‘Prêmio Sou do Esporte’: Band transmite sexta edição ao vivo

0

Prêmio Sou Do Esporte faz homenagem especial ao atleta paralímpico Daniel Dias, o maior medalhista brasileiro

'Prêmio Sou do Esporte': Band transmite sexta edição ao vivo
foto divulgação

Após um ano suspenso em razão da pandemia, o prêmio Sou do Esporte retorna com a sua missão de premiar e reconhecer os profissionais e as instituições que promovem o desenvolvimento do esporte no Brasil. O único prêmio do esporte brasileiro que envolve modalidades olímpicas, paralímpicas e não olímpicas, este ano, dará um salto de visibilidade com a cerimônia transmitida ao vivo pelo BandSports na próxima sexta-feira (17 de dezembro), a partir das 22h15.

Fabiana Bentes

“A parceria da Sou do Esporte com o BandSports nasceu este ano trazendo um conteúdo totalmente diferenciado sobre o esporte. Além de promovermos o primeiro fórum de gestão esportiva na televisão, vamos ampliar a visibilidade de quem faz bem ao esporte do Brasil: desde as entidades olímpicas aos grandes atletas”, destaca Fabiana Bentes, presidente da Sou do Esporte.

ASSISTA NA BAND

Jonas Esticado e Rogério Vilela participam do ‘Duelo de Mães’

Denis Gavazzi

Para Denis Gavazzi, diretor de esportes da Band, “o prêmio Sou do Esporte ser ao vivo no BandSports é uma forma de ajudar a fortalecer a indústria do esporte no Brasil e, consequentemente, melhorar o ambiente esportivo nacional a partir do reconhecimento de quem atua em prol do esporte”.

Daniel Dias

Este ano, a Homenagem Especial será para o atleta paralímpico Daniel Dias, o maior medalhista brasileiro, que se despediu das piscinas durante os Jogos de Tóquio. Dando continuidade ao único prêmio Governança no esporte da América Latina, reconhecido internacionalmente pela organização dinamarquesa Play The Game, este ano trouxe seis finalistas, tendo um empate: Confederações de Vela, Golfe, Tênis de Mesa, Vôlei, Rúgbi, e, pela primeira vez no TOP5, a Confederação Brasileira de Triathlon.

“Amaro Domingues SDE Solidário”

Além da governança, a entidade entrega premiações em outras categorias, como Gestor do Ano, Atitude Positiva, Atleta de Valor e “Amaro Domingues SDE Solidário”, dedicado ao terceiro setor. O prêmio recebeu o nome em homenagem ao fundador da Vila Olímpica da Maré (Rio de Janeiro), que faleceu em 2021. Amaro Domingues foi o primeiro a ganhar o Prêmio SDE Solidário, em 2015, pelo seu trabalho de inclusão associada ao esporte numa favela de grande vulnerabilidade social –o Complexo da Maré, no Rio de Janeiro.

Marco La Porta

Em 2021, o Gestor do Ano escolhido é Marco La Porta, vice-presidente do Comitê Olímpico do Brasil que atuou como Chefe de Missão nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. “É com muita honra e emoção que recebo a indicação da Sou do Esporte como Gestor do Ano em razão do trabalho na chefia da missão do COB nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. A Sou do Esporte é uma instituição que vem prestando um grande serviço ao esporte brasileiro orientando e avaliando as diversas entidades na busca de uma governança melhor que traga mais benefícios aos nossos atletas. Este prêmio é muito importante porque coroa um trabalho realizado pelo Comitê Olímpico do Brasil, que teve o desafio de levar uma delegação de mais de 300 atletas, em meio a uma pandemia, para competir no evento esportivo mais importante do mundo e com um resultado recorde histórico de medalha para o Brasil’, comenta La Porta.

AfroGames

Como Amaro Domingues SDE Solidário, o projeto premiado é o AfroGames, pelo trabalho de inclusão por meio dos esportes eletrônicos em áreas vulneráveis. “Uma honra ser agraciado pelo Prêmio Amaro Domingues Sou do Esporte Solidário principalmente num ano tão difícil como esse que está terminando! Nós do AfroReggae, ficamos com a sensação de dever cumprido, pois, quando criamos o AfroGames, sabíamos que iríamos impactar muitas pessoas, por mais que o projeto fosse ousado já que games é um espaço elitista. Porém, no nosso DNA sempre teve o pensamento que para o jovem da favela apenas falta a oportunidade para que ele se destaque, e o AfroGames é a prova viva disso”, ressalta Ricardo Chantilly, sócio-diretor da instituição.

Atitude Positiva

Já o prêmio Atitude Positiva vai para Bruno do Nascimento, o menino de 9 anos que mostrou seu espírito esportivo ao pedir a camisa do goleiro adversário durante um jogo de futebol. “Gostaria de agradecer a Sou do Esporte pelo carinho e respeito por mim. Obrigado pelo prêmio Atitude Positiva. Esse troféu vou oferecer a todas as pessoas que me mandaram mensagem de apoio e carinho. Amo vocês, viva o futebol, paz nos estádios, diz Bruninho, como é carinhosamente chamado.” Para os atletas que se destacaram por representar os valores do esporte dentro e fora do ambiente esportivo durante o ano de 2021, o prêmio Atleta de valor vai para:

Darlan Romani

Na categoria olímpica, para Darlan Romani, do Arremesso de Peso: “Não tenho nem palavras para descrever o que senti ao receber esta indicação. Foi um ano tão turbulento, com tantos acontecimentos inesperados, que até pensei em desistir algumas vezes. Mas graças a Deus eu tinha minha esposa caminhando ao meu lado, e profissionais especiais trabalhando comigo. E receber este prêmio mesmo sem ter tido grandes marcas, significa que vale a pena lutar e dar os 300%, sempre tem alguém vendo. Este prêmio vai coroar todas as minhas lutas e dores, faz tudo valer a pena. Só sei ser grato, e retribuir me entregando cada dia mais nos treinos e na vida, para trazer mais alegria à minha família e às pessoas que me abraçam dia após dia.”

Raissa Machado

Para Raissa Machado, do Lançamento de Dardo, recordista das Américas, eleita na categoria paralímpica: “´É com muita gratidão que recebo a indicação ao prêmio Atleta de Valor, da Sou do Esporte. A partir do momento que o esporte entrou em minha vida, iniciei um processo de aceitação do meu corpo e da minha deficiência, onde percebi que o meu amor-próprio é maior do que ela. E foi essa transformação que fez com que hoje eu seja um exemplo para outras pessoas”, ressalta.

Jacqueline Terto

Na categoria não olímpica o prêmio vai para a ultramaratonista Jacqueline Terto (In memoriam). Jacqueline foi uma grande ultramaratonista no Brasil, que tinha como causa principal as pessoas com deficiência em áreas vulneráveis, liderava o projeto de mesmo nome, atendendo pessoas com deficiência por meio da inclusão no esporte, na Vila Olímpica da Maré. Ela morreu em outubro deste ano, aos 52 anos, vítima de um infarto fulminante.

Maior medalhista brasileiro

O grande final do Prêmio Sou do Esporte sempre é a Homenagem Especial dedicada a quem saiu das esferas das competições e entrou no rol de pessoas que realmente transformaram a história do esporte brasileiro. E este ano vai para o nadador paralímpico Daniel Dias, o maior medalhista brasileiro. “Fico muito feliz de receber esta homenagem da Sou do Esporte. O prêmio da Sou do Esporte é algo importante porque premia os atletas, as pessoas que constroem um melhor esporte para o Brasil. Desta forma, fico muito feliz de entender que com meu trabalho e com as minhas conquistas, algo que eu sempre busquei acreditando nessa ferramenta do esporte como transformador de vidas, fica minha gratidão pelo reconhecimento”, conclui Dias.

Prêmio Sou do Esporte

O Prêmio Sou do Esporte acontece na próxima sexta-feira, 17 de dezembro, às 22h15.

Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.