Ângelo Máximo canta no palco do ‘Terra da Padroeira’

0
ângelo máximo canta no palco do terra da padroeira
foto reprodução / arte TVaBordo

Além de Ângelo Máximo, programa também recebe a dupla Zé Roberto e Robertinho, Mateus Ferraz e Thiago

E vem chegando mais um “Terra da Padroeira”, da TV Aparecida, sucesso de audiência que faz a alegria dos apaixonados pela música sertaneja. Kleber Oliveira, Tonho Prado e Menino da Porteira recebem mais um time de primeira linha do cenário musical brasileiro. Entre as atrações que subirão ao palco do programa, ao vivo, neste domingo (13 de março), às 9h, estão Zé Roberto & Robertinho, que têm entre os sucessos dessa atual formação os hits: “Digitais”, “Gaivota”, “Colina do Amor” e “Meu Velho Pai”. Um dos integrantes dessa dupla – Robertinho – ainda será homenageado no quadro “Rancho da Saudade”.

ASSISTA NA TV APARECIDA

‘Sábado com Maria’ recebe a jornalista e apresentadora Adriana Colin

Convidados

Outra importante participação no “Terra da Padroeira” será do cantor Ângelo Máximo, cuja carreira se abriu para o sucesso nos anos 1970 e estourou com clássicos como “Domingo Feliz” e “A Primeira Namorada”. E completam a lista de apresentações do domingo, os mineiros Mateus Ferraz e Thiago, cuja música de trabalho é “Coração na Tela”.

Zé Roberto & Robertinho

José Simão Alves é cantor e compositor. Adotou como nome artístico “Robertinho” e resolveu usá-lo em sua carreira por ser fã incondicional de Roberto Carlos. Em 1968, conheceu “Leonildo Sachi” com quem formaria a tão conhecida dupla “Léo Canhoto e Robertinho”. Foi a primeira dupla a utilizar instrumentos eletrônicos, revolucionando a música sertaneja e a ganhar um disco de ouro, com o hit “Apartamento 37”. Em 1983, a formação se desfez, voltando em 1986. Ganharam espaço no novo sertanejo da década de 1990, porém, em 2017 eles se separaram. Em 2020, Léo Canhoto faleceu aos 84 anos e Robertinho seguiu em solo.

Valdir José Domingues (Zé Roberto)

O seu atual parceiro, Valdir José Domingues (Zé Roberto), traz também consigo uma grande bagagem artística. Aos 23 anos, gravou um disco com “Zé Cristal”, com o qual formou a dupla “Zé Cristal & Avilã”. A música que mais se destacou na época foi “O Relógio”, composição de César Augusto e Martinha. Aos 28 anos, o artista também gravou um vinil com o “Profeta”, pela dupla “Profeta & Avilã”. Sua maior referência musical sempre foi Robertinho, da dupla “Léo Canhoto e Robertinho”, com quem hoje forma dupla.

Ângelo Máximo

No início dos anos 1970, aos 18 anos, Ângelo Máximo deixou sua cidade natal, Goiânia, em busca de revelar o seu talento para o Brasil. Guiado pelo amor à música, foi para São Paulo, onde participou de diversos programas de calouros, com destaque para o concurso do apresentador Sílvio Santos, sagrando-se vitorioso. Como prêmio ganhou a assinatura de seu primeiro contrato profissional numa gravadora. A partir daí, tornou-se um dos maiores ídolos nacionais. Ângelo Máximo realizou shows por todo o Brasil, em festivais na América Latina e no exterior. Recebeu discos de ouro e entre seus sucessos estão “Domingo Feliz”, “A Primeira Namorada”, “Vem Me Fazer Feliz”. Ao todo, são 18 trabalhos lançados numa lista com CDs, LPs e discos compactos.

Mateus Ferraz e Thiago

Os artistas formam uma dupla diferenciada. São cantores e poetas. Mateus Ferraz nasceu de um amor incondicional de seus pais. Sua influência musical é toda creditada ao pai Valdir, que também é cantor, com várias canções gravadas. E Thiago aprendeu desde cedo que esforço e dedicação se tornariam o segredo para alcançar seus objetivos. Ele aprendeu a tocar violão com seu tio e logo já estava cantando na igreja. Junto com o sonho de dar uma vida melhor à família, perseverou em vários caminhos, até que tudo começou a dar certo.

“Terra da Padroeira

O programa “Terra da Padroeira” é exibido todo domingo, às 9h, na TV Aparecida.

Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.