorde de audiência e participação no Rio de Janeiro: 35 pontos de média, com 50% de share, ou seja, a cada dez televisores ligados, cinco estavam na novela da Globo.

Reencontro de Luna e Helena

Em se tratando de São Paulo, a trama escrita por Daniel Ortiz, com direção geral de Marcelo Travesso e direção artística de Fred Mayrink, assinalou 28 pontos de média e 42% de participação, e igualou o seu recorde. A #Salve-seQuemPuder, além dos nomes de Flávia Alessandra e Juliana Paiva permaneceram nos TTs Brasil na noite de ontem.

RJTV

O telejornal local RJTV 2, que antecede o folhetim, marcou 33 pontos de audiência e 50% de participação, e registrou o seu recorde de audiência e participação do jornal em 2021.

Fonte: De acordo com a Kantar Ibope Media, cada ponto equivale a mais de 49 mil domicílios na capital fluminense.

Leia também

Entrevista Juliana Paiva: “Sou uma pessoa muito afetiva e adoro abraços.”

Como foi a experiência de voltar às gravações da novela nos Estúdios Globo após cinco meses de interrupção? 

A experiência da volta foi muito bacana, porque a gente estava com muita saudade de trabalhar. A novela parou em um momento crucial onde a história estava se desenrolando, então, quando a gente teve essa pausa, foi meio traumático porque a gente queria muito continuar contando essa história. Voltamos seguindo todos os protocolos de segurança e nos adaptamos fazendo nossa própria caracterização e cuidando do figurino. Costumo dizer que foi como se a gente tivesse juntando o teatro com TV.  É uma coxia de teatro, com cenário e a magia da televisão.  Voltamos para a história que a gente precisava contar e finalizar. E deu tudo certo.

E o reencontro com elenco e equipe nos bastidores das gravações? 

A parte da falta de abraço e de beijo por conta do distanciamento social foi especialmente difícil para mim porque eu sou uma pessoa muito afetiva e adoro abraços (risos). Tudo foi em função desta adaptação, do ‘novo normal’. Ainda assim, conseguimos relaxar para mergulhar no ambiente dos personagens. Fora isso, a gente também contou com o aparato da tecnologia para fazer algumas cenas. 

CONTINUE LENDO

Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.